Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeo

Tesla Model Y (2022). O melhor crossover elétrico?

O Model Y, o segundo crossover da Tesla, chegou finalmente ao nosso país e nós já o conduzimos. Será que convence?

Apresentado em 2019, o Tesla Model Y acaba finalmente de chegar ao mercado português e nós já o conduzimos. Este é o segundo crossover da marca norte-americana e deriva diretamente do Model 3, ainda que o seu perfil remeta para o “maior” Model X.

Nesta primeira fase só está disponível na versão Long Range e com dois motores elétricos, com preços a começar nos 65 000 euros, mais 7100 euros do que o Model 3 equivalente.

Mas será que esta diferença de preço se justifica e que o Model Y convence? A resposta está no mais recente vídeo do nosso canal de YouTube, onde colocamos o Tesla Model Y à prova em estradas nacionais:

A NÃO PERDER: Tesla inaugurou gigafábrica de Berlim com uma “giga-festa”

Os números do Model Y

Equipado com dois motores elétricos, um por eixo, o Tesla Model Y produz 258 kW, o equivalente a 350 cv, com o binário a ser enviado às quatro rodas.

O sistema elétrico conta ainda com uma bateria de iões de lítio (fornecida pela LG) com uma capacidade útil de 75 kWh e que permite que este Model Y reivindique uma autonomia de 507 km, de acordo com o ciclo WLTP.

Este crossover elétrico anuncia ainda consumos de 16,8 kWh/ 100 km e durante este ensaio conseguimos andar sempre em torno deste registo. Quanto aos carregamentos, o Model Y suporta até 150 kW em corrente contínua e até 11 kW em corrente alternada.

Quanto às performances, importa dizer que a aceleração dos 0 aos 100 km/h é cumprida em apenas 5s, ao passo que a velocidade máxima está fixada nos 217 km/h.

Espaço, espaço e mais espaço

O formato crossover não engana: o Tesla Model Y afirma-se como um modelo muito apto para um uso familiar, oferecendo um espaço muito generoso ao nível dos bancos traseiros e um espaço de carga de referência no segmento: 854 litros na bagageira traseira e 117 litros na bagageira dianteira.

Com os bancos traseiros rebatidos o volume de carga ascende a uns impressionantes 2041 litros.

Tesla Model Y © Miguel Dias / Razão Automóvel

Mas se no interior do Model Y espaço é palavra de ordem, a oferta tecnológica e os acabamentos também surgem num nível muito alto.

O estilo e a arrumação não divergem daquilo que nós já conhecemos do Tesla Model 3. E isso são boas notícias.

A pele sintética dos bancos e do volante, juntamente com a madeira e o metal que encontramos no tabliê, surgem na medida certa e ajudam a criar um ambiente muito acolhedor.

Descubra o seu próximo carro

Mas os grandes destaques são o ecrã central de 15” e o volante, que além de uma pega muito confortável apresenta um funcionamento muito simples, assente em apenas dois comandos físicos que nos permitem controlar quase todas as funções do painel central.

Tesla Model Y © Miguel Dias / Razão Automóvel

Versão Performance chega no próximo ano

No próximo ano, mais concretamente no primeiro quarto, arrancam as entregas do Tesla Model Y Performance, cujos preços arrancam nos 71 000 euros.

Equipado com dois motores elétricos que produzem 353 kW, o equivalente a 480 cv, e um binário máximo de 639 Nm, o Model Y Performance será capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,7s e chega aos 241 km/h de velocidade máxima.

Quanto à autonomia, está fixada nos 480 km, de acordo com o ciclo WLTP.

Tesla Model Y © Miguel Dias / Razão Automóvel

 

Primeiras impressões

8 / 10
A base é a que já conhecemos do Model 3, mas a ideia com que ficamos é que foi tudo reforçado para este Tesla Model Y, sobretudo ao nível do espaço e da versatilidade. E isto, só por si, ajuda a justificar a diferença de preço entre este Model Y Long Range e o Model 3 equivalente. O espaço ao nível dos bancos traseiros (mesmo no lugar ao centro) impressiona, tal como a capacidade de carga da bagageira (e ainda temos o frunk…). E mesmo com um peso a rondar as duas toneladas, o comportamento dinâmico não sai afetado. A resposta é sempre muito imediata, a inserção em curva faz-se com muita facilidade e a capacidade de "disparo" à saída da curva é sempre capaz de nos colar ao banco. Não há outra forma de o dizer: este Model Y convence e tem tudo para repetir o êxito comercial do Tesla Model 3.

  • Espaço

  • Comportamento dinâmico

  • Agilidade

  • Consumos

  • Conforto sai prejudicado pela dureza da suspensão (nos pisos em pior estado)

  • Encostos de cabeça dos bancos algo rijos

  • Visibilidade pelo óculo traseiro

Preço

65.000

Data de comercialização: Outubro 2021


Sabe responder a esta?
Qual a potência do BMW iX xDrive50?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

BMW iX xDrive50 (523 cv). O maior SUV 100% elétrico da BMW

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto