Segurança

Fiat Panda leva zero estrelas para casa no teste do Euro NCAP

De nove modelos testados pelo Euro NCAP os dois que mais se destacaram são da FCA. No entanto, nenhum o fez pelas melhores razões.

A saga da Fiat com as zero estrelas nos testes Euro NCAP teve mais um episódio. Depois de há cerca de um ano a marca italiana ter visto o Fiat Punto descer de uma classificação de segurança de cinco estrelas para zero, foi a vez do Fiat Panda lhe seguir as pisadas e tornar-se o segundo modelo na história do Euro NCAP a conseguir a desonrosa distinção.

Entre os nove modelos avaliados na mais recente ronda de testes feita pelo Euro NCAP, dois eram do grupo FCA, o Fiat Panda e o Jeep Wrangler. Infelizmente para a FCA foram estes os únicos a não conseguir uma classificação de cinco estrelas, com o Panda a obter zero e o Wrangler a ter de se contentar com apenas uma estrela.

Os restantes modelos colocados à prova foram o Audi Q3, BMW X5, Hyundai Santa Fe, Jaguar I-PACE, Peugeot 508, Volvo V60 e o Volvo S60.

VÊ TAMBÉM: Fiat Panda e 500 também dizem adeus ao Diesel?

Porquê zero estrelas?

A história do segundo modelo da Fiat a obter zero estrelas no EuroNCAP tem contornos semelhantes à do Fiat Punto. Tal como nesse caso, a razão das zero estrelas é a antiguidade do projeto.

Da última vez que tinha sido testado, em 2011, o Panda até tinha tido um resultado razoável (obteve quatro estrelas) de lá para cá muita coisa mudou e os padrões tornaram-se muito mais exigentes.

Nos quatro itens avaliados — proteção de  adultos, crianças, pedestres e sistemas de assistência à segurança — o Fiat Panda obteve menos de 50% em todos eles. Aliás, no que diz respeito à proteção de crianças o Panda obteve a pontuação mais baixa de sempre, com apenas 16% (para teres uma ideia a média dos carros testados neste item está nos 79%).

Ao nível dos sistemas de assistência à segurança, o Fiat Panda obteve apenas 7%, uma vez que apenas possui aviso do uso de cinto de segurança (e só nos bancos da frente), sendo que não tem mais nenhum sistema de ajuda à condução. O resultado obtido pelo pequeno Fiat levou o Euro NCAP a afirmar que o modelo italiano foi “compreensivelmente ultrapassado pelos seus concorrentes na corrida pela segurança”.

VÊ TAMBÉM: Fiat Panda e 500 também dizem adeus ao Diesel?
Fiat Panda
Ao nível da rigidez estrutural o Fiat Panda continua a mostrar-se capaz. O problema é a total ausência de sistemas de assistência à segurança.

A estrela solitária do Jeep Wrangler

Se o resultado obtido pelo Fiat Panda é justificado pela antiguidade do modelo, a única estrela conquistada pelo Jeep Wrangler já se torna mais difícil de compreender.

O segundo modelo da FCA testado pelo Euro NCAP nesta ronda é um modelo novo mas, ainda assim, os únicos sistemas de segurança de que dispõe são um aviso do uso do cinto de segurança e um limitador de velocidade, não contando com sistemas de travagem autónoma ou outros sistemas de segurança.

Em relação ao resultado alcançado pelo Jeep Wrangler, o Euro NCAP referiu que “é desapontante ver um modelo novo, posto à venda em 2018, sem um sistema de travagem autónoma e sem assistência à manutenção da faixa. Já era altura de vermos um produto do grupo FCA oferecer níveis de segurança que rivalizassem com os seus concorrentes”.

Jeep Wrangler
Jeep Wrangler

Ao nível da proteção dos peões o resultado também não foi positivo, conseguindo apenas 49%. Ao nível da proteção dos passageiros dos bancos dianteiros, o Wrangler evidenciou algumas deficiências, com o tablier a poder causar lesões aos ocupantes.

Ao nível da proteção de crianças, apesar de ter obtido uma pontuação de 69%, o Euro NCAP referiu que “foram encontrados vários problemas quando instalámos diversos sistemas de retenção de crianças no veículo, inclusive os universais”.

Com este resultado, o Jeep Wrangler juntou-se ao Fiat Punto e ao Fiat Panda como os modelos com pior nota de sempre nos testes do Euro NCAP.

VÊ TAMBÉM: Estas 7 pick-up têm de acontecer
Jeep Wrangler
Jeep Wrangler

Cinco estrelas, mas ainda assim com problemas

Os restantes modelos testados obtiveram todos cinco estrelas. No entanto, o BMW X5 e o Hyundai Santa Fe não deixaram de apresentar alguns problemas. No caso do X5, o airbag que protege os joelhos não disparou corretamente, um problema que já tinha sido detetado quando o BMW Série 5 (G30) foi colocado à prova em 2017.

Já no caso do Hyundai Santa Fe o problema está nos airbag de cortina. Nas versões com teto panorâmico estes podem ser rasgados quando são acionados. No entanto, a Hyundai já corrigiu o problema e os modelos que foram vendidos com o sistema defeituoso já foram chamados às oficinas da marca para substituir os encaixes dos airbags.

Michiel van Ratingen, do Euro NCAP, referiu que “apesar do trabalho feito pelas marcas nas fases de desenvolvimento dos seus modelos, o Euro NCAP ainda verifica alguma falta de robustez em áreas básicas da segurança”, afirmando ainda, “para ser justo, o Audi Q3, Jaguar I-PACE, Peugeot 508 e os Volvo S60/V60 estabeleceram o padrão contra os quais os restantes modelos foram avaliados nesta ronda de testes, sendo que bem que podem servir de exemplo“.

O Jaguar I-PACE foi ainda referido pelo Euro NCAP como um bom exemplo de como os automóveis elétricos também podem oferecer elevados níveis de segurança.

 

Sabes responder a esta?
Qual era a potência do Renault Safrana Biturbo?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos