Comparativo

Esqueçam os SUV. Testámos as Audi A4 Allroad e Volvo V60 Cross Country

A Audi A4 Allroad e a Volvo V60 Cross Country são alternativas — bastante viáveis, diga-se — aos omnipresentes SUV. Qual delas cumpre melhor esse papel?

Não deixa de ser curioso que antes dos SUV terem “invadido” o mercado nestas primeiras duas décadas do séc. XXI, já no final do século passado existiam propostas como as duas carrinhas que vos trazemos: Audi A4 Allroad 40 TDI e Volvo V60 Cross Country D4.

Aliás, Audi e Volvo foram duas das pioneiras neste tipo de propostas na Europa, com a primeira A6 Allroad a ser conhecida em 1999 e a primeira Cross Country da Volvo, a V70 XC, a ter chegado um ano antes.

Hoje em dia, no entanto, as tabelas de vendas não mentem. Os SUV esmagam-nas e a outras propostas idênticas sem dó nem piedade. É impossível encontrar uma justificação racional para a supremacia de uma tipologia perante a outra, sobretudo após estar uma semana ao volante destas duas carrinhas de “calças arregaçadas”muito pelo contrário…

VÊ TAMBÉM: Volvo V90 Cross Country: ao volante da pioneira do segmento

Aquilo que constatei é que tanto a A4 Allroad como a V60 Cross Country fazem tanto quanto os SUV, mas com menos. Com tração às quatro rodas e maior distância ao solo, conseguem ir onde os SUV equivalentes vão — sejamos sinceros, quantos dos SUV é que realmente saem do asfalto ou estão realmente preparados para um trilho off road? —, e fazem-no com menor gasto de combustível e melhores prestações para motores idênticos.

Além do mais, as cotas internas acabam por se equivaler aos mais corpulentos SUV, e a suspensão elevada permite também um acesso melhorado ao habitáculo e uma posição de condução mais elevada.

Ambas apresentam-se pragmaticamente como alternativas viáveis aos “SUV da moda”, pelo que, e focando neste confronto a dois, queremos saber. Qual destas duas propostas, Audi A4 Allroad e Volvo V60 Cross Country, revelou-se como a melhor alternativa aos omnipresentes SUV?

As rivais

Ambas são novidades ainda recentes no mercado. A Audi A4 Allroad 40 TDI junta-se à renovada — por dentro e por fora — gama A4, enquanto a Volvo V60 Cross Country D4 Momentum é a mais recente adição à crescente gama V60.

Destacam-se das suas “irmãs” pelo estilo único, a emanar maior robustez, cortesia das proteções extra em plástico e da altura ao solo acrescida. Ambas possuem forte apelo visual, mas as proporções mais conseguidas da Volvo V60 Cross Country — típicas de um tração traseira, apesar da arquitetura ser de um tudo à frente —, a sua postura e maior assertividade geral levam o meu voto.

Dinamismo vs Conforto

Após esta apresentação, chegou a altura de nos sentarmos ao volante e pormos-nos em movimento. Apesar de tudo o que as aproxima concetualmente, mecanicamente (2.0 Turbo Diesel, 190 cv e 400 Nm) e dinamicamente (tração às quatro rodas, suspensão passiva independente), a experiência de condução não podia ser mais distinta.

Não são precisos muitos quilómetros para perceber o caráter de cada uma. A A4 Allroad é o melhor “bisturi”, ou seja, é a mais precisa e acutilante, a que está mais à vontade em ritmos mais vivos e estradas mais serpenteantes — até parece “encolher” de tamanho, como se fosse mais pequena que a rival, quando a fita métrica revela diferenças praticamente nulas entre as duas.

Audi A4 Allroad 40 TDI © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

A Volvo é mais comedida nas suas respostas, mais orientada para o conforto — e é mais confortável, de facto… Os bancos da proposta sueca são mais substanciais e confortáveis — excelentes para viagens longas —, mas os da proposta alemã não ficam muito atrás e oferecem mais apoio (vinha com os opcionais bancos desportivos).

Podemos atenuar as diferenças entre as duas selecionando o modo de condução Dynamic na Volvo — resposta mais pronta do acelerador, transmissão e peso acrescido da direção (mas não melhor comunicação). Acabou por ser o meu modo favorito e o mais usado, com muita boa calibração de todos os parâmetros. O mesmo não posso dizer do modo Dynamic da Audi, sobretudo devido ao comportamento mais precipitado que o desejável da caixa DSG — na A4 Allroad basta o muito eficaz modo Auto.

Audi A4 Allroad 40 TDI vs Volvo V60 Cross Country D4 190 © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Dito isto, as maiores aptidões dinâmicas da A4 Allroad não a tornam desconfortável, longe disso. Ambas são estradistas natas, excelentes para longas distâncias, com elevados níveis de conforto, mas a V60 Cross Country supera a A4 Allroad neste campo. Até em autoestrada, um domínio tipicamente alemão, a carrinha sueca isola mais eficazmente os ocupantes dos ruídos aerodinâmicos e de rolamento. A A4 Allroad, por outro lado, contrapõe com um muito eficaz cruise control adaptativo (1800 euros).

Diesel Power

Dois motores Diesel que podiam ser o mesmo: igual disposição e número de cilindros, capacidade, potência, binário e até soluções (common rail, turbo de geometria variável). No entanto, revelam-se bastante diferentes em caráter e agradabilidade.

O 2.0 TDI da Audi é um “velho” conhecido, mas parece estar melhor que nunca. Comparado com o 2.0 D4 da Volvo, é mais agradável de usar e soa melhor — a sonoridade da unidade da Volvo em baixas é demasiado… “Diesel”, fazendo recordar alguns veículos comerciais, contrastando com o elevado refinamento a bordo. Com a subida de rotação, curiosamente, fica a soar melhor.

Audi A4 Allroad 40 TDI vs Volvo V60 Cross Country D4 190
Faróis Matrix LED, mais um opcional na extensa lista de opcionais da A4 Allroad. © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Os números podem ser os mesmos — 190 cv e 400 Nm —, mas é a Audi que leva vantagem nas prestações (os 135 kg de diferença para a Volvo podem ter algo a ver). Acelera e recupera melhor e o motor parece respirar melhor independentemente do regime de rotações.

A caixa DSG (dupla embraiagem) também contribui para a maior vivacidade constatada, com passagens mais rápidas, tendo menos uma relação que as oito que encontramos na caixa automática (conversor de binário) da Volvo. No entanto, em condução urbana, é a transmissão da Volvo que oferece maior suavidade no sempre frustrante para-arranca.

A ficha técnica diz-nos que os consumos e emissões da Audi A4 Allroad e da Volvo V60 Cross Country são equivalentes, mas no mundo real não foi o que verifiquei. A alemã não só é mais rápida, como é mais económica — em média usa menos 0,4 a 0,8 l de gasóleo por cada 100 km que a sueca.

Em autoestrada (120-130 km/h), a A4 Allroad registou consumos entre os 6,8-7,2 l/100 km, enquanto a V60 Cross Country andou pelos 7,4-7,6 l/100 km. Em cidade as diferenças mantiveram-se com a Audi a conseguir menos de oito litros em várias ocasiões, e a Volvo a não conseguir baixar dos 8,5 l. De notar que a renovação operada à gama A4 trouxe com ela um sistema mild-hybrid de 12 V, que contribui para uma redução dos consumos e emissões.

A NÃO PERDER: Novo Volkswagen Golf 8 (2020). Primeiro contacto em Portugal

E… fora de estrada?

Se é para serem uma alternativa viável a um SUV, também têm de ser capazes de sair do asfalto. Nenhuma delas compete com um Wrangler ou um… Jimny em capacidades off road claro… —, mas os desafios colocados sobre esburacados caminhos de gravilha, e trilhos mais apertados com muita lama à mistura — S. Pedro foi generoso na quantidade de chuva oferecida —, foram ultrapassados com grande eficácia.

Bem, mesmo com lama, não atascámos nenhuma — yeah… —, mas fora de estrada, os papéis inverteram-se.

Audi A4 Allroad 40 TDI vs Volvo V60 Cross Country D4 190
Nada como chuva e lama para animar qualquer saída do asfalto. © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Foi a Volvo V60 Cross Country que mais surpreendeu pela sua capacidade de absorver o “sofrimento” causado pelo mau piso, por ser aquela que menos sacudiu os ocupantes, e também por ser a que mais facilmente poderá transpor qualquer obstáculo — a distância ao solo é de 21 cm (+7,5 cm que uma V60 regular), superior até à de muitos SUV. A Audi A4 Allroad “fica-se” pelos 17 cm (+3,5 cm que as restantes A4 Avant).

Ambas estão munidas com um modo de condução adicional, devidamente denominado “Off Road”. Quando selecionado, afeta vários parâmetros, desligando-os ou alterando o seu modo de funcionamento, desde os assistentes (deteção de peões com travagem autónoma de emergência, por exemplo), aos mais comuns controlos de tração e estabilidade.

Audi A4 Allroad 40 TDI vs Volvo V60 Cross Country D4 190 © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

A A4 Allroad destaca-se, pois o modo “Off Road” aciona as câmaras 360º (opcional), mostrando-nos no ecrã central por onde é que estamos a ir — podemos até selecionar a câmara mais apropriada à ocasião. Uma ajuda valiosa nas manobras mais apertadas, ou quando não conseguimos ver o que está imediatamente à frente das rodas dianteiras.

Audi A4 Allroad 40 TDI vs Volvo V60 Cross Country D4 190
Uma ajuda que se revelou valiosa fora de estrada: as câmaras da Audi A4 Allroad. © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: O melhor de dois mundos? Já conduzimos o novo McLaren GT

O que é que aprendemos?

Bem, é fácil… SUV para quê? O que tanto a Audi A4 Allroad como a Volvo V60 Cross Country demonstram é que o SUV não tem de ser a opção por defeito para quando queremos um pouco mais de flexibilidade de uso. Sobre o asfalto são superiores aos SUV — onde a maioria apenas circula, de qualquer forma… — e fora dele, vão onde a maioria dos SUV vão. E tudo com menor gasto de combustível.

São, no entanto, duas propostas distintas em caráter, apesar de idênticas em conceito.

A Audi A4 Allroad é a proposta mais dinâmica, mais precisa, mais sofisticada e… rigorosa — o interior continua a ser uma referência em montagem e materiais, e a carroçaria uma lição de precisão em alinhamento e execução.

A Volvo V60 Cross Country contrapõe com mais conforto, mais espaço (mas não muito), e um comportamento que surpreende… fora de estrada. Peca pelos consumos superiores, mas por outro lado tem um preço de aquisição (muito) inferior.

Em abono da verdade, nenhuma é acessível: a V60 Cross Country começa perto dos 58 mil euros, enquanto a A4 Allroad começa ligeiramente acima dos 65 mil euros. Ambas posicionam-se no topo das respetivas gamas, mas mesmo assim são mais acessíveis do que os SUV correspondentes de ambas as marcas, XC60 e Q5, respetivamente.

No entanto, o diferencial de preço entre estas duas unidades em concreto é bem maior. A carrinha da Volvo adiciona quase 6700 euros em opcionais, ficando a custar perto de 64 800 euros. No caso da carrinha da Audi, são mais de… 20 mil euros em extras (!), o que dispara o preço para uns exagerados 85 mil euros — no entanto, poderíamos prescindir de alguns dos muito extras, o que pode ajudar a reduzir a fatura.

Afinal, qual das duas revelou-se como a melhor alternativa ao SUV? Descobre na avaliação abaixo.

Comparativo

Frente a Frente

  • Versão base: € 65040
  • IUC: € 258.78
  • Classificação Euro NCAP:
  • Versão base: € 57937
  • IUC: € 258.78
  • Classificação Euro NCAP:
  • Motor
    • Arquitectura: 4 cil. em linha
    • Capacidade: 1968 cm3
    • Posição: Dianteira Longitudinal
    • Carregamento: Inj. dir. Common Rail; Turbo de Geometria variável e Intercooler
    • Distribuição: 2 a.c.c.; 4 válv. por cilindro
    • Potência: 190 cv entre as 3800 rpm e as 4200 rpm
    • Binário: 400 Nm entre as 1750 rpm e as 3000 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Quatro rotas
    • Caixa de velocidades: Dupla embraiagem, 7 vel.
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento: 4762 mm
    • Largura: 1847 mm
    • Altura: 1493 mm
    • Distância entre eixos: 2818 mm
    • Bagageira: 495 l
    • Jantes/Pneus: 245/45 R18
    • Peso: 1720 kg
  • Consumos e desempenho (valores oficiais)
    • Consumo médio: 6,6–6,3 l/100km
    • Emissões de CO2: 173–165 g/km
    • Vel. máxima: 220 km/h
    • Aceleração 0-100 km/h: 7,9s
  • Garantias e manutenção
    • Pintura e corrosão: Garantia de 3 anos contra defeitos de pintura; Garantia de 12 anos contra perfurações na carroçaria por corrosão.
    • Mecânica: 4 anos ou 80 000 km
  • Motor
    • Arquitectura: 4 cil. em linha
    • Capacidade: 1969 cm3
    • Posição: Dianteira Transversal
    • Carregamento: Inj. dir. Common Rail; Turbo de Geometria variável e Intercooler
    • Distribuição: 2 a.c.c.; 4 válv. por cilindro
    • Potência: 190 cv às 4250 rpm
    • Binário: 400 Nm entre as 1750 rpm e as 2500 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Quatro rodas
    • Caixa de velocidades: Automática (conversor de binário), 8 vel.
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento: 4784 mm
    • Largura: 1850 mm
    • Altura: 1499 mm
    • Distância entre eixos: 2875 mm
    • Bagageira: 529 l
    • Jantes/Pneus: 215/55 R18
    • Peso: 1854 kg
  • Consumos e desempenho (valores oficiais)
    • Consumo médio: 6,6-6,0 l/100km
    • Emissões de CO2: 173-157 g/km
    • Vel. máxima: 210 km/h
    • Aceleração 0-100 km/h: 8,2s
  • Garantias e manutenção
    • Mecânica: 2 anos ou 60 000 km
  • Airbags Laterais F/T
  • Airbags Curtain
  • Alarme
  • Controlo de Pressão dos Pneus
  • Assistente de Ângulo Morto
  • Assistente de estrada
  • Avisos de Proximidade
  • Faróis Bixénon/LED
  • Head Up Display
  • Navegação
  • A/C Automático
  • Bancos em Pele
  • Conectividade para Smartphone
  • Transmissão automática
  • Cruise Control
  • Sensores de Luz/Chuva
  • Tecto de Abrir
  • Isofix
  • Pack Desportivo

Advanced key com sensor de movimento para abertura e fecho da bagageira — 690 €; Apoios de cabeça dianteiros reguláveis em altura, inclinação e distância — 155 €; Ar condicionado automático de três zonas — 830 €; Audi connect Navegação e Infotainment — 425 €; Audi virtual cockpit Plus — 725 €; Bancos dianteiros com apoio lombar eléctrico — 320 €; Bancos dianteiros desportivos — 400 €; Estofos com combinação de Couro / Couro sintético — 1295 €; Inserções decorativas em alumínio Ellipse prata — 325 €; Faróis Matrix LED — 860 €; Inserções decorativas em prata alumínio elipse — 320€; Jantes de liga leve Audi 7,5J x 18, 5 raios em V, com pneus 245/45 R18 — 1150 €; Pacote City Plus — 2825 €; Pacote de alto brilho (frisos em alumínio) — 545 €; Pacote de luzes ambiente — 425 €; Pacote em preto alto brilho interior — 220 €; Pacote MMI Navegação Plus — 2710 €; Pacote porta-objectos — 230 €; Pacote Tour — 1800 €; Pintura metalizada — 1075 €; Retrovisor interior com anti-encandeamento automático sem moldura — 215 €; Retrovisores exteriores eléctricos, aquecidos e rebatíveis, com anti-encandeamento automático — 580 €; Sistema de som Audi — 355 €; Sistema ISOFIX para banco do passageiro e bloqueio elétrico das portas traseiras — 115 €; Teto de abrir eléctrico, em vidro panorâmico — 1755 €; Volante desportivo multifunções Plus, em couro, com fundo plano — 320 €.

  • Airbags Laterais F/T
  • Airbags Curtain
  • Alarme
  • Controlo de Pressão dos Pneus
  • Assistente de Ângulo Morto
  • Assistente de estrada
  • Avisos de Proximidade
  • Faróis Bixénon/LED
  • Head Up Display
  • Navegação
  • A/C Automático
  • Bancos em Pele
  • Conectividade para Smartphone
  • Transmissão automática
  • Cruise Control
  • Sensores de Luz/Chuva
  • Tecto de Abrir
  • Isofix
  • Pack Desportivo

Cor Pine Grey — 923 €; Estofos Couro Ambar — 1292 €; Jantes Liga leve 18’’ — 154 €; Pack Xenium — 2608 €; Park Assist — 677 €; Versatility Pro — 812 €; Inserções no painel de bordo Smoked Larch — 215 €;

  • Dispositivo de segurança: 9
  • Montagem e Pintura: 10
  • Bagageira: 7
  • Dispositivo de segurança: 9
  • Montagem e Pintura: 9
  • Bagageira: 8
  • Área: 7
  • Versatilidade: 8
  • Qualidade: 10
  • Equipamento: 9
  • Posição de Condução: 8
  • Isolamento de Som: 8
  • Área: 8
  • Versatilidade: 8
  • Qualidade: 9
  • Equipamento: 9
  • Posição de Condução: 9
  • Isolamento de Som: 9
  • Condução: 8
  • Conforto: 8
  • Comportamento: 9
  • Acelerações: 8
  • Recuperações: 8
  • Travões: 8
  • Condução: 8
  • Conforto: 9
  • Comportamento: 8
  • Acelerações: 7
  • Recuperações: 7
  • Travões: 8
  • Consumo: 8
  • Emissões Poluentes: 8
  • Garantias: 8
  • Manutenção: 8
  • Preço: 5
  • Consumo: 7
  • Emissões Poluentes: 8
  • Garantias: 7
  • Manutenção: 8
  • Preço: 8
Avaliação
8 / 10
8 / 10
Se ao início a Audi A4 Allroad levava vantagem sobre a sua rival sueca, fosse pelo interior referencial — sem mácula, rigoroso na montagem e criterioso na seleção dos materiais —; pela superioridade do seu sistema de info-entretenimento; pelo conjunto motor/caixa — motor mais agradável, oferecendo melhores prestações e menores consumos —; pelo seu comportamento — mais preciso e cativante —; aos poucos a Volvo V60 Cross Country conquistou-me. Tendo em conta que são carrinhas com vocação familiar e estradista, a V60 Cross Country apresenta um interior mais acolhedor, confortável e melhor insonorizado. Tem ainda mais espaço que a rival alemã e apesar da superioridade desta nos vários parâmetros mencionados, a verdade é que a Volvo não está longe, bem pelo contrário. Também ela é um item de qualidade, rápida e dinâmica q.b., apesar de ser clara a maior orientação para o conforto. No entanto, fora de estrada, a V60 Cross Country convenceu de forma mais contudente. Temos duas propostas para dois tipos distintos de público, mas feitas as contas, neste duelo é a Volvo V60 Cross Country que sai vencedora. Revela-se superior nas características que justificam a escolha por uma carrinha, como o "arsenal" para fora de estrada rivaliza com o de muitos ditos SUV da nossa praça. O golpe final é o preço — mesmo com quase 6700 euros em opcionais, a V60 Cross Country é ligeiramente mais acessível à A4 Allroad "base". No caso da Audi, mesmo prescindindo de muitos dos opcionais e focando apenas em alguns — sobretudo os de caráter mais tecnológico, com reais mais valias —, acabamos sempre com um preço acima dos 70 mil euros.
  • Consumos
  • Comportamento em estrada
  • Montagem e materiais no interior
  • Sistema de info-entretenimento
  • Lista opcionais extensa e cara
  • Preço
  • Conforto
  • Comportamento fora de estrada
  • Insonorização
  • Consumos
  • Sonoridade do motor
  • Comandos ventilação integrados no sistema de info-entretenimento
Sabes responder a esta?
O motor 2.0 TDI de 190 cv da Audi A4 Allroad testada é usada por qual destes outros modelos?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Já conduzimos o novo Audi Q3 Sportback. Diferente o suficiente?

Mais artigos em Testes, Comparativo