Oficial: Nissan Micra vai ter sucessor e será 100% elétrico

Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Oficial: Nissan Micra vai ter sucessor e será 100% elétrico

O sucessor do Nissan Micra insere-se num plano de eletrificação que representa um investimento de 23 mil milhões de euros.

A Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi revelou os seus planos para os próximos anos e entre eles destaca-se a confirmação da chegada de um sucessor do Nissan Micra.

A grande novidade é que será totalmente elétrico, partilhando a plataforma dedicada CMF-BEV com o futuro Renault 5.

Ainda se sabe pouco acerca desta plataforma, mas a Aliança já avançou que acomodará baterias para autonomias na casa dos 400 km de autonomia.

A NÃO PERDER: Nissan em 2022: crossover elétrico Ariya e híbrido Qashqai e-Power em destaque
Nissan Micra teaser 2022
Para já ainda só tivemos acesso a dois teaser do sucessor do Nissan Micra.

Quanto ao novo utilitário da Nissan, nem a designação Micra está assegurada, podendo a marca japonesa optar por outro nome para «cortar com o passado». O que já se sabe é que o design estará a cargo da Nissan e o desenvolvimento será feito pela Renault (tal como anunciado na estratégia de cooperação).

Também a cargo da Renault estará a produção do sucessor do Nissan Micra, que será montado no norte de França, no Renault ElectriCity, o centro industrial da marca gaulesa dedicado à mobilidade elétrica.

Novas plataformas a caminho

De acordo com a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, a plataforma CMF-BEV vai permitir reduzir os custos em cerca de 33% e o consumo de energia em cerca de 10% face à plataforma atualmente utilizada pelo Renault Zoe.

Com chegada ao mercado planeada para 2024 (com o Renault 5), a Aliança prevê que esta nova plataforma venha a ser a base de 250 mil veículos/ano da Renault, Alpine e Nissan.

A aposta nesta plataforma insere-se num investimento de 23 mil milhões de euros que a Aliança vai fazer na eletrificação nos próximos cinco anos.

O objetivo é que isto se traduza em 35 novos modelos elétricos até 2030, sendo que 90% deles se vão basear em cinco plataformas dedicadas:

  • CMF-AEV: a mais acessível, já na base do Dacia Spring;
  • KEI-EV: pensada para modelos elétricos ultra-compactos, especialmente para os kei car vendidos no mercado japonês;
  • LCV-EV: destinada a modelos ligeiros de mercadorias, servirá de base às Renault Kangoo e Nissan Townstar;
  • CMF-EV: uma plataforma global e flexível, é já a base do Nissan Ariya e Renault Mégane E-Tech Electric. Em 2030, mais de 15 modelos deverão estar baseados nesta plataforma, o que equivale a 1,5 milhões de carros por ano.
  • CMF-BEV: a plataforma que vai servir de base ao novo Renault 5, ao sucessor do Nissan Micra e a outros modelos do segmento B.

Sabe responder a esta?
Em que ano é que o Nissan Micra foi eleito carro do ano em Portugal?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Nissan Micra. Vencedor do Carro do Ano 1985 em Portugal

Mais artigos em Notícias