Coronavírus

Ford junta-se à Cruz Vermelha Portuguesa no combate ao coronavírus

No âmbito do movimento #Eu Ajudo Quem Ajuda, a Ford cedeu à Cruz Vermelha Portuguesa dez veículos da sua frota, incluindo uma Ford Ranger Raptor.

Seguindo os exemplos da Hyundai Portugal, da Toyota Portugal e da Volkswagen que já se juntaram à luta contra o coronavírus, a Ford cedeu à Cruz Vermelha Portuguesa dez veículos da sua frota.

O acordo assinado entre a Ford Lusitana e a Cruz Vermelha Portuguesa prevê a cedência de dez veículos da sua frota durante o período em que Portugal se mantiver em estado de emergência.

A frota de veículos que a Ford cedeu à Cruz Vermelha Portuguesa é composta por três Ford Puma Hybrid, um dos novos Ford Kuga, três Ford Focus, um Ford Mondeo, um Ford Galaxy e uma Ford Ranger Raptor.

VÊ TAMBÉM: Ford Puma ST-Line 155 cv testado em vídeo. O que vale o novo B-SUV da Ford?

Todos os veículos desta frota estarão identificados como estando ao serviço da Cruz Vermelha Portuguesa e vão atuar em operações no âmbito da Saúde e Apoio Humanitário.

Apoio pode vir a aumentar

Para além da cedência destas 10 viaturas, a Ford prevê ainda a possibilidade de, numa segunda fase, a sua rede de concessionários colocar à disposição da Cruz Vermelha Portuguesa os veículos que tenha disponíveis um pouco por todo o país para apoiar as atividades levadas a cabo a nível local.

Tal como a Ford cedeu à Cruz Vermelha Portuguesa, também em Espanha a marca norte-americana se juntou à luta contra o coronavírus, cedendo 14 veículos à Cruz Roja Espanhola.


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Ford Puma, o coupé?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Ainda te lembras dos pequenos coupé dos anos 90?

Mais artigos em Notícias