#10yearchallenge

#10yearchallenge. 10 anos, 10 carros, compara as diferenças

O #10yearchallenge é a última grande "moda" no Facebook; colocar uma foto nossa hoje e outra de há 10 anos e ver como mudámos. E se o fizermos com automóveis?

Mais uma “moda” das redes sociais a invadir-nos — aí está o #10yearchallenge. Pode ser visto apenas como uma curiosidade ou piada (já são imensos os memes); ou assustarmo-nos e percebermos como envelhecemos numa década; ou ainda uma “conspiração” para conseguir algoritmos mais eficazes para os softwares de reconhecimento facial — acreditem…

E os automóveis… Como será que se comportam neste “desafio”? Será que mudaram pouco, será que mudaram tanto ao ponto de estarem irreconhecíveis?

Seleccionámos 10 modelos que estão no mercado há uma década, com a maioria a já ter passado por uma ou duas gerações e os resultados não poderiam ser mais diversos e até intrigantes…

VÊ TAMBÉM: Os 15 melhores motores da década de 90

Mercedes-Benz Classe A

Mercedes-Benz Classe AMercedes-Benz Classe A

Se 10 anos em nós pode significar 10 kg extra ou 10 cabelos brancos a mais, no Mercedes-Benz Classe A é mesmo sinónimo de transformação radical. De MPV compacto — em 2009 já na sua segunda geração — assente sobre uma plataforma inovadora, a um dos hatchback (dois volumes) mais populares no segmento C premium, também já na sua segunda geração.

RELACIONADO: Mercedes-Benz Classe A Limousine. Não, não é o novo CLA

BMW Série 3

BMW Série 3 E90BMW Série 3 G20

No BMW Série 3, os 10 anos que separam o E90 do recente G20 revelam uma clara aposta na evolução. Nunca parou de crescer — o G20 já rivaliza em tamanho com o Série 5 (E39) —, mas mantém as mesmas proporções e contornos gerais — capot longo e habitáculo recuado, fruto do motor longitudinal e tração traseira —, apesar do estilo bem mais agressivo.

RELACIONADO: Quanto custa o novo BMW Série 3 (G20)?

Citroën C3

Citroën C3Citroën C3

Também o pequeno Citroën C3 foi totalmente reinventado na sua terceira geração. A primeira geração terminaria a sua carreira no final de 2009, e os seus contornos evocavam os do icónico 2CV — a linha do habitáculo não engana. A terceira geração, lançada em 2016, fez tábua rasa do passado — fora com as referências históricas. Óticas bipartidas, Airbumps, e atrativas combinações cromáticas dão um carácter “fun” ou lúdico a uma silhueta mais convencional.

RELACIONADO: Citroën C3 1.2 PureTech Shine: fresco e urbano

Honda Civic Type R

Honda Civic Type RHonda Civic Type R

Mais que a mudança visual, a mudança “filosófica” quando consideramos o universo dos hot hatch nos últimos 10 anos — adeus carroçarias de três portas e motores naturalmente aspirados. No caso do Honda Civic Type R, o estilo futurista, mais limpo e assertivo da geração FD2 deu lugar a uma máquina de combate no FK8, onde a agressividade visual levada a um extremo é o mote.

RELACIONADO: Honda Civic Type R EK9 vs FK8. ENCONTRO DE GERAÇÕES.

Jaguar XJ

Jaguar XJJaguar XJR

Neoclássico ou ousado? Após décadas a ser acusada de repetir a mesma receita iniciada com primeiro e referencial Jaguar XJ em 1968, culminando na geração X350 e X358 (2002 a 2009), em 2010 chegou ao mercado um XJ verdadeiramente radical (X351), indo de encontro à reinvenção da marca iniciada com o primeiro XF. Estamos em 2019, 10 anos após a sua apresentação, mas o seu estilo continua tão divisivo como quando foi apresentado. Foi o caminho certo para a Jaguar?

RELACIONADO: Novo Jaguar XJ será elétrico. Rival do Tesla Model S a caminho?

Nissan Qashqai

Nissan QashqaiNissan Qashqai

Tal foi o sucesso do primeiro Nissan Qashqai — lançado em 2006, recebeu um restyling em 2010 — que a marca japonesa não alterou a receita para a segunda geração, lançada em 2013. Não é difícil fazer a ligação entre as duas gerações, seja nos volumes ou em pormenores como o contorno da área vidrada lateral. O restyling sofrido em 2017 trouxe pormenores de desenho mais angulares, sobretudo na frente, mas o campeão dos crossovers continua igual a si próprio.

RELACIONADO: Testámos o Nissan Qashqai, o campeão do suficiente

Opel Zafira

Opel ZafiraOpel Zafira Life

Choque! Foi como nos sentimos quando vimos o nome Zafira associado a uma carrinha comercial em 2019. Apesar da geração atual da Opel Zafira ainda se encontrar à venda, sabemos que o seu destino está traçado, após, muito recentemente, terem surgido as primeiras imagens da nova Opel Zafira Life. A Opel Zafira B, que se encontrava à venda em 2009, ainda é o MPV mais rápido em Nürburgring, e apesar de mais de 10 anos em cima, visualmente, não dá hipótese à nova Zafira “van”.

RELACIONADO: Este é o Porsche mais barato que podes comprar. Ok… mais ou menos.

Peugeot 3008

Peugeot 3008Peugeot 3008

A par do Classe A, o Peugeot 3008 é talvez a mais impressionante reinvenção que vimos num modelo. De estranho MPV arraçado de SUV (lançado em 2008) — para aproveitar o boom iniciado com o Qashqai — a segunda geração não poderia ser mais distinta e apelativa, bem mais sofisticada e até exuberante. Um sucesso inegável a todos os níveis.

RELACIONADO: Peugeot 3008 com preços revistos para 2019

Porsche 911

Porsche 911 Carrera S (997)Porsche 911 Carrera S (992)

Nada como um #10yearchallenge para pôr a nu as acusações de que o Porsche 911 não muda. Apesar de tudo, são evidentes as diferenças, com o novíssimo 992 a revelar um aspeto mais encorpado do que o mais compacto e estreito 997.2. Uma evolução contínua desde 1963, e uma das silhuetas mais icónicas da indústria automóvel.

RELACIONADO: Agora é oficial. Este é o novo Porsche 911 (992)

Fiat 500

Fiat 500CFiat 500C

O único da lista que, verdadeiramente, pouco mudou. O Fiat 500 está em comercialização há 12 anos, tendo sofrido um ligeiro restyling em 2015 que afetou o desenho dos para-choques e óticas. De resto, é o mesmo carro. Enquanto os outros modelos desta lista já passaram por uma ou duas gerações em 10 anos, o Fiat 500 continua o mesmo. Um fenómeno — 2018 foi o seu melhor ano de vendas de sempre.

RELACIONADO: Fiat 500 dois milhões acaba de sair da linha de produção

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos