Bugatti Veyron Legends: um tributo à história da marca

Agora que já é esperada a nova geração do Bugatti Veyron, as edições lendárias posam juntas pela última vez em Pebble Beach, antes de se separarem. Quiçá para sempre.

São seis as Bugatti Veyron Legends, uma família de exemplares lançada para honrar a história da marca. Cada modelo lendário tem por base o Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse, ou seja o mais potente e mais rápido de todos os Veyron: são 1200 cv e 1500 Nm, extraídos de um bloco de 8l e 16 cilindros em W, com 4 turbocompressores. Valores que se traduzem em 2,6 seg. dos 0 aos 100 km/h e uma velocidade máxima de 408,84 km/h.

Tudo começou com o lançamento no ano passado do Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse Legend Jean Pierre Wimille, um tributo ao lendário piloto e ao Bugatti Type 57 G, alcunhado de “o Tanque”.  Os sucessos desportivos da Bugatti com esta dupla nas 24h de Le Mans, viriam a vincar a imagem da marca e a serem a rampa de lançamento para outros voos.

Bugatti Veyron Legends

Ainda no mesmo ano, viríamos a conhecer mais uma edição especial das Bugatti Veyron Legends: a edição Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse Jean Bugatti. Desta vez o tributo era prestado ao filho do fundador da marca, Ettore Buggati, aproveitando para recapturar a mística e o charme do Bugatti Type 57SC Atlantic, um dos automóveis mais marcantes da marca e um dos mais raros com apenas 4 unidade produzidas. Os valores que hoje atingem em leilões, fazem suar qualquer colecionador.

Bugatti Veyron Legends

A um mês do final do ano de 2013, viríamos a conhecer novamente mais uma edição especial. Apresentado no Salão do Dubai, era dado a conhecer ao público a edição Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse Meo Constantini. Esta edição prestava tributo a mais um piloto lendário ao serviço da Bugatti: Meo Constantini. Piloto que teve o prazer de pilotar o Bugatti Type 35, o carro mais icónico da marca na competição automóvel. Meo Constatini, aos comandos de um Bugatti Type 35, reinou e conquistou quase tudo o que havia para ganhar na época. Um domínio que durou de 1920 até 1926.

Bugatti Veyron Legends

Em 2014 chegaria a vez, de conhecermos as restantes 3 versões especiais que faltavam e tudo começa em Março, no Salão de Genebra. Desta vez a versão tributo estava destinada a Rembrandt Bugatti, irmão mais novo de Ettore Bugatti, fundador da marca.

Rembrandt Bugatti não merece só destaque por ser irmão de quem é, mas acima de tudo por ser um dos artistas mais marcantes do séc. XX. Ficaria associado à marca Bugatti para sempre, depois de esculpir um elefante dançante, que viria a adornar o capô do Bugatti Type 41 Royalle, o porta estandarte da marca de luxo.

Bugatti Veyron Legends

Um mês depois, era nos dado a conhecer uma nova edição dos Bugatti Veyron Legends, com a versão especial Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse Black Bess, desta vez o tributo foi exclusivamente para o automóvel que pela primeira vez conseguiria alcançar o título de viatura de produção mais rápida do mundo em 1912, o Type 18. Com apenas 100 cv extraídos de um bloco de 5l e 4 cilindros, o Type 38 era capaz de alcançar os 160 km/h.

Bugatti Veyron Legends

Com 5 edições já passadas em perspetiva, falta-nos a última e a mais icónica de todas, onde o tributo é prestado ao fundador da marca, Ettore Bugatti. Esta última versão especial traz consigo uma homenagem à obra prima de Ettore Bugatti: o colossal Type 41 Royalle.

Ettore Bugatti, começou como aprendiz de mecânico numa oficina de bicicletas e motas aos 17 anos. O estágio na oficina milanesa viria a dar-lhe estofo suficiente para Ettore lançar-se na sua primeira construção de um veículo motorizado, primeiro com uma mota e logo de seguida com um automóvel, valendo-lhe um prémio na Feira Internacional de Milão. As passagens por empresas como a De Dietrich e a Deutz, viriam a lançá-lo numa carreira auspiciosa. O resto? O resto é história e está à vista de todos.

Bugatti Veyron Legends

Apenas 3 unidades foram produzidas de cada modelo dos Bugatti Veyron Legends, perfazendo um total de 18 automóveis que chegam à magnífica quantia de 13,2 milhões de euros e que apesar dos preços, estão todos vendidos.

Bugatti Veyron Legends

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Pub