Design

Porsche Unseen. Os modelos que a Porsche (infelizmente) nunca produziu

Sob o título “Porsche Unseen”, a Porsche publica, pela primeira vez, estudos de design criados entre 2005 e 2019, que foram mantidos em segredo até agora.

15 modelos. Um total de 15 modelos que a Porsche deixa finalmente ver a luz do dia numa série intitulada de “Porsche Unseen”. Modelos que são na verdade projetos que nunca passaram à produção, mas com os quais, agora, também nós podemos sonhar.

A maioria deles são projetos muito ambiciosos (e interessantes), cujos constrangimentos da realidade não permitiram que se materializassem. Nesta série “Porsche Unseen” — numa tradução simplista “A Porsche nunca vista” — há quatro famílias de projetos: “Spin-offs“, “Little rebels“, “Hyper cars“ e “What’s next?”.

Vamos conhecer cada uma delas? Faz swipe nas galerias de imagens:

1. Spin-offs

Porsche 911 Safari (2012)

Inspirado no Porsche 911 SC que em 1978 venceu a East African Safari Rally, este Porsche 911 Safari (gen. 911) foi criado em 2012.

Na sua base, além da decoração evocativa do original, esta versão também viu a sua altura ao solo aumentar e muitos dos seus painéis reforçados.

TENS DE VER: PORSCHE 911 TURBO S (650cv). Supercarro para TODOS OS DIAS, há melhor?

Porsche Macan Vision Safari (2012)

Mais uma ideia que não devia ter ficado na gaveta. Este Porsche Macan Vision Safari também foi beber inspiração às conquistas da marca nos ralis. Carroçaria três portas, cavas de rodas mais proeminentes, rollbar, pneus de dimensões XXL.

Foi assim que a Porsche fez um dos Macan mais interessantes de sempre. É uma pena que não tenha recebido luz verde.

Porsche Boxster Bergspyder (2014)

Inspirado pelos Porsche 909 e 910 Bergspyder que dominavam o Campeonato Europeu de Rampas, este Porsche Boxster (geração 981) é uma das interpretações mais dramáticas que já vimos do mais pequeno coupé da marca alemã.

Tal como o Porsche 909 Bergspyder, também este Boxster apostava no baixo peso: menos 384 kg (!) face ao Boxster original. Resultado? Apenas 1130 kg de peso em ordem de marcha. A animar este Bergspyder do séc. XXI encontramos o mesmo motor 3,8 l de seis cilindros opostos que conhecemos do Cayman GT4.

VÊ TAMBÉM: O motor que faltava. 718 Cayman GT4 e 718 Spyder com seis cilindros boxer NA

Porsche Le Mans Living Legend (2016)

As cores, a decoração, enfim, todos os elementos estéticos não deixam margem para dúvidas.

Este Porsche Le Mans Living Legend é uma homenagem ao Porsche 550. Simplesmente, o primeiro modelo fechado, saído de Stuttgart-Zuffenhausen em 1955, com destino às 24 Horas de Le Mans. O resto vocês sabem… é história.

2. Little rebels

Porsche 904 Living Legend (2013)

Inspirado pelo Porsche 904, este novo Porsche 904 Living Legend partilha a sua base com um primo muito afastado.

Dizem que as melhores soluções às vezes são as mais simples. No caso deste Porsche 904 foi isso que aconteceu. A marca de Estugarda foi bater à porta dos primos da Volkswagen e pediu-lhes a plataforma do Volkswagen XL1.

Tal como a versão mais radical do XL1 — que nunca chegou à linha de produção —, também este 904 é movido por um motor V2 de origem Ducati (sim… de uma mota). Devido ao seu design e estrutura minimalista, o peso não superava os 900 kg.

VÊ TAMBÉM: Queres um Porsche 911 elétrico? Vais ter que esperar e muito, e até pode não acontecer

Porsche Vision 916 Spyder (2016)

Quão minimalista pode ser um Porsche atual? Um estagiário da equipa de design da Porsche respondeu à pergunta com este concept.

A inspiração estilística para este Vision Sypder foi o Porsche 916, um protótipo de competição do início da década de 1970, mas que nunca entrou em produção. Este Porsche Vision 916 tem quatro motores elétricos nos cubos das rodas — uma homenagem ao primeiro Lohner-Porsche com tração nas quatro rodas, desenvolvido por Ferdinand Porsche em 1900.

Porsche Vision Spyder (2019)

O malogrado ator James Dean é um dos grandes heróis da história da Porsche. O Porsche 550 Spyder prata, que carinhosamente apelidou de “Pequeno Bastardo”, permanece na nossa memória coletiva até hoje.

Este Spyder é uma homenagem a James Dean e não só. É também uma homenagem a Hans Herrmann, que correu na Carrera Panamericana em 1954, conquistando uma vitória na classe e o terceiro lugar à geral para a Porsche.

VÊ TAMBÉM: Ao volante do Porsche 718 Spyder PONTO FINAL!

3. Hyper Cars

Porsche 919 Street (2017)

Um dos mais bem sucedidos protótipos do séc. XXI e o último (para já…) capítulo de sucesso da Porsche na categoria rainha das provas de resistência. O Porsche 919 Hybrid venceu as 24 Horas de Le Mans três vezes consecutivas — de 2015 a 2017.

O Porsche 919 Street foi desenvolvido com base na tecnologia do 919 de competição, prometendo uma experiência LMP1 aos “comuns” dos mortais. Tem mais de 900 cv e parece tão real que acreditamos que a sua produção esteve perto de acontecer — chegou a ser ponderada a produção de uma versão do 919 para poder ser usada em circuitos, de forma similar ao programa FXX da Ferrari.

Porsche 917 Living Legend (2013)

A Porsche venceu as 24 Horas de Le Mans 19 vezes. De todos os modelos os modelos que regaram a história da Porsche com champanhe, um dos mais emblemáticos é o Porsche 917 KH e a sua pintura vermelha e branca.

Pois foi ao volante deste carro que Hans Herrmann e Richard Attwood alcançaram a primeira vitória geral da Porsche no Circuit de la Sarthe no verão de 1970. Em 2013, para marcar o retorno do Porsche à classe LMP1, uma equipa em Weissach desenvolveu uma interpretação moderna do Porsche 917. Um modelo à escala 1:1 criado em seis meses com o objetivo de trazer a lenda viva para os dias atuais.

VÊ TAMBÉM: Este Porsche 917K com as cores da Gulf já foi de um português

Porsche 906 Living Legend (2005)

Este foi o modelo que mais suspiros arrancou aqui na Razão Automóvel. Talvez porque temos um Porsche 906 original a fazer-nos companhia todos os dias.

Como sabem, o Porsche 906 foi o primeiro protótipo da Porsche com chassis tubular. Animado por um motor de seis cilindros opostos e 2.0 litros de capacidade, este pequeno mas competitivo protótipo conseguia atingir os 280 km/h de velocidade máxima.

TENS DE VER: Há um santuário Porsche escondido em Lisboa

Porsche Vision E (2019)

Já não precisam de imaginar como seria um Fórmula E de “produção”. A Porsche fez isso por nós. Este modelo pretendia dar aos pilotos amadores as sensações de conduzir um fórmula 100% elétrico.

Porsche Vision 918 RS (2019)

Quanto mais avançamos nesta lista, mais temos a sensação que a Porsche quer deixar-nos deprimidos. Quão fantástico teria sido ver este Porsche Vision 918 RS em produção?

Trata-se do modelo que em 2010 anunciou o início da era da eletrificação na Porsche. Aqui surge com roupagens RennSport (RS) e certamente que a sua performance acompanharia o visual. Caso tivesse acontecido, representaria a derradeira expressão de potência, exclusividade e performance de Weissach.

VÊ TAMBÉM: Paul Bailey, o homem que tem a santíssima trindade: McLaren P1, Ferrari LaFerrari e Porsche 918

Porsche Vision 920 (2020)

As fronteiras entre a competição e a produção sempre foram muito ténues para a Porsche. Este Porsche 920 representa o culminar da presença da Porsche na categoria LMP1, uma proposta para suceder ao 919 Hybrid, gerando tanto um modelo de competição como de estrada — para a categoria Hypercar de Le Mans, talvez?

Objetivo deste projeto? Combinar a função e pragmatismo da carroçaria de um carro de corridas com a linguagem estilística da Porsche no momento atual. Missão cumprida? Sem dúvida.

4. What’s next?

Porsche 960 Turismo (2016)

Imaginem um Porsche 911. Agora adicionem-lhe portas traseiras e mais espaço. Se a vossa imaginação não vos trair, ficaram muito próximos destes Porsche 960 Turismo.

Um modelo que apesar de não ter entrado em produção, serviu de tubo de ensaio para muitas das soluções estilísticas que encontramos na gama Porsche. Conseguem identificar esses elementos?

TENS DE VER: Porsche 989: o «Panamera» que a Porsche não teve coragem de produzir

Porsche Race Service (2018)

Pode um Porsche estar focado no espaço e versatilidade? Será compatível com os valores da marca? Michael Mauer e sua equipa responderam a essas perguntas em 2018 com uma visão fora do comum.

Inspirados pelas carrinhas Volkswagen que prestavam assistência aos Porsche na competição, criaram esta carrinha 100% elétrica e capaz de ser 100% autónoma — a ligação à Volkswagen permanece, pois deveria derivar da MEB e, sobretudo, da ID.Buzz. O pormenor mais intrigante? A posição de condução é central.

Para aficionados e colecionadores

Estes estudos de design reunidos na série “Porsche Unseen” nunca antes publicados estão agora a ser apresentados pela Porsche Newsroom numa série de artigos. A 911:Magazine – em formato web TV – dedicará também um episódio a alguns destes estudos e examinará a ligação entre os estudos e os modelos atualmente em produção em conjunto com o chefe de design da Porsche, Michael Mauer.

Para os aficionados da marca, o livro intitulado “Porsche Unseen” vai ser lançado hoje pela editora alemã Delius Klasing. Estes protótipos são apresentados em detalhe ao longo de 328 páginas com fotografias de Stefan Bogner e textos de Jan Karl Baedeker. É publicado pela Delius Klasing Verlag e está também disponível na loja do Museu Porsche.

Mais artigos em Notícias