Certificado de vitalidade?

Fim do Pagani Zonda? Parece que ainda há espaço para mais um…

O fim anunciado do Pagani Zonda continua a ser largamente exagerado. O superdesportivo italiano será produzido em mais uma unidade, e chegará em 2018.

O Pagani Zonda é imortal. Supostamente o Zonda Revolucion (2013), apenas destinado aos circuitos, seria o último dos Zonda. Porém, modelo único atrás de modelo único, o Zonda persevera.

Só em 2017 apenas, mais três Pagani Zonda viram a luz do dia: Fantasma Evo, Riviera e HP Barchetta (esta última, construída para o próprio fundador, Horacio Pagani). Mas eis que a Pagani prepara mais um modelo único. O novo Zonda tem proprietário já destinado: um cliente da Topcar Design, empresa com sede em Moscovo, Rússia.

Pagani Zonda

Pagani Zonda feito à medida

Embora as informações sobre esta nova proposta sejam ainda escassas, sabe-se já, no entanto, que este novo carro, feito, ao que tudo indica, de acordo com o gosto do futuro proprietário, deverá deixar a nova fábrica da Pagani em San Cesario Sul Panaro, Modena, na primavera de 2018.

Por outro lado e sendo desde já descrito como um “modelo original”, tal leva a crer que a proposta não derivará da atualização de um modelo antigo, como aconteceu com o Fantasma Evo. Pelo que se vê, este novo Zonda, ainda sem nome, apresenta poucas semelhanças tanto com o Cinque Roadster como com o Tricolore.

Pagani Zonda

Azul é a cor, V12 é o motor

Ainda assim e observando mais atentamente as imagens já divulgadas, destaca-se a carroçaria nas tonalidades azul e fibra de carbono, conjugada com as jantes em dourado, além das já tradicionais listas nas cores da bandeira italiana. Com praticamente tudo o que está à vista a ser fabricado, tal como já é tradicional na marca, em fibra de carbono.

O mesmo acontece, de resto, no interior do habitáculo, embora aí combinado com aplicações em madeira no volante de aspecto “retro”, na alavanca da caixa de velocidades e na pega do travão de estacionamento.

Finalmente e quanto ao motor, dificilmente não será um V12 AMG, o bloco-fétiche do Zonda, colocado num compartimento revestido a fibra de carbono. E que, no caso da versão Cinque, debita qualquer coisa como 670 cv de potência e 780 Nm de binário, para um conjunto cujo peso não vai além dos 1201 kg. Antes de acrescentados todos os líquidos, naturalmente…

Sabes responder a esta?
Qual a principal particularidade do Lamborghini Terzo Millennio?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lamborghini Terzo Millennio. Um elétrico sem baterias (mais ou menos…)

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos