Antevisão

SSC Tuatara. O carro mais rápido do mundo vai ter um “irmão mais pequeno”

Ainda a celebrar a conquista de terem o carro mais rápido do mundo, os responsáveis pelo SSC Tuatara já preparam um "irmão mais pequeno", não tão rápido, mas mais acessível.

Um pico de 532,93 km/h e uma velocidade média de 508,73 km/h entre as duas passagens colocaram a desconhecida SSC North America (antes Shelby SuperCars), e o Tuatara no mapa.

O SSC Tuatara, apesar da fama agora ganha, foi sempre pensado como um supercarro de produção bastante limitada: apenas 100 unidades serão fabricadas, cada uma a começar nos 1,6 milhões de dólares (cerca de 1,352 milhões de euros).

Porém, para crescer como fabricante é necessário outro tipo de abordagem, um modelo mais acessível e produzido em maiores números, que possa chegar a mais gente. Algo que os responsáveis da SSC têm já andado a congeminar num curiosamente denominado projeto “Little Brother” (Irmão Pequeno), ou seja, um “irmão mais pequeno” para o conquistador Tuatara.

TENS DE VER: 532,93 km/h. Assiste ao momento em que o SSC Tuatara bateu o recorde de velocidade

O que sabemos?

Jerod Shelby (sem relação com Carrol Shelby), fundador e diretor da SSC North America, aproveitou o momento em que o Tuatara se tornou no carro mais rápido do mundo para adiantar mais detalhes sobre o projeto “Little Brother”, em declarações à Car Buzz.

Para acalmar os mais ansiosos, Jerod Shelby abre logo com “Não temos interesse num SUV (…)” — alívio…

Na realidade, o “irmão mais pequeno” do Tuatara será isso mesmo, uma espécie de mini-Tuatara, com um design muito próximo ao “irmão maior”. Mas será bem mais acessível, ainda que inacessível para a maioria de nós, na região dos 300-400 mil dólares (253-338 mil euros), e com menor número de equídeos, na casa dos 600-700 hp, mais de 1000 cv a menos que os 1770 cv do Tuatara (quando o 5.9 V8 biturbo é alimentado a E85).

"Em vez de um décimo do 1% da população que pode adquirir um Tuatara ou qualquer outro hipercarro, (o "Little Brother") colocaria-o naquele intervalo onde possamos ver três ou quatro em várias cidades."

Jerod Shelby, fundador e diretor executivo da SSC North America

Olhando para a potência estimada e preço, a SSC North America parece estar a preparar um rival direto para superdesportivos como o McLaren 720S ou o Ferrari F8 Tributo, rivais de peso e melhor estabelecidos.

Fica também por saber que motor o “irmão mais pequeno” do Tuatara usará. O que se sabe é que a empresa que desenvolveu o V8 biturbo do Tuatara, a Nelson Racing Engines, parece ser mesma que está a desenvolver o motor para o novo modelo. Especula-se que seja uma versão do impressionante 5.9 V8 biturbo que levou o Tuatara a tornar-se no carro mais rápido do mundo.

carro mais rápido do mundo
VÊ TAMBÉM: Qual a velocidade máxima do Koenigsegg Jesko Absolut? “Mais, bem mais do que 500 km/h”

Quando é que poderemos ver o “irmão mais pequeno” do Tuatara?

A pequena dimensão da SSC North America faz com que a produção das 100 unidades do Tuatara sejam a sua prioridade para os próximos anos — vamos ter de esperar…

Os planos de construir 25 unidades por ano do Tuatara também foram afetados pela pandemia, pelo que só deverão conseguir atingir esse objetivo de produção em 2022.

Fonte: Car Buzz.

Sabes responder a esta?
Quantos cilindros tem o motor de combustão interna do Koenigsegg Gemera?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Koenigsegg Gemera ao pormenor. Ainda é mais “de doidos” do que imaginávamos

Mais artigos em Notícias