Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeos

Já conduzimos o novo DS 4. Alternativa ao Série 1, Classe A e A3?

O novo DS 4 só chega ao mercado português em novembro, mas nós já o conduzimos na versão E-Tense. Fiquem com o primeiro teste nacional em vídeo.

Em Paris, França

Apresentado há aproximadamente sete meses, o DS 4 chega com ambições renovadas e com vontade de enfrentar o “todo poderoso” trio alemão, que é como quem diz: Audi A3, BMW Série 1 e Mercedes-Benz Classe A.

Com uma imagem que fica a meio caminho entre o tradicional hatchback de cinco portas e um SUV coupé, o novo DS 4 tem na imagem ousada (mas elegante…) um dos seus principais trunfos, aos quais ainda junta proporções muito fortes e um interior bastante requintado. A somar a isto, mantém uma oferta diversificada, que contempla motorizações a gasolina, Diesel e até híbridas plug-in.

Mas será que as grandes ambições do DS 4 se verificam na estrada? Tem o que é preciso para enfrentar a “armada alemã”? Nós já o conduzimos na versão E-Tense e mostramos-vos tudo no mais recente vídeo da Razão Automóvel no YouTube:

E a “culpa” é da… EMP2!

O ponto de partida para este novo DS 4 foi a reformulada plataforma EMP2 (V3), a mesma que encontramos nos “irmãos” Peugeot 308 e Opel Astra. E isso permitiu obter proporções bastante distintas, que juntamente com as linhas exteriores muito agressivas fazem com que este DS 4 não passe despercebido em lado nenhum.

Com uma largura de 1,87 m (com os espelhos retrovisores laterais recolhidos), o DS 4 é o modelo mais largo do segmento e isso fica bem visível ao vivo, com este modelo francês a exibir uma presença marcante. Mas toda esta largura também se faz sentir no espaço interior, onde o DS 4 dá muito boa conta de si.

DS 4 apresentação58

Nos bancos traseiros, o espaço para a cabeça é muito satisfatório, bem como o espaço para os joelhos. Mas mais interessante ainda foi perceber que a linha de tejadilho muito baixa não afetou negativamente o acesso ao habitáculo.

LEIAM TAMBÉM: DS 9 E-Tense (225 cv). É uma boa alternativa às propostas alemãs?

Atrás, na bagageira, o DS 4 apresenta-se bem acima dos seus principais rivais: as versões com motor a combustão contam com 439 litros de capacidade; as versões híbridas plug-in “oferecem” 390 litros de carga.

DS 4 apresentação60

Interior… de luxo!

Respeitando a melhor tradição da DS Automobiles, este novo DS 4 apresenta-se com uma gama muito ampla de acabamentos, onde se destaca o couro e a madeira, bem como a Alcantara e o carbono forjado das versões Performance Line, que são as que têm mais responsabilidades do capítulo desportivo.

Comum a todas as versões é o facto de o habitáculo estar muito orientado para o condutor, que é sempre o protagonista de toda a ação. Os bancos dianteiros — com comandos elétricos e apoio lombar com regulação pneumática — são verdadeiras poltronas e juntamente com o volante compacto (mas com uma pega bastante grossa) criam uma posição de condução muito satisfatória.

A qualidade de construção está em muito bom nível (mesmo que as unidades que conduzimos ainda sejam de pré-produção) e o cuidado na escolha dos materiais e nos acabamentos faz-se notar desde o primeiro momento em que nos sentamos ao volante deste DS 4, que também oferece uma ampla oferta tecnológica.

À frente do condutor, atrás do volante, destaca-se um painel de instrumentos digital e o DS Extended Head-up Display, que gera a ilusão de que as informações são projetadas na estrada e não no para-brisas, numa área que equivale — segundo a DS — a um “ecrã” com 21”. Não só tem um tamanho superior ao que estamos habituados como apresenta um grafismo e uma leitura muito simples.

DS 4

Menos impressionante é a solução do DS Smart Touch, um pequeno ecrã tátil na consola central que nos permite controlar algumas funções do ecrã multimédia, de 10”, esse sim uma importante evolução face às anteriores propostas da marca francesa. Continua a ter muitos menus e sub-menus, mas está bem mais fácil e rápido de utilizar.

A NÃO PERDER: A partir de 2024 todos os novos DS lançados serão apenas e só elétricos

E os motores?

A adoção da mais recente versão da plataforma EMP2 permitiu a este DS 4 disponibilizar uma vasta gama de motorizações, que passa por três motorizações a gasolina — PureTech 130 cv, PureTech 180 cv e PureTech 225 cv — e por um bloco Diesel BlueHDi de 130 cv. Todas estas versões surgem associadas a uma caixa automática de oito velocidades.

DS 4 apresentação27

Já na versão híbrida plug-in, que foi a que conduzimos durante este primeiro contacto nos arredores de Paris (França), o DS 4 E-Tense 225 combina um motor de quatro cilindros a gasolina PureTech de 180 cv com um motor elétrico de 110 cv e uma bateria de iões de lítio de 12,4 kWh, para uma autonomia em modo elétrico de até 55 km (WLTP).

Nesta versão eletrificada, e graças aos 225 cv de potência combinada e aos 360 Nm de binário máximo, o DS 4 é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 7,7s e chegar aos 233 km/h de velocidade máxima.

Descubra o seu próximo carro

Gama em Portugal

A gama DS 4 no mercado português é composta por três variantes: DS 4, DS 4 CROSS e DS 4 Performance Line, sendo que cada uma destas versões pode ser associada a diversos níveis de equipamento.

No caso do DS 4, pode contar com quatro níveis de equipamento: BASTILLE +, TROCADERO e RIVOLI, bem como uma edição especial limitada de lançamento LA PREMIÈRE; Já o DS 4 CROSS apenas está disponível nos níveis TROCADERO e RIVOLI; Por fim, o DS 4 Performance Line, cujo nome já faz referência ao único nível disponível.

LEIAM TAMBÉM: Solução de futuro? O Citroën DS original foi eletrificado

DS 4 LA PREMIÈRE

Disponível em três motorizações (E-TENSE 225, PureTech 180 EAT8 e PureTech 225 EAT8), a versão LA PREMIÈRE assinala o topo de gama do DS 4 e apresenta-se como uma edição limitada de lançamento.

DS 4 apresentação62

Tendo por base o nível de equipamento RIVOLI, a LA PREMIÈRE inclui um interior em couro OPERA Castanho Criollo e vários apontamentos em preto brilhante no exterior. Destaca-se ainda o logo original “1” exclusivo do LA PREMIÈRE.

Esta edição limitada está disponível em duas cores, Cristal Pearl e Lacquered Grey, esta última com os puxadores de porta embutidos na mesma cor da carroçaria.

E os preços?

Versão Motorização Potência
(cv)
Emissões CO2 (g/km) Preço
DS 4 1.2 PureTech 130 EAT8 Bastille+ Gasolina 130 136 30 000 €
DS 4 1.5 BlueHDi 130 EAT8 Bastille + Diesel 130 126 33 800 €
DS 4 1.2 PureTech 130 EAT8 Performance Line Gasolina 130 135 33 000 €
DS 4 1.6 PureTech 180 EAT8 Performance Line Gasolina 180 147 35 500 €
DS 4 1.5 BlueHDi 130 EAT8 Performance Line Diesel 130 126 36 800 €
DS 4 1.2 PureTech 130 EAT8 Trocadero Gasolina 130 135 35 200 €
DS 4 1.6 PureTech 180 EAT8 Trocadero Gasolina 180 146 37 700 €
DS 4 1.5 BlueHDi 130 EAT8 Trocadero Diesel 130 126 39 000 €
DS 4 1.2 PureTech 130 EAT8 Trocadero CROSS Gasolina 130 136 35 900 €
DS 4 1.6 PureTech 180 EAT8 Trocadero CROSS Gasolina 180 147 38 400 €
DS 4 1.5 BlueHDi 130 EAT8 Trocadero CROSS Diesel 130 126 39 700 €
DS 4 1.2 PureTech 130 EAT8 Rivoli Gasolina 130 135 38 600 €
DS 4 1.6 PureTech 180 EAT8 Rivoli Gasolina 180 147 41 100 €
DS 4 1.6 PureTech 225 EAT8 Rivoli Gasolina 225 149 43 700 €
DS 4 1.5 BlueHDi 130 EAT8 Rivoli Diesel 130 126 42 400 €
DS 4 1.2 PureTech 130 EAT8 Rivoli CROSS Gasolina 130 136 39 300 €
DS 4 1.6 PureTech 180 EAT8 Rivoli CROSS Gasolina 180 148 41 800 €
DS 4 1.6 PureTech 225 EAT8 Rivoli CROSS Gasolina 225 149 44 400 €
DS 4 1.5 BlueHDi 130 EAT8 Rivoli CROSS Diesel 130 127 43 100 €
DS 4 1.6 PureTech 180 EAT8 La Première Gasolina 180 147 46 100 €
DS 4 1.6 PureTech 225 EAT8 La Première Gasolina 225 148 48 700 €
DS 4 E-TENSE 225 Bastille+ PHEV 225 30 38 500 €
DS 4 E-TENSE 225 Performance Line PHEV 225 30 41.500 €
DS 4 E-TENSE 225 Trocadero PHEV 225 30 43 700 €
DS 4 E-TENSE 225 Trocadero CROSS PHEV 225 29 44 400 €
DS 4 E-TENSE 225 Rivoli PHEV 225 30 47 100 €
DS 4 E-TENSE 225 Rivoli CROSS PHEV 225 29 47 800 €
DS 4 E-TENSE 225 La Première PHEV 225 30 51 000 €

Primeiras impressões

7 / 10
O novo DS 4 é diferente e não tem medo de ser diferente. Ao contrário dos rivais Classe A, Série 1 e A3, que apostam na atitude desportiva e dinâmica, o DS 4 seguiu o caminho oposto, o do conforto, respeitando as tradições da DS. Só o tempo — e o mercado! — dirá se esta aposta foi acertada, mas ainda assim, depois de conduzir este modelo francês, percebemos de imediato que não podia ser de outra forma. O DS 4 não só se mostra muito bem alinhado com os valores da marca francesa, como representa, de certa forma, a evolução que a DS tem feito enquanto marca nos anos recentes. A somar a tudo isto, oferece uma imagem distinta e muito elegante, um habitáculo de grande qualidade e uma lista de equipamento que os rivais alemães não consegue igualar na mesma gama de preços.

  • Conforto

  • Imagem

  • Interior requintado

  • Equipamento

  • Dinâmica

  • Direção demasiado leve

Preço

51.000

Data de comercialização: Novembro 2021


Sabe responder a esta?
Em que ano Francisco Romãozinho venceu o Rally de Portugal ao volante de um Citroën ID 20?

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto