Notícias Híbrido plug-in ganha quase 100 cv. Tudo sobre os renovados BMW X5 e X6

Apresentação

Híbrido plug-in ganha quase 100 cv. Tudo sobre os renovados BMW X5 e X6

Além do visual revisto os BMW X5 e X6 recebem um interior novo, mais tecnologia e ainda motorizações eletrificadas e mais potentes.

BMW X6 a curvar vista dianteira 3/4
© BMW

Os atuais BMW X5 e X6 «caminham» a passos largos para o quinto aniversário, e a marca bávara entendeu dar-lhe agora um restyling que veio reforçar também os argumentos tecnológicos e mecânicos.

É na frente que se concentram as maiores diferenças, com ambos a receberem uma nova grelha, faróis e para-choques redesenhados. Ainda no exterior, os pacotes xLine e M Sport passam a ser oferecidos de série nos X5 e X6, respetivamente.

BMW X5 e X6 vista traseira e dianteira
© BMW

Se no exterior as diferenças são moderadas, no interior dos X5 e X6 a revolução foi bem maior e está bastante diferente do que conhecíamos até agora, adotando um design similar ao do revisto BMW X7.

O rival Os 5 destaques dos renovados Mercedes-Benz GLE e GLE Coupé

O maior destaque é o BMW Curved Display com dois ecrãs — o da instrumentação com 12,3″ e o central com 14,9” — que alberga a oitava geração do sistema operativo BMW iDrive.

Além deste reforço tecnológico há ainda a destacar o desaparecimento do comando da caixa de velocidades (substituído por um botão), os novos comandos sensíveis ao toque e a faixa luminsa no tabliê semelhante à que encontramos nos BMW Série 7 e X7.

E os motores?

A gama dos BMW X5 e X6 continua a contar com um conjunto de motorizações a gasolina, Diesel e híbridas plug-in, mas todas elas foram revistas.

Começando pelas motorizações a gasolina e Diesel a primeira novidade é o de passarem a estar associadas a um sistema mild-hybrid de 48 V.

No caso dos X5 xDrive40i e X6 xDrive40i, de realçar o aumento de potência e binário do seis cilindros em linha a gasolina de 3,0 l que os equipa: passou a debitar 380 cv e 520 Nm em vez dos anteriores 340 cv e 450 Nm.

Acima deste e ainda a gasolina encontramos o conhecido V8 biturbo com 4,4 l. Responsável por «animar» a versão M60i xDrive dos BMW X5 e X6 — substitui os anteriores M50i xDrive —, este motor mantém os mesmos 530 cv e 750 Nm de binário do que antes.

Quanto à oferta Diesel, esta resume-se ao propulsor de seis cilindros em linha, também com 3,0 l dos xDrive30d. A BMW diz também ter revisto este motor, mas no final a potência e o binário permanecem inalterados: 286 cv e 650 Nm.

Por fim, mas não menos importante, a versão híbrida plug-in, que continua a ser exclusiva do X5, também mudou de nome e agora chama-se xDrive50e, ao invés de xDrive45e, mas as novidades não se resumem a uma nova nomenclatura.

A parte a combustão da sua cadeia cinemática ganhou uma versão revista do seis cilindros em linha a gasolina de 3,0 l, enquanto a parte elétrica ganhou um novo motor elétrico integrado na transmissão (automática).

Tudo isto fez com que a potência máxima combinada do conjunto passe a declarar 360 kW (490 cv) — é um salto substancial de 70 kW ou 96 cv(!). Os ganhos em binário não ficaram atrás, dando um salto substancial de 100 Nm, fixando-se nos 700 Nm.

Para o hat trick, também a bateria cresceu, ainda que de forma mais ligeira: os 25,7 kWh anunciados são mais 3,4 kWh do que antes. A BMW anuncia uma autonomia entre 94 km e 110 km em modo 100% elétrico (ciclo WLTP), um ganho de, pelo menos, 7 km.

Quando chegam e quanto custam?

O lançamento internacional dos revistos BMW X5 e X6 está previsto para o próximo mês de abril.

A BMW ainda não revelou os preços dos seus dois renovados SUV para o mercado nacional nem confirmou se estes chegarão ao nosso país logo após a sua apresentação internacional.

Sabe esta reposta?
Qual era a potência do BMW 333i (E30)?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece