Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Indústria

Volkswagen vai abandonar motores de combustão na Europa em 2035

Decisão foi revelada por Klaus Zellmer, membro do conselho de vendas e marketing da Volkswagen, em entrevista ao jornal alemão “Münchner Merkur”.

Depois do anúncio de que o último modelo da Audi com motor de combustão deverá ser lançado em 2026, ficámos agora a saber que a Volkswagen vai deixar de vender automóveis com motor de combustão interna na Europa em 2035.

A decisão foi anunciada por Klaus Zellmer, membro do conselho de vendas e marketing da construtora alemã, em entrevista ao jornal germânico “Münchner Merkur”.

“Na Europa, vamos deixar o negócio dos veículos de combustão entre 2033 e 2035. Na China e nos Estados Unidos será um pouco mais tarde”, disse Klaus Zellmer.

A NÃO PERDER: Fim da linha para os motores de combustão na Audi chega em 2033
Klaus Zellmer
Klaus Zellmer

Para o executivo da marca germânica, uma marca de volume como a Volkswagen deve “adaptar-se às diferentes velocidades de transformação nas diferentes regiões”.

Concorrentes que vendem veículos maioritariamente na Europa têm menos complexidade na transformação devido às claras exigências políticas. Vamos continuar a avançar de forma consistente na nossa ofensiva elétrica ambiciosa, mas queremos estar alinhados com as necessidades dos nossos clientes.

Klaus Zellmer, membro do conselho de vendas e marketing da Volkswagen

 

Zellmer reconhece, por isso, a importância dos motores a combustão durante “mais alguns anos”, pelo que a Volkswagen vai continuar a investir na otimização dos grupos propulsores atuais, incluíndo os Diesel, ainda que estes representem um desafio extra.

“Tendo em vista a possível introdução da norma EU7, o Diesel é certamente um desafio especial. Mas existem perfis de condução que ainda exigem muito este tipo de tecnologia, especialmente os condutores que fazem muitos quilómetros”, revelou Zellmer.

LEIAM TAMBÉM: Até 90% mais ecológica. A gasolina renovável que pode salvar o motor de combustão?

Além desta ambiciosa meta, a Volkswagen estima ainda que em 2030 os carros elétricos já correspondam a 70% das suas vendas e estabelece o ano de 2050 como meta para encerrar por completo a venda de automóveis com motor de combustão em todo o mundo.

Sabe responder a esta?
Qual a potência do Volkswagen ID.4 GTX?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Testámos o Volkswagen ID.4 GTX, o elétrico para as famílias apressadas

Mais artigos em Notícias