Desde 29 500 euros

Já testámos o Toyota C-HR mais potente e eficiente de sempre (vídeo)

O Toyota C-HR 2020 recebeu importantes — ainda que discretas… — atualizações. O design foi melhorado, a qualidade do interior também, mas é o novo motor 2.0 Hybrid Dynamic Force que mais nos surpreendeu.

Em Cascais, Portugal

Lançado em 2016, o Toyota C-HR foi um sucesso de vendas instantâneo na Europa — o mercado português não foi exceção. Mais de 400 mil unidades depois, das quais 95% estavam equipadas com uma motorização híbrida, o best-seller da Toyota surge agora renovado.

Nós já tivemos oportunidade de testar o Toyota C-HR 2020 e de comprovar todas as melhorias efetuadas pela equipa de engenharia da Toyota Europa. Reforço esta afirmação: equipa de engenharia da Toyota Europa. Pode parecer um detalhe sem importância, mas não é.

Os clientes europeus são os mais exigentes, e por isso, nesta renovação, a Toyota decidiu melhorar alguns dos aspetos que os europeus mais privilegiam: design, conforto e condução mais envolvente.

VÊ TAMBÉM: Toyota C-HR renova-se e ganha “músculo”

Assiste ao nosso primeiro contacto em vídeo com o Toyota C-HR 2020 em Portugal, durante a apresentação mundial à imprensa:

Sem surpresa, a motorização em destaque foi a mais potente. Falamos do novo motor 2.0 Hybrid Dynamic Force com 184 cv e 190 Nm de binário. Um motor que poderás conhecer ao detalhe neste vídeo, e que nos surpreendeu pela positiva em termos de consumos e performance.

Sistema híbrido do Toyota C-HR 2020. Um casamento feliz

A Toyota foi a marca que deu o pontapé de partida à eletrificação do automóvel. Estávamos em 1997 quando a Toyota surpreendeu o mundo com o primeiro automóvel full hybrid de produção em massa.

No entanto, a mesma marca que foi pioneira na eletrificação do automóvel, parece não ter o mesmo entusiasmo com o automóvel 100% elétrico — ainda que seja a marca com mais tecnologia, know-how e patentes registadas no que diz respeito a baterias elétricas.

Testando os motores desta 4ª geração de modelos híbridos da Toyota, percebemos porque é que a marca continua a assentar a sua principal oferta no casamento entre um motor de combustão e um motor elétrico.

Consumos baixos, elevada eficiência e zero preocupações com carregamentos.

Como pudeste ver no vídeo que acompanha este artigo, a tecnologia híbrida da Toyota encontra-se no seu estágio de desenvolvimento mais avançado de sempre — 41% de eficiência térmica para o motor 2.0 l de quatro cilindros e uma máquina elétrica capaz de locomover o Toyota C-HR em modo 100% elétrico até 80% do tempo em cidade.

Os consumos alcançados são um reflexo direto destes indicadores e surpreendem. Ainda para mais tendo em consideração que estamos na presença de um sistema capaz de desenvolver 184 cv de potência máxima combinada e cumprir os 0-100 km/h em apenas 8,1s.

Foi sem grandes constrangimentos, respeitando apenas os limites de velocidade impostos, que alcancei uma média de 4,6 l/100 km num trajeto que me levou do Aeroporto de Lisboa à zona do Guincho. Um consumo ao nível dos melhores motores Diesel.

Em cidade, ao contrário do que é habitual noutras soluções, os consumos alcançados são mais baixos do que em estrada. Daí que não seja de estranhar que em várias capitais europeias o parque circulante de táxis seja composto por uma quota substancial de modelos híbridos.

Consumos baixos que aliados à simplicidade mecânica desta solução (a caixa CVT não requer manutenção e não tem embraiagem) e aos 10 anos de garantia sem limite de quilómetros, podem ser decisivos na escolha de muitos consumidores.

Mais tecnologia e segurança

A bordo, a adoção do sistema multimédia 2019 da Toyota permite agora a integração de smartphones através de Apple CarPlay e Android Auto (ainda não disponível em Portugal). Este sistema permite ainda atualizações de mapas online (‘Over The Air’) do sistema de navegação. Durante três anos, as atualizações são gratuitas.

Outra das novidades do novo Toyota C-HR 2020 é o novo computador de bordo, que oferece aos seus clientes os serviços conectados da aplicação MyT que, entre outras funcionalidades, dá dicas ao condutor (Hybrid Coaching) para melhorar os consumos e aumentar o tempo de condução EV mostrando os benefícios da tecnologia “Full-Hybrid” no dia-a-dia.

Outra boa notícia é o facto do sistema Toyota Safety Sense ser de série em toda a gama Toyota C-HR 2020. Um sistema que é composto por travagem automática, leitor de sinais de trânsito, cruise control adaptativo e aviso de manutenção na faixa de rodagem. Nas versões mais equipadas, este sistema oferece ainda assistente de estacionamento com função de travagem automática em manobras.

toyota c-hr 2020 hibrido portugal

O novo Toyota C-HR chega a Portugal já este mês, com preços que se iniciam nos 29 500 euros (na versão Full Hybrid 1.8 de 122 cv). Quanto à motorização 1.2 Turbo, devido à procura marginal que tem tido (95% dos clientes C-HR optam por soluções full hybrid) será descontinuada.

toyota c-hr 2020 hibrido portugal

Primeiras impressões

7 / 10
O novo Toyota C-HR é um crossover cheio de estilo e com soluções verdadeiramente eficientes. O seu sistema híbrido de 4ª geração é cada vez mais convincente e só espaço de mala apenas mediano pode afastar os clientes com maiores necessidades em termos de espaço. De resto, é um modelo tão competente em cidade como em estrada, que nesta geração 2020 melhorou em tudo aquilo que eram os seus pontos menos positivos. 2 800 euros adicionais pela motorização 2.0 Hybrid Dynamic Force poderá ser um bom negócio para quem privilegia a performance mas não abdica de bons consumos.

  • Eficiência do sistema Híbrido;

  • Insonorização;

  • Conforto de rolamento;

  • Qualidade de construção;

  • Espaço nos lugares traseiros;

  • Capacidade de mala mediana;


Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto

Os mais vistos