Teaser

Audi vai lançar 6 novos RS até ao final do ano

Já entrámos na segunda metade do ano, mas até ao final de 2019 ainda vamos conhecer seis novos Audi RS. Fica a saber quais são.

Para os que acharam estranho a decisão da Audi em equipar todos os seus modelos S com motores Diesel — à excepção de um modelo apenas —, o construtor de Ingolstadt parece querer redimir-se. Até ao final do ano vamos conhecer seis novos Audi RS… e acalmem-se os espíritos mais irrequietos, todos com motores Otto.

O que a imagem no topo deste artigo revela, é o retorno, em grande, das duas letras mais poderosas da indústria à Audi, após as disrupções recentes provocadas não só pelo WLTP, como pela introdução de atualizações ou novas gerações de alguns dos seus modelos.

O teaser revela seis modelos na penumbra, mas não é preciso poderes de adivinho para identificá-los.

VÊ TAMBÉM: Depois do S6, S7 e SQ5, novo Audi SQ8 também aposta no Diesel
Audi RS2
Foi há 25 anos que a sigla RS surgiu pela primeira vez num Audi.

Assim, começando da esquerda para a direita, vemos a próxima Audi RS6 Avant, o Audi RS7 Sportback, os dois Audi RS Q3 — já inclui o novo Sportback —, a Audi RS4 Avant e, por fim, o Audi RS Q8.

Como referimos, ao contrário dos mais recentes modelos S — S6, S7 Sportback, SQ8 e S4 —, os Audi RS deverão manter-se fiéis aos motores Otto, a gasolina, ainda que alguns possam surgir apoiados com algum tipo de eletrificação — semi-híbridos ou mild-hybrids 48 V. 

Não existem dados definitivos sobre os motores que os equiparão, mas é mais que expetável que sejam requisitados os serviços dos 2.5 TFSI de cinco cilindros, V6 2.9 TFSI e V8 4.0 TFSI.

Audi TT RS

O penta-cilíndrico deverá ficar reservado aos dois RS Q3, motor que já podemos encontrar tanto no Audi RS3 como no TT RS, a debitar 400 cv. Com a chegada do M 139 por parte da AMG, o mais potente dos quatro cilindros atingindo os 421 cv, será que a Audi deixar-se-á ficar pelos 400 cv? Duvidamos que a guerra de potência entre os alemães tenha terminado.

O 2.9 V6 TFSI é a mais que provável escolha para a renovada RS4 Avant, motor que já a equipava. A atualização que vimos da gama A4 chega assim à RS4, sem que isso signifique uma nova motorização — o V6 TFSI já tinha sido revisto para estar em conformidade com os mais recentes regulamentos de emissões e protocolos de teste, como já vimos na RS4 que agora sai do mercado, como nos RS5.

Audi RS6 Avant Nogaro Edition 2018
Audi RS6 Avant Nogaro Edition, uma despedida em grande da anterior geração, com mais de 700 cv

Para os restantes três modelos que faltam, RS6 Avant, RS7 Sportback e RS Q8, o 4.0 V8 TFSI é a escolha óbvia, e vamos presumir que 600 cv será o mínimo que veremos extraído deste bloco — a concorrência não o faz por menos. No caso do RS Q8 resta saber se a Audi pretende igualar os 650 cv do “irmão” Urus, ou se deixará algum espaço entre os dois SUV.

O Salão de Frankfurt, que abre portas a 12 de setembro, deverá ser o palco onde poderemos ver ao vivo, pela primeira vez, quase todos, senão todos os novos Audi RS.

 

 

Sabes responder a esta?
Qual destes motores o renovado Hyundai Tucson (2019) recebeu?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o renovado Hyundai Tucson 1.6 CRDi. Quais os seus novos argumentos?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos