Apresentação

Volkswagen Tarok. Veremos esta pick-up chegar à Europa?

No Salão de São Paulo foi apresentada a Volkswagen Tarok, um protótipo que antevê a próxima pick-up do construtor para o Brasil, com fortes possibilidades de internacionalização.

Para compreendermos o porquê de uma Volkswagen Tarok temos de falar primeiro da Fiat Toro. Fiat quê…?! Sim, Toro. Trata-se de uma pick-up desenvolvida e produzida no Brasil pela Fiat, e está a ser uma aposta ganhadora.

Posicionada um degrau acima da Fiat Strada — a pequena pick-up que chegou a ser comercializada por terras lusas —, desde que foi lançada a Fiat Toro esteve sempre entre os 10 veículos mais vendidos no Brasil, pelo que é compreensível que a Volkswagen também queira uma fatia desse bolo.

Assim, no Salão de São Paulo, ainda a decorrer, a marca alemã desvendou a Tarok, ainda como protótipo, é certo, mas uma certeza como modelo de produção. Ao contrário da conhecida Volkswagen Amarok, a Tarok não é uma pick-up “clássica”, assente sobre um chassis de longarinas e travessas.

VÊ TAMBÉM: Renault Arkana, a alternativa francesa ao BMW X2
Fiat Toro
Um sucesso chamado Fiat Toro

Tal como a Toro é um veículo com carroçaria monobloco (usa a Small Wide do Renegade/500X), a Volkswagen Tarok recorre à conhecida MQB, aparentemente baseada no novo T-Cross, o SUV com base Polo — apesar disso, atinge os 4,9 m de comprimento.

E tal como a Toro, a Tarok está direccionada mais ao mercado de lazer do que profissional, servindo como alternativa aos SUV.

Volkswagen Tarok

O protótipo foi apresentado com um 1.4 TSI de 150 cv — capaz de funcionar com etanol puro (E100) ou uma mistura gasolina-etanol (E22) —, acoplado a uma caixa automática de seis velocidades e tração às quatro rodas 4MOTION.

Não vai ficar apenas pelo Brasil

Talvez a notícia mais interessante a reter é que, ao contrário da Fiat Toro, a Volkswagen refere que “a pick-up avant-garde também tem o potencial para impulsionar a gama Volkswagen noutros mercados globais”. Poderá a Europa ser um desses mercados?

As pick-up continuam a ganhar popularidade por todo o mundo e a Europa não fica atrás. Além das Ford Ranger, Toyota Hilux, Volkswagen Amarok ou até a Classe X da Mercedes-Benz, parece haver espaço para uma pick-up “light”, como são as monobloco Toro, Duster Oroch, ou esta Tarok, que servem de alternativa aos SUV que invadiram o mercado.

A Volkswagen tem alimentado esta ideia, tendo apresentado não faz muito tempo atrás a Tanoak, um outro protótipo para uma pick-up monobloco, com base no enorme SUV Atlas, que é vendido nos EUA.

E o recente memorando de entendimento entre o grupo alemão e a Ford, focado, para já, em veículos comerciais, tem levantado muitos rumores sobre uma possível colaboração no universo das pick-up, tendo em vista uma possível entrada no mercado norte-americano, onde a Ford domina.

Estará a nova Tarok nesses planos?

Volkswagen Tarok

 

Sabes responder a esta?
A Volkswagen Amarok mais potente tem quantos cavalos?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Volkswagen Amarok V6 contra-ataca Classe X com variante de 258 cv

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos