Invasão SUV

Quais são as marcas que ainda resistem aos SUV?

Eles estão em todo o lado, e o número de propostas não pára de aumentar, assumindo diferentes tamanhos e feitios. Será que ainda há construtores sem um SUV? A resposta é... ainda há.

Os números não mentem — aproximadamente 30% do total de vendas de automóveis novos na Europa em 2017 foram para os SUV e crossovers e prometem não ficar por aqui. Os analistas são unânimes na previsão de que a quota de SUV no mercado europeu vai continuar a crescer, pelo menos até 2020.

Em parte, não é difícil perceber porquê — não param de ser apresentadas novas propostas, desde os crossovers citadinos aos super SUV. O ano de 2018 não será diferente. Não só as marcas continuam a adicionar SUV às suas gamas — até a Lamborghini tem um SUV —, como foram o tipo de veículos preferidos para iniciar outra invasão — a dos elétricos. Jaguar I-PACE, Audi E-Tron e Mercedes-Benz EQC estão entre os primeiros.

Coloca-se a questão: quem não tem um SUV?

Não é muito surpreendente descobrir que o conjunto de marcas sem SUV nas suas gamas é cada vez mais reduzido. Não foi difícil reuni-las e verifica-se que maior parte delas são pequenos construtores de desportivos ou de luxo.

Separamos aquelas que têm SUV planeados para um futuro próximo daquelas que não têm planos ou apenas os desconhecemos. Ou seja, em poucos anos, não serão precisos os dedos todos de uma mão para contar as marcas sem modelos SUV.

Alpine

Ainda agora renascida, e recentemente aclamada pelo excelente A110, a Alpine já tem planos para um SUV, que deverá surgir em 2020.

Rashid Tagirov Alpine SUV
Aston Martin

A centenária marca britânica também não resistiu aos encantos da tipologia. Antecipado pelo concept DBX, veremos o modelo de produção ser apresentado talvez ainda em 2019, com comercialização prevista para 2020.

Aston Martin DBX
Chrysler

Uma marca de grande volume sem um SUV? Desde que foi adquirida pela Fiat, formando a FCA, a Chrysler tem estado carente de modelos — além do já extinto 200C, apenas ganhou o monovolume Pacífica. É com base neste que surgirá um SUV, previsto para 2019 ou 2020, mas, tal como a marca, deverá ficar-se pela América do Norte.

 

Ferrari

Se em 2016, Sergio Marchionne dizia que um SUV Ferrari só “por cima do meu cadáver”, em 2018 deu certezas absolutas de que haveria um… FUV — Ferrari Utility Vehicle — em 2020. Há realmente necessidade de um? Provavelmente não, mas Marchionne prometeu (aos accionistas) duplicar os lucros, e um… FUV na gama certamente facilitará esse objetivo.

Lotus

Simplify, then add lightness. As palavras de Colin Chapman, o fundador da marca britânica, nunca fizeram tanto sentido como nos nossos dias, em que seguimos de forma determinada para o caminho oposto. Agora nas mãos da Geely, o SUV que já estava previsto para 2020, parece que só chegará lá para 2022. Mas vai chegar…

Rolls-Royce

Tal como a Ferrari, será que era mesmo necessário um Rolls-Royce SUV? A aristocrata marca britânica já produz dos maiores automóveis do planeta, rivalizando em escala com os maiores exemplares da tipologia. Mas mesmo assim, preparem-se, porque este ano deveremos conhecer o Rolls-Royce dos SUV — literalmente.

Scuderia Cameron Glickenhaus

Até um pequeno, muito pequeno, construtor como a SCG vai apresentar um SUV. Bem, olhando para a imagem, será uma máquina bastante diferente dos restantes exemplares existenes. Motor central traseiro num SUV? Correto e afirmativo. O SCG Boot e Expedition chegará ao mercado em 2019 ou 2020.

SCG Expedition e Boot

Os resistentes

Bugatti

É uma marca de um modelo só, pelo que para já, tudo o que vier será relacionado com o Chiron. O futuro já é discutido, mas a haver um novo modelo, este deverá cair, novamente, para uma super-berlina, nos moldes do concept Galibier 16C de 2009.

Bugatti Galibier
Koenigsegg

O pequeno construtor sueco continuará a apostar nos seus hiper desportivos. Agora que o recordista Agera aproxima-se do seu fim, o híbrido Regera fará os títulos de imprensa em 2018.

Lancia

É garantido que, para já, não existem planos para um SUV da marca nos próximos anos. Porque, sinceramente, não sabemos se haverá marca nos próximos anos — sim a marca ainda existe, e apenas comercializa um modelo, o Ypsilon, e num país apenas, Itália.

McLaren

Recentemente a marca britânica anunciou que não tinha planos para um futuro SUV, considerando os rivais — Lamborghini e Ferrari — que já apresentaram ou estão para apresentar uma proposta nesse sentido. Conseguirá a McLaren manter a sua promessa?

Morgan

O pequeno e venerável construtor inglês parece não estar interessado nestas “modernices”. Mas a Morgan já nos surpreendeu no passado — recentemente apresentou o EV3, um Morgan 100% elétrico —, pelo que, quem sabe? A sua identidade assenta claramente numa época anterior ao Willys MB, pelo que nem faz sentido seguir esse caminho, mas tudo é possível.

Morgan EV3
Pagani

Dificilmente veremos um SUV no mais exclusivo dos construtores italianos. Mas considerando a longevidade do Zonda, que continua a ressurgir de acordo com os anseios de abastados clientes, será que Horacio Pagani cederia fazer um, caso um cliente o propusesse?

Smart

Saindo do universo dos pequenos construtores de desportivos e de carros de luxo, a Smart resiste — bravamente, notamos — às tendências do mercado. Com o anúncio de que, a partir de 2019, todos os Smart passarão a ser progressivamente apenas e só elétricos, e a marca está a apostar forte em soluções de mobilidade, é pouco provável que vejamos um SUV Smart. No passado, chegou-se a falar de um Formore, e viu-se um ou outro concept nesse sentido, mas ficou-se apenas pelas intenções.

Sabes responder a esta?
Como se chama o ciclo de certificação de consumos e emissões que entra em vigor em 1 de setembro?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

WLTP. Tudo o que precisas saber sobre o novo ciclo de consumos e emissões

Mais artigos em Notícias