Notícias Mazda2 ganha motor com mais de 140 cv mas não o podemos comprar

Arranque a Frio

Mazda2 ganha motor com mais de 140 cv mas não o podemos comprar

A atualização do Mazda2 trouxe uma versão mais potente equipada com um motor de 2,0 l. O que daria uma base excelente para um "pocket-rocket".

Mazda 2 - Traseira
© Mazda

A mais recente atualização do pequeno Mazda2 — não a híbrida, que é um «clone» do Toyota Yaris —, trouxe com ela uma versão que parece totalmente direcionada à categoria dos pocket rockets ou pequenos desportivos.

Estes parecem ser cada vez mais uma coisa do passado, mas ainda há muitos de nós que anseia por este tipo de modelos.

Quem não se lembra do Citroën AX GTi, do Fiat Uno Turbo ou do Peugeot 205 GTi, entre tantos outros? E mais recentemente de um Ford Fiesta ST ou de um Renault Clio R.S.?

Este Mazda2 não traz um motor Wankel, mas vem com uma versão do 2.0 Skyactiv-G, com 143 cv e uma caixa de velocidades automática de seis relações. Seria, talvez, mais interessante ter uma caixa manual, mas não nos estamos a queixar.

O Mazda2 2.0 identifica-se pela saída de escape dupla e pelo para-choques traseiro específico. As jantes têm 16″ e há diversos detalhes em negro, que também ajudam no visual mais desportivo.

As jantes têm 16″ e há diversos detalhes em negro, que também ajudam no visual mais desportivo.

No habitáculo, os tons escuros também predominam, em conjunto com costuras e cintos de segurança em vermelho.

O maior «problema» deste Mazda2 é mesmo não o podermos comprar, pois não foi selecionado para comercialização nos mercados europeus. Para o encontrar, é preciso ir até ao México, por exemplo.


Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 7h00 da manhã. Enquanto bebe o seu café ou ganha coragem para começar o dia, fique a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabe esta resposta?
Em que cidade japonesa foi fundada a marca Mazda?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

Há uma «meca» do motor Wankel na Europa que é de visita obrigatória