Novo BMW Série 5 (G30): tudo o que precisas de saber

A sétima geração do BMW Série 5 chega aos mercados europeus em fevereiro com novidades em toda a linha. Isto é tudo o que precisas de saber.

As imagens deste artigo são interativas

Depois de várias imagens teaser, finalmente é possível vislumbrar as primeiras imagens oficiais do novo BMW Série 5 (G30). Se dúvidas houvesse, este é um modelo em que a marca de Munique deposita grandes esperanças.

“A sétima geração do BMW Série 5 aponta o caminho para o futuro, como já tínhamos definido na nossa estratégia. A BMW vê a liderança tecnológica, os produtos emocionalmente ricos e a digitalização como fatores  essenciais para o sucesso – com a expansão do nosso portfólio neste segmento, estamos a satisfazer os desejos dos nossos clientes. Não tenho dúvidas de que o novo modelo irá definir os padrões tecnológicos, mas também terá um apelo emocional, o que continua a ser o epítome das berlinas executivas”.

Harald Krüger, Presidente do Conselho de Administração da BMW AG

No desenvolvimento desta nova geração, uma das prioridades foi a dinâmica de condução. Nesse sentido, a BMW partiu de um conceito de design completamente diferente e que obrigou a uma escolha dos materiais e atenção ao detalhe bem mais rigorosa.

O resultado foi um coeficiente aerodinâmico melhorado, um novo chassis, uma suspensão que garante maior rigidez, um centro de gravidade mais baixo e uma redução de peso em cerca de 100 kg, apesar do aumento das dimensões gerais do carro – mais 36 mm de comprimento, 6 mm de largura e 2 mm em altura, e ainda um aumento de 7 mm na distância entre eixos – o que, segundo a marca, beneficia também o conforto para os passageiros.

Design e Interiores

O novo modelo integra pela primeira vez a plataforma CLAR, partilhada com o Série 7, e por isso não é de estranhar que a nível estético o Série 5 se aproxime do seu irmão mais velho. Por fora, uma das principais alterações passa pelos faróis dianteiros e a forma com se ligam à tradicional grelha em forma de rim da BMW, com o objetivo de lhe dar um aspeto mais aguerrido. Além disso, as novas linhas da carroçaria dão a sensação de um modelo mais largo e próximo do chão e são complementadas com um pára-choques agressivo e jantes a condizer.

Sem surpresa, o interior do habitáculo é marcado pelas linhas horizontais e o mais recente conjunto de tecnologias da marca, com destaque especial para o sistema Remote 3D View que permite ao condutor visualizar a área circundante do veículo através de uma aplicação móvel. De resto, quer em termos de conectividade quer no que toca aos sistemas de segurança, o BMW Série 5 não deixa os créditos por mãos alheias.

Motorizações

O novo BMW Série 5 será lançado com um leque de motores mais eficientes da família BMW EfficientDynamics com a tecnologia BMW TwinPower Turbo, em que a grande novidade são as duas novas versões a gasolina: 530i de 2.0 litros e quatro cilindros e o 540i de 3.0 litros seis cilindros em linha. Enquanto que o primeiro debita 252 cv e 350 Nm, permitindo acelerações dos 0-100 km/h em 6,2 segundos, o segundo debita 340 cv e 450 Nm, para uma aceleração em apenas 4.8 segundos dos 0-100 km/h. Ambos estão acoplados a uma transmissão Steptronic de oito velocidades e disponíveis com o sistema de tração integral xDrive, com lançamento para os mercados europeus a 11 de fevereiro.

Na variante Diesel, o BMW Série 5 terá como versão de entrada o 520d (em fevereiro),equipado com um bloco de quatro cilindros com 190 cv de potência e 400 Nm de binário, acoplado a uma caixa manual de seis velocidades ou Steptronic de oito relações, e que será oferecido com uma versão com melhores consumos 520 d EfficientDynamics Edition. Nesta versão de entrada o sprint dos 0-100 km/h cumpre-se em 7.6 segundos e em 7.5 segundos para o 520d EfficientDynamics Edition, já a velocidade máxima é de 237 km/hMais acima encontramos a versão 530d, disponível a partir do mês de março, com motor de seis cilindros em linha de 265 cv e 620 Nm, capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 5,7 segundos, antes de atingir os 250 km/h de velocidade máxima limitada.

Em março do próximo ano chega também a Portugal a variante plug-in híbrida BMW 530e iPerformance, com uma potência combinada de 252 cv e consumos médios de 2.0 l/100 km. Esta proposta híbrida não se deixa ficar para trás em termos de prestações, anunciando 6.2 segundos dos 0-100 km/h e 250 km/h de velocidade máxima limitada. Enquanto não chega a versão mais hardcore M5, será também lançado o BMW M550i. Esta versão, acoplada a uma transmissão Steptronic de oito velocidades e com sistema xDrive, faz uso de um motor V8 com 462 cv e 650 Nm de binário para acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 4,0 segundos, já a velocidade máxima será limitada eletronicamente a 250 km/h.

Ainda não há informações relativas aos preços para o mercado nacional.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Os mais vistos