Vídeo

Hyundai i10 (2020) testado. Será um dos melhores citadinos da atualidade?

Neste vídeo, o Diogo Teixeira pôs à prova o novo Hyundai i10 e revela-te tudo o que precisas de saber sobre o ambicioso citadino sul-coreano.

Numa altura em que muitas marcas parecem “fugir” do segmento A, a marca coreana apostou forte no segmento dos citadinos com o novo Hyundai i10.

Assim, mantendo as reduzidas dimensões típicas de um segmento A, o Hyundai i10 apresenta-se recheado com uma série de equipamentos que estamos habituados a ver mais no segmento acima, o segmento B.

Ora, para saber o que vale o citadino sul-coreano o Diogo Teixeira testou-o na versão Comfort equipada com o três cilindros a gasolina, 1.0 MPi, de 67 cv e caixa manual robotizada de cinco velocidades.

A NÃO PERDER: i20 N. O hot hatch júnior da Hyundai já “brinca” na neve

Pequeno mas espaçoso

Apesar das reduzidas dimensões, o novo Hyundai i10 não desilude ao nível das cotas de habitabilidade, algo que o Diogo não deixou de evidenciar ao longo do vídeo.

Ainda no interior, apesar de os materiais duros serem os predominantes  — afinal, estamos a falar de um citadino —, a qualidade não desilude.

Já o maior destaque por dentro do Hyundai i10 acaba por ser o ecrã do sistema de infotainment com 8,8” e, nas palavras do Diogo, um dos melhores sistemas do mercado.

Hyundai i10
VÊ TAMBÉM: Testámos o renovado Hyundai Ioniq EV que promete mais autonomia, mas há mais novidades

Equipamento de segurança em alta

Com prestações excessivamente modestas — quase 18s para atingir os 100 km/h, por exemplo —, ao longo deste teste o 1.0 MPi de 67 cv permitiu alcançar consumos entre os 6 e os 6,3 l/100 km.

Mas se as prestações não convencem, o mesmo não se pode dizer acerca da oferta de equipamentos de segurança e ajuda à condução.

Assim sendo, o pequeno i10 conta com equipamentos como o sistema de manutenção na faixa de rodagem, travagem autónoma de emergência, alerta de arranque do veículo dianteiro e o sistema de informação da velocidade máxima.

O preço apesar de à primeira vista parecer elevado, temos de referir que se traduz num elevado nível de equipamento de série, com muitos poucos opcionais. O preço final, no entanto, pode ser reduzido um pouco mais de 1000 euros, graças a uma campanha de financiamento que decorre atualmente.

Será que tudo isto faz com que o novo Hyundai i10 seja um dos melhores citadinos da atualidade? Vê o vídeo e descobre a opinião do Diogo.


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Preço

unidade ensaiada

15.335

Versão base: €14.830

IUC: €103

Classificação Euro NCAP: N/D

  • Motor
    • Arquitectura: 3 cilindros em linha
    • Capacidade: 998 cm3
    • Posição: Dianteira transversal
    • Carregamento: Injeção indireta
    • Distribuição: 2 a.c.c., 4 válvulas por cilindro
    • Potência: 67 cv às 5500 rpm
    • Binário: 96 Nm às 3750 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Manual robotizada de cinco velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 3670 mm / 1680 mm / 1480 mm
    • Distância entre os eixos: 2425 mm
    • Bagageira: 252 l
    • Jantes / Pneus: 185/55 R15
    • Peso: 999 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 5,2 l/100 km
    • Emissões de CO2: 119 g/km
    • Vel. máxima: 156 km/h
    • Aceleração: 17,8s
  • Garantias
    • Mecânica: 7 anos sem limites de quilómetros
  • Equipamento
    • E-call
    • Sistema de manutenção à faixa de rodagem (LKA)
    • Travagem Autónoma de Emergência (FCA)
    • Alerta de arranque do veículo dianteiro (LVDA)
    • Sistema de Informação da Velocidade Máxima (ISLW)
    • Jantes em liga leve de 15"
    • Cruise Control
    • Ecrã touchscreen (tátil) de 8"
    • Integração de smartphone Apple Carplay e Android Auto
Extras
Pintura metalizada — 370 €; Câmara de marcha atrás — 335 €.
Avaliação
6 / 10
O Hyundai i10 é completamente novo e a mudança foi positiva. A quantidade de sistemas de segurança e de ajuda à condução são uma mais valia, mas esta unidade de 67 cv podia apresentar melhores prestações. Se por um lado é competente a nível dinâmico, por outro devia ter um motor que acompanhasse a segurança que sentimos ao volante. Se para ti isso não é um problema, então esta é uma proposta que deves ter em conta.
  • Sistemas de segurança
  • Comportamento
  • Qualidade geral
  • Motor
  • Caixa automática
Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Hyundai Kauai Hybrid?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o Hyundai Kauai Hybrid. É esta a escolha ideal?

Mais artigos em Testes, Ensaio