Salão de Xangai 2021

Volkswagen ID.6. O SUV elétrico de 7 lugares exclusivo para a China

O mais recente elemento da família ID da Volkswagen é o ID.6, um SUV elétrico de sete lugares exclusivo para o mercado chinês.

A Volkswagen acaba de apresentar no Salão Automóvel de Xangai o ID.6, o mais recente elemento da família ID e o primeiro para um mercado específico, a China.

Inspirado no protótipo ID. Roomzz (perdeu as portas deslizantes), apresentado precisamente há dois anos no Salão de Xangai de 2019, este ID.6 é uma espécie de irmão “mais velho” — e maior! — do mais compacto e europeu ID.4.

Por comparação com o ID.4, o chinês ID.6 tem uma distância entre eixos 20 cm superior (2965 mm) e ultrapassa os 4,8 m de comprimento (4876 mm), o que lhe permite oferecer versões com três filas de bancos e capacidade para até sete ocupantes.

A NÃO PERDER: Volkswagen ID.4 (2021) em vídeo. A melhor proposta do segmento?
Volkswagen ID.6 Crozz, Volkswagen ID.6 X

Assente na plataforma MEB do Grupo Volkswagen, tal como os “primos” Audi Q4 e-tron e Skoda Enyaq iV, o ID.6 estará disponível na China com duas versões distintas, os ID.6 Crozz e ID.6 X, e com duas capacidades (líquidas) de baterias: 58 kWh e 77 kWh.

Porquê duas versões praticamente idênticas? Como acontece com o ID.4 made in China, é uma consequência das duas joint ventures que a Volkswagen tem na China, nomeadamente a FAW-Volkswagen e a SAIC-Volkswagen. O ID.6 Crozz será fabricado no norte da China pela First Automobile Works (FAW). Já o ID.6 X será produzido pela SAIC Volkswagen no sul do país asiático.

Do ponto de vista estético, o Crozz destaca-se por contar com uma “grelha” dianteira que une os faróis e para-choques com uma entrada de ar inferior de acabamento preto e proteções a cinzento, ao passo que o X se apresenta com uma secção dianteira em apenas uma cor e com uma entrada de ar mais alta.

Volkswagen ID.6 Crozz, Volkswagen ID.6 X

Na traseira, há mais diferenças estéticas, a começar logo na assinatura luminosa. Contudo, as alterações mais visíveis centram-se no pára-choques e na posição da chapa da matrícula.

Ainda assim, a linguagem estética deste modelo é exatamente a mesma que encontramos no ID.4. E se isso é verdade para o desenho exterior, também o é para o habitáculo, que apresenta o mesmo desenho minimalista e a mesma abordagem digital que a Volkswagen introduziu inicialmente no ID.3 e mais recentemente no ID.4.

 

Volkswagen ID.6
VEJAM TAMBÉM: A Volkswagen também vai deixar de desenvolver novos motores de combustão

E motorizações?

O ID.6 foi apresentado com duas versões de tração traseira (179 cv e 204 cv) e com uma versão de tração integral 4Motion, com dois motores (um por eixo), com 306 cv de potência.

Volkswagen ID.6 Crozz, Volkswagen ID.6 X

Esta última, a mais potente da gama, permite que o ID.6 acelere dos 0 aos 100 km/h em apenas 6,6s. Comum a todas as versões é a velocidade máxima, fixada eletronicamente nos 160 km/h.

A NÃO PERDER: Vai fazer história como o Carocha? Testámos o Volkswagen ID.3 First Max (58 kWh)

Quanto à autonomia, varia de acordo com a capacidade das baterias (58 ou 77 kWh), com a Volkswagen a anunciar registos entre os 436 km e os 588 km (ciclo China NEDC), respetivamente.

Volkswagen ID.6

Exclusivo para a China

A Volkswagen não revelou quando as duas versões do ID.6 começam a ser produzidas nem quando vão fazer a estreia comercial no mercado chinês, mas estima-se que a comercialização arranque ainda este ano.

Recorde-se que este é o terceiro modelo da família de elétricos ID da Volkswagen, depois do ID.3 e do ID.4. Ainda este ano ficaremos a conhecer o ID.5, a versão de desenho mais desportivo antecipada pelo concept ID. Crozz de 2017.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira do Volkswagen T-ROC Cabrio?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Já testámos o novo Volkswagen T-ROC Cabrio. Convenceu?

Mais artigos em Notícias