Indústria

E-GMP. A plataforma que vai eletrificar o Hyundai Motor Group

Com um sistema de até 800 V que permitirá carregar a velocidades de até 350 kW, os modelos baseados na E-GMP vão ter cerca de 500 km de autonomia.

Crucial não só para o sucesso do “Plano S” da Kia como da nova marca 100% elétrica IONIQ, a plataforma E-GMP do Hyundai Motor Group deu-se a conhecer e a verdade é que promete… e muito.

O Hyundai Motor Group não é estranho à eletrificação — Ioniq, Niro, Kauai, Soul, etc. —, mas com esta nova plataforma modular abre novas possibilidades. A E-GMP poderá ser usada por diversos tipos de modelos de vários segmentos, desde sedãs a compactos, passando pelos SUV.

Comum a todos será o facto de contarem com tração traseira, estando prevista a existência de versões com um segundo motor no eixo dianteiro para oferecer tração integral. Por falar na mecânica, o Hyundai Motor Group adianta que os modelos baseado na E-GMP vão contar com um motor elétrico (cujas dimensões são desconhecidas), uma transmissão de uma só relação (como é habitual nos elétricos) e um inversor, todos eles alojados num só módulo.

VÊ TAMBÉM: Hyundai Bayon. Vem aí um “irmão mais novo” para o Kauai
Plataforma E-GMP

Rápidos a carregar mas não só

Um dos principais pontos de interesse dos modelos baseados na E-GMP é o facto de estes terem capacidade para ser carregados a 800 V ou 400 V sem ser necessário o recurso a outros componentes ou adaptadores.

Posto isto, os modelos baseados nesta nova plataforma dedicada poderão ser recarregados em carregadores de alta velocidade de até 350 kWh, onde 80% da capacidade da sua bateria é reposta em apenas 18 minutos e cinco minutos bastam para adicionar 100 km à autonomia. Já a a autonomia máxima deverá ser superior a 500 km (ciclo WLTP).

Ainda no campo do carregamento, outra das características interessantes da E-GMP é que os modelos que a ela recorrerem poderão fornecer energia não só a aparelhos elétricos (110 V/220 V) como até carregar outros carros elétricos!

Plataforma E-GMP
O sistema V2L da nova plataforma que permite carregar aparelhos elétricos e até outros carros.
VÊ TAMBÉM: Hyundai Kauai Electric 2021. Novo estilo para o (ainda) SUV compacto elétrico que vai mais longe

Segundo o Hyundai Motor Group, esta função permite fornecer até 3,5 kW de energia, o suficiente para manter ligada uma televisão de 55” por 24 horas.

Já no que diz respeito aos modelos que nela se vão basear, apesar de a potência dos mesmos variar consoante os segmentos onde se inserem, a Hyundai já revelou que o modelo topo de gama (provavelmente baseado no protótipo Prophecy) será capaz de cumprir os 0 aos 100 km/h em 3,5s e atingir os 260 km/h.

Plataforma E-GMP
Apesar de ser mais compacto que os atuais motores do Hyundai Motor Group, o motor a ser usado pela E-GMP tem, supostamente, uma velocidade máxima 70% superior.

Curvar bem é obrigatório

Como que a provar que o “efeito Biermann” veio para ficar, um dos principais focos no desenvolvimento da E-GMP foi precisamente assegurar que esta oferece um bom comportamento dinâmico.

Segundo o Hyundai Motor Group, a nova plataforma foi projetada para “oferecer o melhor desempenho em curva e estabilidade a alta velocidade”.

VÊ TAMBÉM: A Kia vai desenvolver uma nova plataforma para veículos militares

Para tal ajuda não só o facto de o pack de baterias ser colocado no chão da plataforma, ou seja, perto do solo (entre os dois eixos), como o avançado sistema de suspensão a que esta recorre que na traseira é idêntico ao usado pelo novo Mercedes-Benz Classe S ou pelo Rolls-Royce Ghost.

Quanto à sua chegada ao mercado, o primeiro modelo a recorrer a esta nova plataforma será o IONIQ 5, um crossover compacto, que será a versão de produção do Hyundai Concept 45, apresentado no Salão de Frankfurt em 2019.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Hyundai S Coupe?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Ainda te lembras dos pequenos coupé dos anos 90?

Mais artigos em Notícias