Eletre é um SUV e é 100% elétrico. Sim, isto é um Lotus

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Eletre é um SUV e é 100% elétrico. Sim, isto é um Lotus

O Eletre é o primeiro SUV 100% elétrico da Lotus e aponta o caminho da histórica marca britânica para o futuro. Tem mais de 600 cv e 600 km de autonomia.

A Lotus apresentou finalmente o Eletre, o seu primeiro SUV totalmente elétrico, depois de muitas antecipações oficiais (sempre com o nome de código Type 132) e de o termos visto em várias fotos-espia. Mas agora, a espera acabou.

Não há outra forma de o dizer, este é, muito provavelmente, o Lotus mais importante de sempre.

Além de apontar o caminho na transição da marca britânica até uma era 100% elétrica, é o primeiro modelo de grande volume da Lotus e também o primeiro SUV.

A NÃO PERDER: Último Lotus Elise de sempre fica com Elisa Artioli, que lhe deu o nome
lotus Eletre frente

Será fabricado integralmente na China (em Wuhan, onde está sediada a Lotus Technology), e apresenta-se com mais de 600 km de autonomia (ciclo WLTP), com muita tecnologia e com uma imagem que promete não deixar ninguém indiferente.

Elegância e desportividade

Podem esquecer os Lotus que conhecem. Este Eletre é diferente de todos eles e apresenta-se com um desenho exterior com linhas muito expressivas, com uma postura muito larga e com uma forte presença em estrada.

Na dianteira, saltam imediatamente à vista as luzes diurnas numa posição bastante elevada e de desenho muito rasgado; os faróis estão mais abaixo, integrados numa entrada de ar muito larga, que ajuda a vincar a horizontalidade deste modelo. Mais abaixo ainda, uma enorme grelha ativa, que abre e fecha de acordo com as necessidades de refrigeração.

lotus Eletre cima

Quanto ao capô, destaque para as duas saídas de ar para efeito aerodinâmico, como nos desportivos Evija e Emira, que ajuda a reforçar o caráter mais desportivo deste modelo, que assenta numa plataforma dedicada a veículos 100% elétricos.

De perfil, e além do comprimento longo (5103 mm), o Eletre conta com uma linha de cintura muito elevada. E «despachando» já todas as medidas deste SUV, importa dizer que ele tem 2231 mm de largura (a incluir retrovisores e 2135 mm com retrovisores virtuais) e 1630 mm de altura.

Medidas praticamente idênticas às do Lamborghini Urus, mas sendo o Eletre exclusivamente elétrico, por agora o rival mais próximo deverá ser mesmo o Tesla Model X.

lotus Eletre perfil

Os puxadores das portas são embutidos, para uma melhor aerodinâmica, tal como a saída de ar atrás das cavas das rodas dianteiras. O pilar traseiro também tem um desenho futurista que não só permite que este SUV se distinga da concorrência como ajuda a reforçar a  presença deste modelo.

A contribuir para isso também estão as enormes jantes de 23’’ (de série são de 22″), que enchem por completo as cavas das rodas, apresentando uma moldura preta que liga os dois para choques e as saias laterais.

lotus Eletre jantes 23

Atrás, o destaque vai praticamente por completo para a faixa luminosa horizontal, que se prolonga a toda a largura da traseira.

É ainda notório um para choques muito trabalhado e com fortes responsabilidades do ponto de vista aerodinâmico e um spoiler ativo (abaixo do óculo traseiro) que tem três posições distintas.

lotus Eletre perfil

O Lotus mais digital de sempre

Este é, sem qualquer dúvida, o Lotus mais digital de sempre e isso fica evidente no habitáculo, marcado pelas linhas futuristas e por um enorme ecrã ao centro, bem ao estilo do Tesla Model Y (e Model 3), com 15,1’’ de tamanho.

lotus Eletre interior

Este ecrã é o grande protagonista do interior do Eletre, que conta ainda com um pequeno (e minimalista) painel de instrumentos digital que tem só 3 cm de altura e que mostra apenas a informação mais relevante para o condutor.

A NÃO PERDER: Jaguar I-Pace testado. Melhorar o que já era muito bom

Equipado com os mais recentes sistemas de ajuda à condução, tais como cruise control adaptativo, reconhecimento de sinais de trânsito, assistente de mudança de faixa e assistente de permanência em faixa, o Eletre dispõe de ligação 5G e vai poder ser atualizado remotamente, através de tecnologia OTA (over-the-air).

Quatro ou cinco lugares

Com uma distância entre eixos de 3019 mm, o Eletre tem um habitáculo vasto e espaçoso, que pode assumir duas configurações distintas: quatro lugares (2+2) com bancos individuais ou cinco lugares (2+3).

LEIAM TAMBÉM: Audi e-tron S Sportback. Mais um motor, mais potência, mais… diversão

Comum a ambas as versões é o facto do Eletre contar sempre com tejadilho panorâmico, que ajuda a reforçar a sensação de amplitude do habitáculo.

lotus Eletre
Nas versões de quatro lugares os dois bancos traseiros são individuais.

E a mecânica?

O Eletre estará disponível com dois motores elétricos, um por eixo, e com uma bateria de iões de lítio com mais de 100 kWh (a Lotus não especifica o valor).

Além de garantirem tração integral, este dois motores produzem uma potência equivalente a 600 cv, número que permite que este SUV acelere dos 0 aos 100 km/h em menos de 3s e chegue aos 260 km/h de velocidade máxima.

lotus Eletre traseira

Contudo, importa realçar que a Lotus destacou que a potência será “desde” 600 cv, pelo que podemos esperar versões ainda mais potentes.

A NÃO PERDER: Próximo Porsche Macan 100% elétrico já acelera na neve da Suécia

Além de todo este «poder de fogo», o Eletre tem outros argumentos importantes no capítulo da dinâmica: quatro rodas direcionais, barras estabilizadoras de rigidez variável e suspensão pneumática com amortecedores ativos.

A isto ainda temos de «somar» os opcionais travões carbo-cerâmicos com pinças de 10 pistões.

lotus Eletre bancos

E a autonomia?

Quanto à autonomia, ronda os 600 km (ciclo WLTP), sendo que este Lotus Eletre conta com uma arquitetura de 800 V, tal como acontece com o Porsche Taycan, por exemplo.

Graças a isso, suporta carregamentos em corrente contínua de até 350 kW, o que lhe permite um ganho de 400 km de autonomia em apenas 20 minutos. Em corrente alternada pode carregar a uma velocidade de até 22 kW.

Quando chega?

A Lotus confirma que as vendas do Eletre já arrancaram nos mercados globais, com as primeiras entregas a estarem marcadas para 2023 e para o mercado chinês. Depois segue-se o Reino Unido e o restante mercado europeu.

Resta agora saber se o mercado português estará na lista de países que vão receber este modelo, que ainda não tem preços conhecidos para a Europa.

Sabe responder a esta?
Como se chamava o primeiro Lotus concebido por Colin Chapman?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lotus Mark I. Onde está o primeiro Lotus construído pelo seu fundador?

Mais artigos em Notícias