Volkswagen Sharan RS. MPV com «genes» Porsche que não chegou a acontecer

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Protótipo

Volkswagen Sharan RS. MPV com «genes» Porsche que não chegou a acontecer

No adeus à Volkswagen Sharan, recuamos no tempo e recordamos o Sharan RS, um protótipo de um MPV desportivo com «genes» Porsche.

Terá sido a Sharan RS a variante do MPV made in Portugal que faltou fazer? Talvez…

Tendo em conta a existência deste protótipo, podemos assumir que a possibilidade de uma Sharan de alta performance foi considerada nos «corredores» de Wolfsburgo… e para mais com uma pequena ajudinha do catálogo de peças da Porsche.

Se para muitos de vocês a possibilidade de haver um MPV desportivo ou de alta performance soa a ridículo, não se esqueçam que estamos a viver num mundo onde os SUV de alta performance são o «prato do dia».

TÊM DE VER: Fim de uma era na Autoeuropa. Foi produzido o último Volkswagen Sharan
dois Volkswagen Sharan de frente e traseira
Por baixo do papel de «carro de família», houve quem visse um desportivo…

Por isso, «testar as águas» para perceber a apetência do mercado por um MPV desportivo não parece assim tão descabido.

Pelo menos não o parecia em 1994, quando o Volkswagen Sharan RS foi revelado no Salão de Paris, juntamente com os outros Sharan de produção — a sua primeira aparição pública internacional. Foi também o palco para a revelação do Ford Galaxy, o seu «irmão», antes da comercialização arrancar em 1995.

É que a década de 90 do século XX foi a década da consagração do MPV, o «automóvel do futuro» como eram muitas vezes chamados. Apoiados no sucesso original da Renault Espace (que já ia na segunda geração), os outros construtores responderam em força ao modelo gaulês e antes da década terminar seriam poucas as marcas que não teriam um ou dois MPV nas suas gamas. Como os tempos mudaram…

Só que apesar dos MPV de Palmela terem sido uma das mais importantes novidades mostradas nesse Salão de Paris, o Sharan RS seria de alguma forma eclipsado por outro MPV «de corridas»: o fantástico Renault Espace F1, também aí visto pela primeira vez.

renault Espace f1 frente 3/4
Como poderia o Sharan RS fazer-se notar quando no pavilhão ao lado estava um monovolume com um estridente V10 de um Fórmula 1?

Sharan by Porsche?

O Sharan RS não trazia nenhum motor de F1 ou de competição, mas também procurava «apimentar» um tipo de veículo que hoje é recordado sobretudo como aborrecido… prático, mas aborrecido.

Por fora distinguia-se pelos novos faróis duplos a ladear uma grelha de aspeto mais agressivo. Novos eram também os para-choques desportivos, assim como as saias laterais mais pronunciadas.

Volkswagen Sharan RS frente 3/4, capa de brochura

Contudo, eram as jantes dos Porsche Carrera Cup que chamavam a atenção, assim como o sistema de travagem também proveniente de Zuffenhausen. Estaria a Porsche envolvida no desenvolvimento da Sharan RS?

Bem, não seria inédito; o historial da Porsche é longo no desenvolvimento de modelos para outros. Por exemplo, nesse mesmo ano de 1994 ficámos a conhecer a Audi RS2, uma 80 Avant «vitaminada» a todos os níveis pela Porsche — recorrendo igualmente a componentes retirados do 911 — que deu início a um legado que ainda hoje permanece.

 

Poderia o Volkswagen Sharan RS fazer o mesmo pelos MPV o que a Audi RS2 fez pelas carrinhas desportivas? Quem sabe…

No entanto, apesar da presença muito visível de componentes Porsche no Sharan RS, é pouco provável que o construtor alemão estivesse envolvido no desenvolvimento deste projeto. Afinal, a concepção deste protótipo foi da responsabilidade da Strosek, um preparador alemão que nos anos 90 surpreendia-nos com os seus 911 de mini-faróis.

Strosek 911 Mega Speedster
Strosek 911 Mega Speedster de 1991. Uma transformação que ainda hoje não gera consenso.

O Sharan RS não se ficava pelas aparências. Além de receber uma suspensão de acerto desportivo, a mecânica e performance não foram esquecidas.

A equipar este MPV desportivo estava o conhecido 2.8 VR6 — que equipou o Sharan de produção —, mas aqui ganhava um turbocompressor que elevava a potência de uns simpáticos 174 cv para uns mais fogosos 252 cv — numa altura que os mais potentes hot hatch não chegavam aos 200 cv —, com a força do motor a ser distribuída pelas quatro rodas (sistema Synchro).

Não há dados relativamente à sua performance, mas temos de acreditar que seriam muito mais sumarentos que os 11 segundos dos 0 aos 100 km/h que o Sharan VR6 anunciava de série.

Rumores

Poderia o Volkswagen Sharan RS fazer o mesmo pelos MPV o que a Audi RS2 fez pelas carrinhas desportivas? Quem sabe…

O que sabemos é que o Sharan RS desapareceu tão depressa como apareceu — depois do Salão de Paris, nunca mais o vimos ou ouvimos falar desta proposta. O que leva a especular que este exercício foi apenas isso… um exercício para chamar a atenção para o novo MPV da Volkswagen que acabava de ser revelado.

O Volkswagen Sharan nunca chegaria a ter nenhuma variante desportiva — não foi impedimento para haver Sharan com mais de 200 cv —, mas houve outros rumores, alguns deles muito coloridos, sobre os monovolumes de Palmela.

Chegou-se a prever que, para além do Sharan e Galaxy, e mais tarde o SEAT Alhambra, também a Audi e a Skoda teriam as suas versões dos MPV feitos na AutoeuropaE a Porsche também!

Porsche Varrera
Alguns chamaram ao especulativo MPV da Porsche de Varrera — Van + Carrera —, e podemos ver o corpo do Sharan com uns faróis similares aos da geração 996 do Porsche 911 — assim, de repente, mais parece um Renault Twingo XL.

Como? Um MPV Porsche? Sim… Um rumor avançado pela imprensa alemã dizia que a Porsche teria um MPV com base no Sharan, isto anos antes de se suspeitar que no futuro do construtor haveria um SUV de seu nome Cayenne (feito em parceria com a Volkswagen que daria origem ao Touareg).

Apesar da improbabilidade de tal acontecer, a verdade é que a Porsche, não faz muito tempo, revelou a visão de um furgão elétrico e autónomo de suporte ao departamento de competição da marca — parte de um grupo de 15 protótipos Porsche que nunca tinham sido vistos revelados há uns anos pela marca.

Porsche Vision Race Service
Simplesmente designado de Race Service, este furgão foi um exercício pelos designers da Porsche que imaginava um substituto das “Pão de Forma” que serviram de veículo de apoio às equipas de competição da marca.

Quanto aos MPV desportivos, nunca chegaram verdadeiramente a arrancar.

Caberia não à Volkswagen, mas à Opel «carregar» esse testemunho com as versões OPC das duas primeiras gerações do Zafira — ainda hoje é o MPV mais rápido no Nürburgring, recorde obtido em 2006.

Opel Zafira B OPC de traseira
O Opel Zafira (B) OPC foi, talvez, o único MPV a abraçar a sua veia mais desportiva. Nesta segunda geração vinha com 240 cv obtido de um 2,0 l turbo. Para os papás que gostar de dar «gosto ao pé».
LEIAM TAMBÉM: Este é o Porsche mais barato que podes comprar. Ok… mais ou menos.

Mais artigos em Clássicos