Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Sinais dos tempos

Volkswagen vai acabar com as caixas manuais antes de se tornar 100% elétrica

As caixas de velocidades manuais deverão desaparecer progressivamente da Volkswagen ainda antes da mudança definitiva para os veículos elétricos.

A Volkswagen já tinha anunciado que deixaria de vender automóveis com motores de combustão interna na Europa até 2033 ou quanto muito 2035, o que implicaria, automaticamente, o fim das caixas de velocidades manuais no construtor.

Os automóveis elétricos não necessitam de uma caixa manual, nem do terceiro pedal (o da embraiagem); aliás, nem sequer precisam de uma caixa de velocidades de todo (seja manual ou automática), recorrendo apenas a uma caixa redutora de uma relação.

Mas as caixas de velocidades manuais na Volkswagen deverão desaparecer mais cedo do que isso e não só na Europa, como também na China e na América do Norte.

VEJAM TAMBÉM: New Auto. O plano do Grupo VW para se transformar numa “empresa de mobilidade baseada em software”
Volkswagen Tiguan TDI
O sucessor do Tiguan será equipado apenas com transmissões automáticas. © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

A começar em 2023, a nova geração do Volkswagen Tiguan será o primeiro modelo ainda equipado com motores de combustão interna a prescindir do pedal da embraiagem e da caixa de velocidades manual.

Nesse mesmo ano, o sucessor do Passat — que deixará de existir como berlina e ficará apenas disponível como carrinha —, seguirá o exemplo do Tiguan e virá equipado apenas com uma transmissão automática.

E assim sucessivamente, as próximas gerações dos modelos que ainda possam vir equipados com motores de combustão (eletrificados ou não) deverão só estar equipados com caixas automáticas — já foi confirmado que tanto o T-Roc como o Golf teriam sucessores diretos, pelo que é de prever que a caixa manual também deixe de fazer parte deles.

Volkswagen Polo 2021
Volkswagen Polo 2021

E os modelos mais acessíveis, como o Polo e T-Cross?

As caixas manuais são mais baratas de produzir que uma caixa automática (seja de conversor de binário ou de dupla embraiagem), um fator que ganha importância acrescida quando nos referimos aos modelos mais acessíveis da Volkswagen, o Polo e o T-Cross — não nos esquecemos do up!, mas o citadino não irá ter um sucessor.

Os seus sucessores, seguindo o ciclo de vida normal, deverão ser conhecidos algures entre 2024 e 2026, dando tempo para mais uma geração com motores de combustão até a marca se tornar totalmente elétrica. Porém, se a Volkswagen já confirmou, oficialmente, que haverá sucessores com motores de combustão para o Tiguan, Passat, T-Roc e Golf, não o fez para os Polo e T-Cross.

Os anos em que deveremos conhecer os sucessores do Polo e do T-Cross coincidem com o lançamento dos inéditos ID.1 e ID.2, os seus equivalentes respetivos 100% elétricos. Será que estes irão tomar em definitivo e tão cedo, o lugar dos Polo e T-Cross, tornando a questão se terão ou não caixa manual inócua?

Mais artigos em Notícias