Apresentação

Ford Puma ST. 200 CV para o mais desportivo dos Puma

Há muito aguardado, o Ford Puma ST deu-se finalmente a conhecer e neste artigo podes ficar a par de todos os seus detalhes.

Depois de vários teaser, a Ford decidiu, finalmente, revelar o Ford Puma ST, o primeiro SUV desenvolvido pela Ford Performance para o mercado Europeu.

Esteticamente, o Puma ST conta com os habituais detalhes que lhe permitem destacar-se dos restantes Puma. Na dianteira temos um novo splitter (que, segundo a Ford, melhora a downforce em 80%), o logótipo “ST” na grelha e ainda grelhas inferiores redesenhadas com o objetivo de melhorar a refrigeração.

Na traseira temos um novo difusor e uma dupla saída de escape. Ainda no exterior, destacam-se também as jantes de 19”, os acabamentos em preto gloss e a possibilidade de pintar a carroçaria do Ford Puma ST na cor exclusiva “Mean Green”.

VÊ TAMBÉM: Ford Fiesta 1.0 95 cv ST-Line testado. Tem argumentos para os novos rivais?
Ford Puma ST

Quanto ao interior, as novidades consistem nos bancos desportivos Recaro, no volante desportivo de base plana e no punho específico da manete da caixa de velocidades.

Já no campo tecnológico, o Puma ST surge equipado de série com carregador de smartphone sem fios, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, e vê o sistema de infotainment SYNC 3 surgir associado a um ecrã de 8” e ser compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto.

Ford Puma ST
O painel de instrumentos digital mede 12,3”.
VÊ TAMBÉM: Testámos o Ford Fiesta Active. Será capaz de agradar a gregos e a troianos?

Mecânica bem conhecida

Debaixo do capot do Ford Puma ST encontramos o já bem conhecido 1.5 EcoBoost. Estreado no Ford Fiesta ST, este tricilíndrico totalmente em alumínio debita 200 cv às 6000 rpm e 320 Nm entre as 2500 e as 3500 rpm (mais 30 Nm do que no Fiesta ST).

Associado a uma transmissão manual de seis velocidades, este motor envia a sua potência às rodas dianteiras e permite ao Ford Puma ST cumprir os tradicionais 0 aos 100 km/h em apenas 6,7s e atingir os 220 km/h de velocidade máxima.

Apesar de não contar com um sistema mild-hybrid, esta motorização conta com o sistema de desativação de cilindros (esta ocorre em 14 milissegundos). Graças à ajuda deste sistema, o Puma ST anuncia consumos médios de 6,9 l/100 km e emissões de CO2 de 155 g/km (ciclo WLTP).

Ford Puma ST
Os bancos desportivos têm assinatura Recaro.

Equipado com uma válvula de escape ativa, o Puma ST viu este sistema ser afinado de propósito para si, apresentando uma sonoridade 1 dB mais baixa que a do “irmão” Fiesta ST.

VÊ TAMBÉM: A carrinha para esquecer os SUV. Ford Focus Active SW Diesel testada

Dinâmica (muito) trabalhada

Já uma das referências do segmento no que ao comportamento dinâmico diz respeito, o Ford Puma viu nesta versão ST essas capacidades serem maximizadas.

Primeiro pequeno SUV desportivo na Europa a contar com um diferencial autoblocante mecânico, o Ford Puma ST recebeu também novos apoios de motor (para minimizar movimentos indesejáveis em curva).

Ford Puma ST
VÊ TAMBÉM: Ford Bronco mostra o que vale fora de estrada

A acrescentar a isto temos ainda uma direção revista (e cerca de 25% mais rápida que nos restantes Puma), discos dianteiros 17% maiores. Quanto à suspensão, na traseira, o esquema com barra de torção é 40% mais rígido que no Fiesta ST e mais 50% que nos restantes Puma.

Ainda neste capítulo, temos uma barra estabilizadora de 28 mm atrás e de 24 mm à frente, tudo para aumentar a estabilidade em curva e minimizar os efeitos de um centro de gravidade mais alto.

Ford Puma ST

Modos de condução? Há quatro

Tal como acontece com os restantes Puma, também a variante ST conta com os já habituais modos de condução. No entanto, e como se trata da versão mais desportiva, temos algumas novidades.

Enquanto os modos “Normal”, “Eco” e “Sport” se mantêm, os modos mais aventureiros “Escorregadio” e “Trail” são substituídos pelo modo “Track”.

Como o nome indica, este modo é mais focado na performance dinâmica e desliga o controlo de tração e reduz aos mínimos indispensáveis a atuação do controlo de estabilidade. Como opção, o Puma ST vai ainda contar com o “Performance Pack” que inclui um modo lauch control que conta até com um gráfico específico no painel de instrumentos.

VÊ TAMBÉM: Depois do híbrido plug-in, testámos o Ford Kuga 100%… octanas. Escolha acertada?

Quando chega e quanto vai custar?

Por enquanto, a Ford ainda não anunciou quanto irá custar o novo Puma ST nem avançou quando é que este estará disponível no mercado nacional.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Ford Escort RS Cosworth?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

A radical asa traseira (de origem) que o Ford Escort RS Cosworth não teve

Mais artigos em Notícias