Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Nissan Townstar. Um comercial sem motor Diesel, mas com versão elétrica

Disponível com um motor a gasolina ou um motor elétrico, a Nissan Townstar é a mais recente concorrente de um segmento em plena "ebulição".

As novidades no segmento dos pequenos veículos comerciais não param de se acumular. Depois das novas Renault Kangoo e Express, Mercedes-Benz Citan e do Volkswagen Caddy, é a vez da Nissan Townstar chegar a este concorrido segmento.

Construída com base na plataforma CMF-CD, tal como a “prima” Renault Kangoo, a Nissan Townstar substitui, de uma só vez, as e-NV200 e NV250 (baseada na anterior geração da Renault Kangoo) e tem na tecnologia uma das suas mais fortes apostas.

No total incorpora mais de 20 tecnologias, contando com sistemas como a assistência inteligente a ventos laterais e à oscilação de reboque, travagem de emergência inteligente com deteção de peões e ciclistas, assistência em cruzamentos, estacionamento automático, Cruise Control inteligente ou a câmara de Visão 360º.

A NÃO PERDER: Stellantis promete furgões a hidrogénio da Peugeot, Opel e Citroën ainda este ano
Nissan Townstar
A versão elétrica foi buscar inspiração ao Ariya, algo evidenciado pelos faróis de LED com design exclusivo e pela grelha aerodinâmica.

No caso da versão 100% elétrica, a oferta tecnológica é ainda maior, sendo possível dotá-la do sistema Nissan ProPILOT e de um ecrã central de 8” que surge conjugado a um painel de instrumentos digital de 10”.

Diesel de fora

Como já se devem ter apercebido, a nova Nissan Townstar contraria uma tendência há muito implementada neste segmento, abdicando do motor Diesel. No total, a proposta nipónica estará disponível somente com duas motorizações, uma a gasolina e outra elétrica.

Começando pela proposta com motor de combustão, esta recorre aos serviços de um 1.3 l a gasolina e turbocompressor com 130 cv e 240 Nm. Já a versão 100% elétrica apresenta-se com 122 cv (90 kW) e 245 Nm.

A alimentar o motor elétrico encontramos uma bateria com 44 kWh de capacidade que permite percorrer até 285 km entre carregamentos. Por falar na hora de “repor energias”, conta com um carregador AC de série 11 kW (22 kW em opção) e quando carregada com corrente contínua (75 kW) bastam 42 minutos para “encher” a bateria de 0 e 80%.

LEIAM TAMBÉM: Nissan Z com receita de “luxo”: V6 com 405 cv, caixa manual e tração traseira

Pronta para trabalhar

Tal como no capítulo mecânico, também no campo da carroçaria há duas opções: a versão comercial e a variante combi. A primeira conta com até 3,9 m3 de espaço de carga e pode transportar duas europaletes e até 800 kg de carga, contando com 1500 kg de capacidade de reboque. Já na variante combi a Townstar a bagageira oferece até 775 litros.

Nissan Townstar
No interior as semelhanças com a “prima” Renault Kangoo são evidentes.

Por fim, como que a provar a confiança que a Nissan tem no seu novo modelo, a marca japonesa oferece uma garantia de 5 anos ou 160 mil quilómetros. Já a garantia da bateria da versão elétrica ascende aos oito anos ou 160 mil quilómetros.

Para já, a Nissan ainda não divulgou os preços do seu novo veículo comercial nem quando é que planeia lançá-lo no mercado nacional.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira do Nissan Juke?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Nissan Juke Enigma testado. Será que ainda tem algo a esconder?

Mais artigos em Notícias