Bentley vai lançar 5 elétricos em 5 anos a partir de 2025

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Bentley vai lançar 5 elétricos em 5 anos a partir de 2025

O primeiro modelo 100% elétrico da Bentley será mostrado no final de 2025, e em 2030 já serão uma mão cheia deles.

Será no final de 2025 que iremos conhecer o primeiro veículo 100% elétrico da Bentley, dando início ao processo de transformação da marca de luxo britânica numa marca 100% elétrica, como tinha sido estabelecido no plano Beyond 100.

Recordamos que o plano Beyond 100, apresentado no final de 2020, é o plano estratégico e holístico que vai transformar a empresa a todos os níveis durante esta década, tendo a sustentabilidade como foco. É objetivo da Bentley ser a “líder em mobilidade sustentável de luxo”.

Além deste primeiro elétrico, a Bentley anunciou mais quatro modelos 100% elétricos que serão conhecidos até ao final da década, resultado de um investimento de 2,5 mil milhões de libras esterlinas, o equivalente a aproximadamente três mil milhões de euros.

VEJAM TAMBÉM: Maior e ainda mais luxuoso. Bentley Bentayga longo a caminho
Bentley Beyond 100

Adição à gama

Se o primeiro modelo elétrico da Bentley só aparecerá no final de 2025, os restantes surgirão ao ritmo de um por ano até 2030, indo de encontro à meta anunciada de serem uma marca 100% elétrica até 2030.

Ao contrário dos restantes quatro modelos elétricos que irão ocupar os lugares dos atuais modelos, o primeiro 100% elétrico será algo novo, uma adição à gama atual, não tomando o lugar de nenhum dos modelos existentes: Continental GT, Continental GT Convertible, Flying Spur e Bentayga.

A Bentley ainda não revelou que tipo de veículo será, se uma berlina, coupé ou um SUV — há quem diga que possa ser uma espécie de berlina de «calças arregaçadas» nos moldes do que tem sido especulado para um hipotético Porsche, posicionado acima do Cayenne.

No entanto, promete ter uma performance muito elevada e um caráter a tender para o dinâmico/desportivo, algo que os Bentley costumam ser conhecidos.

Também não se conhecem os números finais deste modelo, mas os responsáveis da Bentley avançaram com uma autonomia superior a 300 milhas, o equivalente a mais de 480 km.

Mais importante que a autonomia total será o tópico do carregamento, com a Bentley a prometer uma velocidade elevada, pelo que poderemos arriscar que virá com um sistema elétrico de pelo menos 800 V (tal como já acontece com o Porsche Taycan e o Audi e-tron GT).

Previsivelmente, a inédita proposta elétrica da Bentley irá assentar numa base técnica do Grupo Volkswagen, sendo a SSP (uma espécie de fusão entre a nova PPE e a MEB) a mais provável a usar, que será estreada pela Audi em 2024 na conclusão do projeto Artemis.

Antes dos elétricos, os híbridos plug-in

Antes de conhecermos o primeiro modelo 100% elétrico da Bentley em 2025, a eletrificação da marca será sinónimo de híbridos plug-in.

A gama híbrida plug-in da Bentley hoje é composta por versões do Bentayga e Flying Spur, mas a marca irá lançar durante este ano mais cinco derivações híbridas dos seus modelos.

No entanto, não especificou quais, mas deu a entender que podemos esperar uma autonomia elétrica reforçada.

A crescer

Apesar da crise que afeta a indústria automóvel, a Bentley apresentou em 2021 vendas recorde de 14 659 unidades. E a marca quer crescer mais em volume, ainda que não tenha especificado por quanto.

Bentley Beyond 100

E quer fazê-lo ao mesmo tempo em que está a passar por esta fase de profunda transformação para fazer face aos desafios impostos à indústria, nomeadamente no que respeita à eletrificação, digitalização e no de alcançarem a neutralidade carbónica, não só para os seus modelos, como para todas as áreas do seu negócio.

"Este último anúncio sobre o nosso plano Beyond 100 confirma o início de uma importante fase de transformação na longa e ilustre história da empresa. O mundo está a mudar e nós precisamos de fazer a nossa parte na neutralização do nosso impacto ambiental. Isso significa atingir o nosso objetivo em ser neutro em carbono em 2030 e reafirmar o nosso papel de líder em mobilidade sustentável de luxo."

Adrian Hallmark, presidente e diretor executivo da Bentley Motors

Mais artigos em Notícias