GR Yaris a hidrogénio estreou-se na Europa com CEO da Toyota ao volante

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Hidrogénio

GR Yaris a hidrogénio estreou-se na Europa com CEO da Toyota ao volante

Akio "Morizo" Toyoda, o CEO da Toyota, fez o gosto ao pé no Rali da Bélgica, com uma demonstração do Toyota GR Yaris H2, a hidrogénio.

Akio “Morizo” Toyoda, o diretor executivo da Toyota,  esteve presente no WRC Ypres Rally Belgium (Rali da Bélgica) ocorrido no último fim de semana, para a primeira demonstração pública do GR Yaris H2, a hidrogénio.

Trata-se do mais recente protótipo da Toyota a estar equipado com um motor de combustão que troca a gasolina pelo hidrogénio para alimentar, neste caso, o G16E-GTS, o três cilindros turbocomprimido que equipa o hot hatch japonês.

“Morizo” teve ainda como co-piloto Juha Kankkunen, o piloto finlandês conquistador de quatro títulos no WRC, o último dos quais com a Toyota em 1993. “Morizo”, Kankkunen e o GR Yaris H2 fizeram os 15 km da Super Especial 11.

VEJAM TAMBÉM: Motores de combustão a hidrogénio? Porsche já estuda tecnologia

Pela primeira vez na Europa

É a primeira vez que a Toyota faz uma demonstração do seu motor de combustão a hidrogénio na Europa e mais uma vez Akio Toyoda destaca o potencial do hidrogénio para atingir os objetivos de neutralidade climática:

"Trouxemos também um Mirai (veículo elétrico com pilha de combustível a hidrogénio) ao evento para demonstrar o fornecimento externo de energia e eu acredito que, juntamente com o motor (de combustão) a hidrogénio, possamos destacar o potencial do hidrogénio como uma opção para atingir a neutralidade carbónica na Europa."

Akio Toyoda, diretor executivo da Toyota

Foi no Fórum Kenshiki em 2021 que a Toyota revelou o GR Yaris H2 e já são vários os protótipos que o gigante nipónico tem a funcionar com esta tecnologia.

Destacamos o Corolla Sport que compete na Super Taikyu, no Japão — estreou-se em 2021 e continua a correr este ano —, e o Corolla Cross H2 Concept, que mostra a aplicação da tecnologia num veículo de passageiros:

A Toyota tem vindo a defender mais caminhos para atingir a neutralidade carbónica nos automóveis que não apenas os elétricos a bateria — que também está a apostar forte.

Além dos motores de combustão a hidrogénio, temos ainda os elétricos com pilha de combustível a hidrogénio (fuel cell electric vehicle ou FCEV).

Por enquanto ainda não foram avançados quaisquer especificações do GR Yaris H2 — até para podermos comparar com o GR Yaris a gasolina —, mas Juha Kankkunen comentou que o “motor a hidrogénio entrega uma quantidade de binário sólida, não sendo diferente do motor a gasolina”.

Mais artigos em Notícias