Motores

Nettuno. O novo motor da Maserati não é assim tão novo

A Maserati diz que o seu novo motor V6 biturbo Nettuno, que equipará o superdesportivo MC20, é 100% Maserati. Será que é mesmo assim?

Nettuno é o nome dado ao novo 3.0 V6 biturbo da Maserati. Foi revelado há pouco tempo e irá equipar o novo superdesportivo da marca italiana, o MC20 — e não deverá ficar apenas por este…

Os números avançados para o motor de combustão prometem: 630 cv às 7500 rpm e 730 Nm a partir das 3000 rpm. Com a promessa de que o MC20 também será híbrido, estes números só engordarão com a ajuda da máquina elétrica, quando o conhecermos em setembro próximo.

No entanto, apesar da Maserati declarar o Nettuno como um motor 100% Maserati, e vamos assumir que isso implica que foi desenvolvido de “fio a pavio” pela marca italiana, a realidade demonstra outro cenário.

TENS DE VER: Nettuno. O novo motor da Maserati com tecnologia da Fórmula 1
Maserati Nettuno

Bem vindo à família

A verdade é que o Nettuno, tal como o 690T, o V6 do Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio, parte também do F154, o V8 da Ferrari que equipa vários modelos que vão do novo Roma ao SF90 Stradale.

Pelo que não surpreende quando “descobrimos” que todos eles partilhem os 90º entre o par de bancadas de cilindros e, no caso do Nettuno, o diâmetro e curso dos seus cilindros coincida ao milímetro com o dos do V8 do SF90 Stradale, 88 mm e 82 mm, respetivamente.

Sim, o Nettuno tem características exclusivas que não encontramos nos outros, sobretudo ao nível da sua exclusiva cabeça, que passa a integrar o sistema de pré-câmara de combustão, assim como duas velas por cilindro. O que ajuda a justificar a taxa de compressão de 11:1, um valor relativamente elevado para um motor turbo, e só alcançada pelo V6 da Maserati.

Mas quando aprofundamos o nosso conhecimento do V6 da Maserati mais ele revela a sua ligação direta ao F154 do SF90 Stradale e, também, ao 690T dos Quadrifoglio. O teto de rotações máximo, 8000 rpm, coincide com o do SF90 Stradale, e a ordem de ignição dos cilindros, 1-6-3-4-2-5, coincide com a dos Quadrifoglio.

E quando comparamos as imagens do bloco do Nettuno com as do F154, é imediata a associação entre os dois, ao revelar soluções idênticas e a mesma disposição de vários componentes.

VÊ TAMBÉM: Shhh… Este é o som do primeiro Maserati elétrico

Incomoda que o Nettuno não seja, afinal, um motor 100% Maserati?

Nada mesmo, já que a origem não podia provir de melhor casa e até o desenvolvimento revela a influência de Maranello, nem que seja indiretamente.

Podemos recuar o desenvolvimento do Nettuno até uma patente de 2018 para a tecnologia da pré-câmara de combustão. Por detrás da patente encontramos nomes como o de Fabio Bedogni, que trabalha para a Ferrari desde 2009 no desenvolvimento de motores; ou Giancula Pivetti, também um engenheiro ex-Ferrari, que agora lidera o desenvolvimento de motores a gasolina na… Maserati.

O que interessa é que teremos um motor que tem tudo para ser tão bom como os seus “irmãos”.

Fonte: Road and Track.

Sabes responder a esta?
A que marca pertence o motor de quatro cilindros Diesel mais potente do mundo?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

OM 654 M. O Diesel de quatro cilindros MAIS POTENTE do mundo

Mais artigos em Notícias