BMW XM. Tudo sobre o BMW M mais potente (e pesado) de sempre

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

BMW XM. Tudo sobre o BMW M mais potente (e pesado) de sempre

Primeiro modelo exclusivo da BMW M desde o M1, o BMW XM é o mais pesado e potente de sempre da submarca alemã.

Segundo modelo independente assinado pela BMW M, o novo BMW XM não podia ser mais diferente do primeiro, o M1.

Assumindo o «formato da moda», o XM não só é o modelo mais potente de sempre da divisão M como também é o mais pesado e, claro está, o seu primeiro híbrido plug-in.

Contudo, antes de avançarmos para os números deste «super-SUV» é impossível não falar da sua estética.

A NÃO PERDER: Elétricos com mais de 1000 km de autonomia? BMW não acha necessário
BMW XM vista traseira 3/4

Fiel ao protótipo

Antecipado pelo XM Concept, o BMW XM não difere muito do protótipo que vimos há quase um ano.

Na dianteira destaca-se o enorme duplo rim iluminado e os faróis bipartidos. Na lateral as jantes de 23” captam atenções, mas os puxadores das portas embutidos deram lugar a uma solução mais convencional.

Quanto à traseira, por lá continuamos a encontrar quatro saídas de escape, mas os faróis adotaram um formato mais «normal», se bem que não menos vistoso.

Por fim, no interior o visual segue em linha com as mais recentes propostas da marca bávara, afastando-se um pouco do que antecipava o protótipo.

O BMW Curved Display e o BMW Head-Up Display continuam a marcar presença, mas é o forro do tejadilho com uma estrutura tridimensional e 100 LED que mais se destaca a bordo do XM.

BMW XM interior
O BMW Curved Display conta com dois ecrãs: um com 12,3” para o painel de instrumentos e outro com 14,9” que alberga o sistema de infoentretenimento no qual encontramos o sistema operativo iDrive 8.

Os números do BMW XM

Como referimos, o XM será o BMW M mais potente de sempre, recorrendo sempre a motorizações híbridas plug-in. Contudo, só vai poder reclamar esse «título» no outono de 2023, altura em que chega o BMW XM Label Red, a versão mais potente do «super-SUV» alemão.

Nesta versão o XM «casa» um motor a combustão com 585 cv e 750 Nm (que a BMW não divulgou qual será) com um sistema híbrido que oferece 197 cv e 280 Nm. O resultado final é uma potência máxima combinada de 748 cv e 1000 Nm.

BMW XM cista dianteira

Quanto à versão «normal», que a BMW M vai lançar na primavera de 2023, esta conjuga um V8 biturbo com 4.4 l capaz de debitar 489 cv e 650 Nm com um motor elétrico que oferece 197 cv e 280 Nm.

O resultado final são 653 cv de potência máxima combinada e um binário de 800 Nm. A tarefa de o enviar às quatro rodas foi «entregue» a uma transmissão automática de oito relações.

BMW XM pormenor grelha
A grelha com um rebordo iluminado é um dos destaques no exterior do XM.

A alimentar o motor elétrico encontramos uma bateria com 25,7 kWh que permite no modo “Electric” percorrer entre 82 e 88 km a velocidades de até 140 km/h. Quanto ao carregamento, o XM pode ser carregado com potências até 7,4 kW.

VEJAM TAMBÉM: Testámos o novo iX M60. O SUV elétrico da BMW com “vitamina M” convence?

«Peso-pesado» mas veloz

Além de se apresentar como o BMW M mais potente de sempre, o XM também será o mais pesado, com um peso de 2710 kg.

Apesar do seu elevado peso e das dimensões avantajadas — mede 5110 mm de comprimento, 2005 mm de largura, 1755 mm de altura e tem 3105 mm de distância entre eixos — o XM não desilude no campo das prestações.

BMW XM em curva vista dianteira
Segundo a BMW o XM conta com uma distribuição de peso perto do ideal de 50/50.

Na versão «normal» os 0 aos 100 km/h são cumpridos em apenas 4,3s e a velocidade máxima fixa-se nos 250 km/h, valor que pode subir para os 270 km/h com o opcional M Driver’s Package. Já as prestações da variante Label Red ainda não foram reveladas.

Outra área na qual o elevado peso do XM podia constituir um «problema» era no comportamento dinâmico. Contudo, a BMW M afirma que a longa distância entre eixos, a elevada largura de vias e o posicionamento da bateria permitiram um baixo centro de gravidade e uma distribuição de peso próxima dos 50/50.

Com três modos de condução — “Hybrid”, “Electric” e “eCONTROL” —, o BMW XM vê o seu sistema de tração integral ser capaz de enviar mais binário para as rodas traseiras onde encontramos um diferencial da BMW M.

A completar o «pacote» dinâmico do BMW XM encontramos barras estabilizadoras ativas e ainda rodas traseiras direcionais, uma estreia em modelos com a assinatura da BMW M.

Quando chega?

Com o arranque da produção nos EUA previsto para dezembro de 2022, o BMW XM será lançado no mercado na primavera de 2023 na sua versão «normal». Mais tarde, no outono, chegará a o XM Label Red.

Por enquanto a marca alemã ainda não divulgou qual será o preço do BMW XM.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do BMW 333i (E30)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece

Mais artigos em Notícias