Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Rumores

Toyota MR2 do futuro vai ser elétrico? Sports EV praticamente confirma-o

A Toyota mostrou o Sports EV recentemente, o protótipo de um desportivo compacto elétrico que tem tudo para ser o MR2 do futuro.

A ofensiva elétrica da Toyota vai-se traduzir no lançamento de 30 novos modelos elétricos até 2030 e haverá espaço para de tudo um pouco: do ubíquo crossover à pick-up, e nem sequer os desportivos foram esquecidos.

Se o sucessor «espiritual» do Lexus LFA concentrou todas as atenções, o outro desportivo presente no evento, um pequeno bilugar com proporções típicas de desportivo com motor em posição central traseira, também captou a nossa atenção.

Desde as suas proporções, até ao facto de ser um targa (e não um roadster) remete-nos de imediato para o saudoso Toyota MR2, lançado originalmente na década de 80 do século passado.

VEJAM TAMBÉM: BMW i8 da PSP. O novo desportivo híbrido plug-in da Polícia portuguesa
Toyota desportivo elétrico

O MR2 original também colocava o motor atrás das costas dos dois ocupantes e tinha uma carroçaria targa, receita que foi repetida na década de 90, com a segunda geração do modelo, que cresceu em dimensões e performance.

A última e terceira geração, por outro lado, desviou-se da receita. Apesar de ter mantido o motor em posição central traseira deixou de ser um targa e passou a ser um roadster — e o rival mais formidável do MX-5 NB. Dimensões e performance «encolheram» relativamente à segunda geração, assim como a sua massa, que ficou abaixo dos 1000 kg.

O regresso do MR2 como um elétrico?

Akio Toyoda, o presidente da Toyota, já tinha demonstrado a vontade de voltar a ter os “três irmãos” reunidos. Se, originalmente, estes eram o Supra, Celica e MR2, hoje temos o GR Supra e o GR86 (que toma o lugar do Celica) — fica a faltar um novo desportivo compacto para o lugar do MR2.

Em 2015 quase que o tivemos quando a Toyota revelou o S-FR no Salão de Tóquio, um protótipo em formato coupé para um potencial rival do Mazda MX-5. Ao contrário do MR2, tratava-se de algo mais próximo ao MX-5: motor longitudinal dianteiro e tração traseira. Apesar do aspeto «pronto a produzir» do S-FR, o carro simplesmente «evaporou-se» dos planos da Toyota.

Mais tarde, em 2018, nova onda de rumores colocavam, pela primeira vez, a possibilidade do MR2 regressar como um elétrico. Possibilidade que agora ganha praticamente o estatuto de certeza com a revelação deste novo protótipo.

O novo protótipo foi prosaicamente identificado apenas como Sports EV e as suas proporções mid-engine levam a especular que por baixo da sua «pele» de linhas muito dinâmicas possa estar uma configuração idêntica há que vimos noutras propostas similares, nomeadamente na Porsche e Lotus.

Tanto o Mission R da Porsche, como a nova arquitetura elétrica LEVA da Lotus, ao invés de colocar as baterias no chão da base entre os eixos, estas ficam posicionadas no mesmo espaço onde estaria o motor de combustão num mid-engine.

Uma configuração que tem várias vantagens: não só permite manter uma posição de condução muito baixa, como se quer num desportivo, como garante uma distribuição de massas equivalente à de um típico desportivo com motor em posição central traseira.

toyota sports ev

Será esta a configuração escolhida pelo novo desportivo da Toyota?

O outro rumor: a ligação Suzuki e Daihatsu

Praticamente ao mesmo tempo que a Toyota revelava os 15 protótipos elétricos, incluindo o Sports EV, a publicação japonesa Best Car Web avançava com um rumor de que a Toyota se tinha juntado à Daihatsu (uma subsidiária da Toyota) e à Suzuki no desenvolvimento de um desportivo compacto com motor em posição central traseira.

O aspeto mais intrigante deste rumor é que se trataria de um desportivo com motor de combustão, este último a ser desenvolvido pela Suzuki e que seria partilhado com a Toyota e Daihatsu. Haverá alguma credibilidade neste rumor?

Autozam AZ-1 Mazdaspeed
A Suzuki não é estranha a desenvolver e a produzir desportivos para outros: o super-pequeno (kei car) Autozam AZ-1 foi desenvolvido e produzido pela Suzuki para a Mazda (a “dona” da Autozam).

A verdade é que, como dissemos há anos, a Toyota continua a não ter uma base para um modelo com este tipo de arquitetura. E não é novidade nenhuma a Toyota associar-se a outros para concretizar os seus planos. O GR Supra foi desenvolvido a meias com a BMW, enquanto o GR86 (e GT86) teve a Subaru como parceira.

Mais uma vez só podemos especular. Poderá esta hipotética arquitetura aceitar vários tipos de motorização — combustão e elétrica — e assim dar origem ao desportivo elétrico antecipado há poucos dias pela Toyota?

VEJAM TAMBÉM: Solterra. O primeiro elétrico da Subaru é também o «irmão» do Toyota bZ4x

Teremos de aguardar mais algum tempo por todas as respostas. A publicação japonesa avançou com o ano de 2025 para conhecermos o novo desportivo.

Mais artigos em Notícias