Segurança Rodoviária

Euro NCAP. Mais 7 veículos testados e nem uma pick-up faltou

Audi A3 Sportback, Honda e, Hyundai i10, ISUZU D-Max, Kia Sorento, Land Rover Defender e SEAT Leon foram os visados na ronda de testes do Euro NCAP.

Os resultados da mais recente ronda de testes do Euro NCAP foram, regra geral, muito positivos, mesmo quando constatamos que há uma pick-up neste grupo de sete veículos.

As pick-up não costumam, por “tradição”, conseguir as classificações mais elevadas nos testes de segurança — apesar da evolução constatada a este nível ser clara —, mas a ISUZU D-Max brilhou, alcançando as cinco estrelas, com notas elevadas em todas as áreas de avaliação.

Uma avaliação positiva que confirma os resultados alcançados no início do ano efetuados pelos parceiros ANCAP (Australásia NCAP), com a Euro NCAP a ter de repetir alguns dos testes para garantir uma classificação válida e equivalente na Europa. Porém, devido à sua construção (chassis de longarinas e travessas) e, sobretudo, massa, a D-Max revelou-se “agressiva” para outros veículos em caso de colisão, o que levou a perder alguns pontos.

VÊ TAMBÉM: Elétricos, híbridos, gasolina, Diesel e CNG. Qual o mais limpo? Green NCAP testa 24 modelos

Não saindo da categoria “pesos-pesados”, também o Land Rover Defender conseguiu as almejadas cinco estrelas, mas também viu a sua classificação prejudicada em parte, tal como a D-Max, pela sua massa elevada que o torna menos compatível para com outros veículos quando em colisão.

A compatibilidade entre veículos foi o tópico em destaque nesta ronda de testes e foi também uma das razões que levou a Euro NCAP a considerá-la na última revisão aos seus protocolos, que agora é avaliada. Tanto a ISUZU D-Max como o Land Rover Defender viram as suas classificações prejudicadas devido à menor compatibilidade com outros veículos quando o pior acontece, como refere Michiel van Ratingen, secretário-geral da Euro NCAP:

Uma compatibilidade medíocre entre veículos que colidem tem sido um problema de anos. Agora, em 2020, temos um teste de colisão frontal que pode avaliar a performance de um veículo a esse nível, penalizando aqueles com pior performance. É uma estreia para a avaliação da segurança e deverá conduzir, para melhor, a designs mais compatíveis no futuro.

Michiel van Ratingen, secretário-geral da Euro NCAP
Euro NCAP Kia Sorento

O outro não tão “peso-pesado” deste grupo, o Kia Sorento, conseguiu, igualmente, uma classificação de cinco estrelas. É o maior dos SUV da marca sul-coreana na Europa — na América do Norte vende ainda, por exemplo, o maior Telluride, o atual Carro Mundial do Ano —, e esta nova quarta geração é o primeiro da Kia a introduzir equipamentos de segurança como o airbag dianteiro central. Porém, mesmo com cinco estrelas, o Euro NCAP realça, pela negativa, a nota no teste de colisão frontal descentrado.

“Irmãos”

O Audi A3 Sportback e o SEAT Leon partilham entre eles a mesma plataforma MQB e os mesmos equipamentos de segurança. Não é surpresa que os resultados sejam muito parecidos entre os dois, com ambos a atingirem as cinco estrelas. Tanto um como o outro revelam evoluções em relação ao outro “irmão”, o Volkswagen Golf 8, que foi testado em 2019, ao já virem com o airbag central dianteiro.

Porém, o SEAT Leon consegue uma pequena vantagem sobre o seu “irmão” Audi A3 em várias áreas de avaliação: proteção de ocupantes adultos, de crianças, e de utilizadores vulneráveis (peões e ciclistas). A Euro NCAP aponta para o design da dianteira do Leon, que diz ser mais compatível, como o principal responsável por essa vantagem.

 

Os mais pequenos

Por fim, mas não menos importantes, os modelos mais pequenos testados também tiveram resultados positivos apesar de nenhum ter conseguido alcançar as cinco estrelas. O Honda E viu a sua classificação ser prejudicada pela ausência de alguns equipamentos de segurança mais avançados — por exemplo, o airbag dianteiro central que está presente, por exemplo, no novo Honda Jazz —, mas não foi impedimento para alcançar quatro estrelas.

Já o Hyundai i10, o mais pequeno dos modelos testados, alcançou umas razoáveis três estrelas, prejudicado também pela ausência de alguns equipamentos, assim como pela funcionalidade mais limitada de outros, como a travagem autónoma de emergência.

A Euro NCAP testou ainda as versões eletrificadas (híbridas e elétricas) de alguns modelos testados no passado — Renault Captur E-Tech, Peugeot 3008 Hybrid, Peugeot 508 Hybrid e Peugeot e-208 — que passam a ser abrangidos pelas mesmas classificações dos seus correspondentes com motor de combustão.

Mais artigos em Notícias