Conduzimos o Citroën Ami Buggy. Esgotou em apenas 17 minutos

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeos RA

Conduzimos o Citroën Ami Buggy. Esgotou em apenas 17 minutos

Só existem 50 exemplares do Citroën Ami Buggy em todo o mundo e nós pudemos testar um. Será que o Ami «de ir à praia» convence?

Em Guincho, Cascais

Limitado a apenas 50 unidades, que esgotaram em apenas 17 minutos e 28 segundos, o My Ami Buggy é a versão mais aventureira e radical do pequeno quadriciclo da Citroën.

Perdeu as portas, ganhou uma capota em lona e equipou-se a preceito para outro tipo de aventuras, longe da cidade, o território predileto do Ami «convencional», e mais perto da praia.

E foi precisamente aí que pudemos testá-lo, a convite da Citroën Portugal, num contacto rápido, mas muito esclarecedor:

A NÃO PERDER: Com painéis solares e pirilampos, o Citroën My Ami Cargo vai trabalhar nos aeroportos nacionais

Como nasceu?

Tudo começou com o Citroën My Ami Buggy Concept, um protótipo radical e repleto de atributos pensados para o «fora de estrada».

Tinha pneus mais largos, específicos para off road, um roof-rack com uma barra de iluminação e um pneu sobressalente, proteções robustas ao nível dos para-choques… e nada de portas.

A resposta do público a este protótipo foi tão boa que a Citroën não teve outra solução a não ser produzi-lo.

Mais liberdade e mais diversão

Como seria de esperar, a versão de produção do Ami Buggy não é tão radical quanto o protótipo, mas mesmo assim, é diferente o suficiente para que seja impossível confundi-la com o Ami dito «normal».

citroen ami buggy perfil

Por fora salta de imediato à vista a cor Khaki da carroçaria — exclusiva desta versão —, bem como a estrutura tubular metálica no lugar das portas e a capota em lona.

LEIAM TAMBÉM: E se o Citroën Ami tivesse nascido como um «mini-2CV»?

A capota em tom cinzento, fixada a toda a volta da abertura do tejadilho com fechos de mola, é uma clara referência a dois modelos emblemáticos da marca do double chevron, o Méhari e o 2CV.

citroen ami buggy capota lona

Depois destacam-se os reforços em plástico ao nível das cavas das rodas e das embaladeiras, bem como o spoiler traseiro.

O visual exterior só fica completo com as jantes perfuradas de 14”, com acabamento dourado e tampas decorativas em preto.

citroen ami buggy perfil

No interior as diferenças são menos óbvias e resumem-se aos apontamentos em amarelo que encontramos nas costuras dos bancos, nos compartimentos de armazenamento do tabliê, nas fitas de abertura das portas, no gancho que permite pendurar sacos e nos tapetes.

Mecânica não sofreu alterações

O Citroën My Ami Buggy não mudou nada em termos técnicos face ao Ami que já conhecíamos. Quer isso dizer que continua a contar com um motor elétrico que entrega 8 cv e 40 Nm, alimentado por uma bateria de 5,5 kWh de capacidade.

citroen ami buggy traseira

Mantém os 75 quilómetros de autonomia e demora três horas a repor numa tomada doméstica convencional.

A NÃO PERDER: Anti-Citroën Ami. Triggo, o quadriciclo que consegue ficar mais estreito

Já a velocidade máxima está limitada a apenas 45 km/h (como todos os quadriciclos ligeiros), sendo que são necessários 10s para atingir essa velocidade.

Esgotado… para já

Como começámos por dizer, este Citroën My Ami Buggy estava limitado a 50 exemplares, que se venderam exclusivamente no mercado francês.

LEIAM TAMBÉM: Este Red Bull de Fórmula 1 é uma miniatura e custa mais que um Citroën Ami

Contudo, não está totalmente descartada a possibilidade de a Citroën o vir a vender noutros mercados, entre eles o português.

Em França esta série especial (e limitada) custava cerca de 2400 euros a mais do que o Ami convencional, o que fixava o preço em torno dos 10 000 euros.

citroen ami buggy placa

Porém, a «febre» em torno deste mini buggy tem sido tão grande que já se encontram unidades à venda na internet por valores duas e três vezes superiores ao que a Citroën pediu originalmente por ele.

Resta agora saber se esta versão voltará a ser produzida e se algum dia chegará a Portugal…

Sabe responder a esta?
O Citroën AX foi o Carro do Ano em Portugal em…
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Citroën AX. Vencedor do Carro do Ano 1988 em Portugal

Mais artigos em Testes