NOVIDADES 2022. Lotus. Do último desportivo a combustão ao primeiro SUV elétrico

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

NOVIDADES 2022

Lotus em 2022. Do último desportivo a combustão ao primeiro SUV elétrico

Emira chega em 2022 como o último Lotus com motor de combustão, enquanto o Type 132 chega como um inédito SUV… e elétrico.

Vivem-se tempos de ruptura na Lotus. Se o fim da Lotus como a conhecemos aconteceu no final deste ano de 2021 com o fim da produção dos Elise, Exige e Evora, a nova Lotus chega em 2022 com a chegada dos primeiros modelos 100% elétricos: o Evija, o hiperdesportivo que a pandemia tem obrigado a adiar e o Type 132 (nome final ainda não revelado), um inédito e controverso SUV.

Mas antes desse passo decisivo na transformação da Lotus para uma marca 100% elétrica, teremos o Emira, uma espécie de elo de ligação entre a «velha» e a «nova» Lotus.

Com o início de produção marcado para a primavera de 2022, o novo desportivo bilugar nascido em Hethel será também o último da Lotus a vir equipado com um motor de combustão.

TÊM DE VER: As 100 NOVIDADES para 2022 que têm de conhecer

O Lotus Emira vai estar disponível com duas motorizações a gasolina. A primeira, já conhecida dos Exige e Evora, é um 3.5 V6 Supercharged (compressor) de origem Toyota com 405 cv e 420 Nm, associado ou a uma caixa manual de seis velocidades ou a uma automática, também com seis relações.

A segunda, que chegará mais tarde, é uma verdadeira surpresa: trata-se de um bloco de quatro cilindros em linha turbocomprimido com 2.0 l e 365 cv da potência proveniente da… AMG. É o mesmo motor que equipa o A 45 (nome de código M 139) e vai equipar os futuros C 63 e GLC 63. Estará associado a uma caixa de dupla embraiagem de oito velocidades, também da AMG.

Type 132, a revolução

Por detrás do nome de código Type 132 esconde-se o primeiro e inédito SUV da marca britânica. Seria também o primeiro elétrico, mas o hiperdesportivo de 2000 cv Evija antecipou-se.

Não deixará de retirar impacto ao modelo que promete ser o «momento» Porsche Cayenne da Lotus — não é coincidência que este SUV tenha o Cayenne em mira como um dos seus rivais, apesar de ser apenas e só elétrico.

O Type 132 é o primeiro de quatro modelos 100% elétricos que a marca britânica vai lançar até 2026 e que contempla mais um SUV (Type 134, mais pequeno), uma berlina «coupé» de quatro portas (Type 133) e um desportivo bilugar (Type 135) que também dará origem ao sucessor do Alpine A110.

VEJAM TAMBÉM: Radford Type 62-2. É assim que se faz um desportivo nostálgico com genes Lotus

Os dois SUV e a berlina, todos eles exclusivamente elétricos, serão produzidos no novo «quartel general» da nova divisão Lotus Technology, localizado em Wuhan, na China. Os futuros desportivos elétricos da marca, como o já referido Type 135, que assentará sobre a nova arquitetura LEVA, continuarão a ser produzidos em Hethel, no Reino Unido.

Voltando ao Type 132, já sabemos que contará com baterias entre 92-120 kWh, uma arquitetura de 800 V, estando a ser avançados números de potência entre (pouco mais de) 600 cv e 750 cv.

Lotus Emira First Edition
Sabe responder a esta?
Em que ano foi apresentado ao mundo o Porsche Carrera GT?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Aqui só entram motores V10. Fiquem a conhecê-los

Mais artigos em Notícias