Efeméride

Toyota Hilux faz 50 anos. Celebrámos ao volante das novas versões especiais

Símbolo de robustez e invencibilidade, a Toyota Hilux comemora 50 anos de vida. Motivo mais que suficiente para uma celebração com muitos quilómetros ao volante.

Em Avis, Alentejo, Portugal

Meio século de vida merece sempre uma comemoração especial. No caso da Toyota Portugal, até é motivo para uma dupla celebração. Não só a Toyota Hilux comemora 50 primaveras, como a marca celebra também 50 anos de presença em Portugal.

São 50 anos de vida de um modelo que ganhou ao longo de décadas a reputação de ser robusta e praticamente indestrutível, sendo hoje uma das pick-up mais vendidas no planeta. Tem sido a líder de segmento em Portugal nos últimos cinco anos, e até consegue brilharetes como ser líder de vendas absoluto no mercado australiano.

E para comemorar os 50 anos de Hilux, só havia mesmo uma forma… Na estrada e fora dela.

A NÃO PERDER: Respeito. Century GRMN é o carro do presidente da Toyota
Toyota Hilux

A viagem

O objetivo estava traçado: levantar a Hilux das instalações da Toyota em Sacavém e levá-la até ao Alentejo — à Herdade da Cortesia em Avis, que serviu de base para este evento —, com o bónus de poder assistir, no dia seguinte, ao arranque de mais uma Baja Portalegre 500 — os resultados finais colocam a pujante e “ruidosa” Hilux de João Ramos (em baixo) no pódio.

Toyota Hilux João Ramos

O horário estava controlado, pelo que não houve tempo para desvios aventureiros, com grande parte do percurso a ser na monótona auto-estrada. Não é propriamente o cenário para o qual pensamos em levar uma Hilux, mas é tal o refinamento e até conforto das pick-up como a Hilux hoje em dia, que revelou-se tão capaz como outro automóvel qualquer.

Refinada e confortável q.b., apesar das molas de lâminas na traseira, também dissimula muito bem a velocidade a que se desloca — talvez devido à posição de condução elevada —, pelo que se torna muito fácil atingir velocidades pouco recomendadas (houve algumas surpresas quando olhava para o velocímetro), até nas estradas secundárias que marcaram o último terço da viagem.

O melhor estava para vir ao chegar ao destino final, com todas as Toyota Hilux na caravana a irem para “o mato”. Oportunidade para averiguar algumas capacidades off road — descidas e subidas acentuadas e algumas inclinações laterais —, e experimentar os diversos modos de tração à escolha — 2WD, 4WD “altas” e 4WD “baixas”. O trajeto não era particularmente desafiante, mas deu para ter um “cheirinho” das capacidades da Hilux.

Um segundo trajeto, ao volante da Toyota Hilux Premium Edition, a nova topo de gama, permitiu testar as capacidades dinâmicas da pick-up fora do asfalto a velocidades bem mais elevadas, surpreendendo a confiança que a Hilux transmite numa condução mais ao ataque — depois dos kartódromos, fica a ideia de criar alguns Hiluxódromos…

Encontro histórico

Houve oportunidade de ter um breve encontro com duas gerações que a precederam, e também ficámos a conhecer um pouco melhor a história desta pick-up que se estende já por oito gerações.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Razão Automóvel (@razaoautomovel) on

 

A primeira geração surgiu em 1968 e o nome Hilux resulta, de forma intrigante, da junção de duas palavras, “High” e “Luxury”, ou seja alto luxo ou luxo elevado. Um nome curioso para o que é, fundamentalmente, um veículo de trabalho. No entanto, foi a forma que a Toyota encontrou de destacar a sua aproximação desta nova pick-up aos sedan da época, afastando-se de propostas mais utilitárias e dos antecessores diretos e indiretos.

Só com a terceira geração seria introduzida a tração às quatro rodas, e só a partir de 1983 a Toyota separou a Hilux em duas linhas distintas — trabalho e lazer. Culminaria na década de 90 com versões fortemente aproximadas ao universo SUV, processo que ainda hoje perdura.

Toyota Hilux
Encontro com a história…

A Toyota Hilux é, há já muitos anos, um modelo verdadeiramente global, comercializado em 170 países e produzida em 12 fábricas.

A oitava geração agora em comercialização foi lançada em 2015, trazendo com ela um novo motor 2.4 D-4D com 150 cv e 400 Nm, que se revelou sempre solicito.

Edições comemorativas

Como seria de esperar, a Toyota decidiu comemorar o 50º aniversário da Hilux com uma série de edições comemorativas — precisamente aquelas que tivemos oportunidade de conduzir durante o evento — que se destacam por serem mais dotadas em equipamento ou vir com equipamentos específicos.

Toyota Hilux
Premium Edition, Invicible 50 e Challenge: as novas edições especiais da Hilux.

A Toyota Hilux Challenge 4×4 está disponível a partir dos 35 269 euros para a versão 3L (IVA deduzido fica por 29 235 euros), e 41 804 euros para a Challenge. Vem equipada com uma proteção frontal e outra interior para a caixa de carga; roll bar, alargadores e degraus laterais a preto; faróis de nevoeiro e sensores de estacionamento traseiros. Por fim, é facilmente identificada pela decoração específica visível na caixa de carga.

A Toyota Hilux Overland 4×4 está disponível a partir dos 43 315 euros e além do equipamento já visto na Challenge, vem com decoração específica em vinil “Overland”, e adiciona pneus BF Goodrich AT, um gancho de reboque, uma tenda James Baroud, o hardtop, uma arca frigorífica, e uma caixa de ferramentas (cintas, lanterna e luvas).

Toyota Hilux Overland

A Toyota Hilux Invincible 50, tal como o nome indica, é a edição comemorativa dos 50 anos da Hilux, está disponível nas versões 4×2 e 4×4, a partir dos 34 129 euros e 44 179 euros, respetivamente. O equipamento consiste numa proteção frontal e outra interior para a caixa de carga; roll bar, alargadores e degraus laterais a preto; e no emblema Invincible 50.

Toyota Hilux Invincible 50

O novo topo de gama é, como já referimos, a Toyota Hilux Premium Edition, está disponível com cabina dupla, tração às quatro e caixa automática. Tem um exterior exclusivo, como se pode observar pelos novos pára-choques e grelha de contorno cromado e traz jantes de 18″.

É no interior que revela o seu estatuto topo de gama: bancos em pele e aquecidos, sistema Smart Entry & Start, ar condicionado automático, aviso de saída de faixa de rodagem, sistema de pré-colisão e sistema de reconhecimento de sinais de trânsito — longe do puro veículo de trabalho e bem mais próximo do que podemos encontrar num SUV equivalente.

Também a decoração interior é exclusiva, com vários revestimentos a piano black e acentos em cromado. Pode vir ainda com acessórios como um roll bar em cromado, a proteção interior da caixa de carga (sem rebordo) e o sistema Multimédia e Navegação para o Toyota Touch 2.

O preço também é de… topo: 42 450 euros para a versão 3L e 47 950 euros para a 5L.

 

 

 

 

 

Mais artigos em Notícias