Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Toyota Aygo X prologue. Crossover para tomar de assalto o segmento dos citadinos

A Toyota tem quase pronto o sucessor do Aygo que, ao contrário do atual, não terá versões semelhantes da Peugeot e da Citroen. Eis o Toyota Aygo X prologue.

O sucessor do pequeno Aygo deverá ser lançado no mercado perto do final do ano de 2021 com um visual bem moderno de crossover, antecipado por este Toyota Aygo X prologue, uma tendência que está a tomar de assalto todos os segmentos de mercado.

São muitos os fabricantes que vão acabar com seus modelos mais pequenos com motores de gasolina, porque o investimento necessário em tecnologia de redução de emissões faz com que os carros mais baratos deixem de ser lucrativos.

A Ford, a Citroën, a Peugeot, a Volkswagen, a Renault e até a líder do segmento Fiat – entre outras – já admitiram ou anunciaram oficialmente que vão deixar de estar nesse segmento mais acessível do mercado ou então estarão presentes apenas com veículos 100% elétricos.

A NÃO PERDER: Os citadinos vão ACABAR?

Aposta nos citadinos é para continuar

A Toyota, porém, vai continuar a apostar no segmento com um sucessor para o Aygo, como podemos ver nestas primeiras fotos do concept (quase final) Aygo X Prologue, desenhado no ED2, o centro de design da marca nipónica em Nice (sul de França), e que deverá começar a ser vendido ainda este ano.

A produção irá ter lugar na fábrica de Kolin, na República Checa, que, desde o passado dia 1 de janeiro, passou a ser detida a 100% pela Toyota (antes era uma joint venture com o Groupe PSA, onde também eram montados os Peugeot 108 e Citroën C1).

Os japoneses investiram 150 milhões de euros para criar uma linha de montagem para o Yaris, que terá também uma versão crossover, o Yaris Cross. Ambos feitos sobre a plataforma GA-B, que também servirá de base para este novo Aygo, mas numa versão com distância entre eixos mais curta.

A aposta da Toyota no segmento A (citadinos) tem dados bons resultados comerciais, com o Aygo a ser regularmente um dos mais citadinos mais vendidos na Europa. Desde que o Aygo chegou, em 2005, tem lutado sempre por um lugar no pódio, só sendo ultrapassado pela outra grande força na classe, a Fiat, com os modelos Panda e 500.

VEJA TAMBÉM: Oficial. SUV elétrico da Toyota será revelado no Salão de Xangai

Mais ousado e agressivo

O concept Toyota Aygo X prologue — que está bastante próximo do modelo final de produção em série — revela uma clara aposta num visual robusto e dinâmico com ar de crossover (distância ao solo um pouco mais elevada do que os hatchback normais).

Destacam-se os sofisticados faróis dianteiros que parecem abraçar a zona superior do capô, a carroçaria bi-tom (que assume uma bem maior relevância gráfica do que apenas o típico separar dos volumes superior e inferior), uma zona inferior protetora na traseira que inclui um suporte para bicicletas, e ainda o portâo traseiro em plástico transparente para encher o interior de luz e melhorar a visibilidade posterior. Incluídas nos espelhos retrovisores estão ainda câmaras para capturar e partilhar momentos de evasão.

Ian Cartabiano, o presidente do centro de design ED2, explica o seu entusiasmo com esse projeto: “todos merecem um carro com estilo e quando olho para o Aygo X Prologue sinto-me muito orgulhoso por ver que a nossa equipa no ED2 criou exatamente isso. Estou ansioso por vê-lo revolucionar o segmento”. O qual é partilhado por Ken Billes, o designer francês que assinou a linha exterior do concept: “A nova linha de tejadilho em cunha aumenta a sensação dinâmica e dá uma imagem desportiva e mais agressiva da mesma forma que, com o aumento do tamanho das rodas, o motorista desfruta de uma posição de condução mais alta para uma melhor visibilidade, bem como de maior altura ao solo para superar irregularidades mais altas na estrada”.

Cartabiano esteve 20 anos nos estúdios da Toyota/Lexus em Newport Beach, a sul de Los Angeles, após a sua graduação no famoso Art Center College of Design de Pasadena. O seu bom trabalho com modelos como os Toyota C-HR, FT-SX Concept, Camry (de 2018) e Lexus LF-LC Concept (daria origem ao Lexus LC) chamou a atenção da direção da Toyota que o promoveu a presidente do ED2 em Nice, lugar que ocupa há três anos.

“Aqui fazemos 85% de design avançado e 15% de design de produção, mas alguns dos concept cars que criamos ficam bem próximos da produção em série”, explica este apaixonado por carros nascido em Nova Iorque há 47 anos, que destaca a propensão da Europa para correr riscos de uma forma criativa e muito consistente como a principal diferença para a mentalidade no seu país de origem no design automóvel.

O Aygo X prologue pode surpreender alguns pelas suas linhas agressivas, tendo em conta que, sendo um segmento de clientes jovens, é também relativamente conservador, mas vem na sequência do Toyota C-HR e até do Nissan Juke, cujo êxito de vendas provou que era possível arriscar mais do que o previsível na classe dos pequenos automóveis.

“Concordo totalmente com a sua referência ao Juke — foi um caso de estudo para todos os designers a nível mundial — e ao nosso C-HR, que nos permitiram fazer este Aygo X prologue muito mais tranquilos relativamente à sua aceitação”, remata Ian Cartabiano.

Toyota Aygo X prologue
Aygo X prologue nas instalações do centro ED2.

Sabe responder a esta?
Qual a potência máxima combinada do BMW X2 xDrive25e (híbrido plug-in)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Testámos o BMW X2 xDrive25e. Híbrido plug-in para quem quer mais estilo

Mais artigos em Notícias