Drag race

Poderá o MX-5 vencer esta corrida contra o M850i, 911 Carrera 4S e Mustang 2.3 EcoBoost?

Uma drag race entre um MX-5, um Mustang, um 911 Cabriolet e um Série 8 Cabrio pode parecer injusta, mas esta não é uma corrida típica.

À partida, a ideia de uma drag race entre um Mazda MX-5, um Porsche 911 Cabriolet, um Ford Mustang e um BMW Série 8 Cabrio (mais precisamente um M850i) teria tudo para ser uma “humilhação” do pequeno modelo japonês, com a (muito) superior potência dos seus concorrentes de ocasião a impor-se facilmente.

No entanto, a italiana Quattroruote deu um original twist a esta corrida entre modelos só descapotáveis. E se, além da prova de arranque em si, juntássemos a obrigatoriedade de ter de se abrir a capota antes de se poder arrancar? Será que as probabilidades do MX-5 melhoram?

Conheçamos primeiro os competidores. Do lado dos modelos com tração traseira surgem o MX-5, aqui na versão equipada com o 2.0 l de quatro cilindros e 184 cv, e o Mustang, que surge equipado com o 2.3 l EcoBoost de quatro cilindros e 290 cv.

VÊ TAMBÉM: Lembram-se do MX-5 que queria ser um Corvette? Já não há mais…

Já os modelos alemães recorrem ambos a tração integral sendo que o BMW M850i se apresenta como o mais potente, recorrendo a um 4.4 l V8 Biturbo que oferece 530 cv. Já o 911 Carrera 4S Cabriolet recorre ao habitual flat six, neste caso com 3.0 l, dois turbos e 450 cv.

Os resultados

Como te dissemos, nesta drag race não bastou acelerar ao sinal de partida. Primeiro, foi preciso recolher totalmente a capota e só depois é que puderam arrancar. E, espanto (ou talvez não), o Mazda MX-5 surpreendeu tudo e todos, uma vez que o seu muito simples e rápido sistema de abertura manual da capota lhe permitiu arrancar (muito) antes dos seus concorrentes com abertura elétrica.

A este seguiu-se o Mustang sendo que os modelos germânicos viram os seus complexos sistemas de abertura elétrica da capota atrasá-los irremediavelmente. Assim, segundo a publicação italiana, o MX-5 levou, entre abrir a capota e atingir os 100 km/h, apenas 10,8s. O Mustang precisou de 16,2s enquanto o Série 8 e o 911 necessitaram, respetivamente, de 19,2s e 20,6s. Um ponto para o MX-5.

VÊ TAMBÉM: Caterham Seven 485 R (240 cv) em vídeo. Um brinquedo para ADULTOS
Drag race MX-5, Mustang, 911, Série 8

Para além desta drag race  pouco convencional, a Quattroruote fez em seguida uma “normal”. Aí, como esperado, a potência dos modelos alemães impôs-se, com o 911 a vencer seguido do mais potente (e bem mais pesado) M850i. Curiosamente, apesar de o Mustang ter mais à volta de 100 cv que o MX-5, acabou por ficar em último, não conseguindo bater o modelo nipónico — nota-se que o arranque também não foi o melhor.

Por fim, a publicação transalpina mediu ainda os coeficientes aerodinâmicos, consumos em autoestrada e velocidade máxima com e sem capota, o que permitiu comprovar que andar de cabelos ao vento não só passa fatura ao nível dos consumos como das prestações.

Sabes responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira do Mazda Mazda3?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o novo Mazda3 SKYACTIV-D com caixa automática. Uma boa combinação?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos