Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Fórum Kenshiki 2021

Toyota GR Yaris H2 revelado com motor a hidrogénio. Verá a «luz do dia»?

Na edição deste ano do Fórum Kenshiki da Toyota, vimos a marca japonesa revelar o protótipo experimental GR Yaris H2, com motor a hidrogénio.

Em Bruxelas, Bélgica

O protótipo experimental Toyota GR Yaris H2 foi mostrado durante o Fórum Kenshiki e partilha o motor a hidrogénio com o Corolla Sport que compete na disciplina Super Taikyu, no Japão.

Na base dessa motorização está o motor G16E-GTS, o mesmo bloco de três cilindros em linha de 1,6 l e turbocomprimido que já conhecemos do GR Yaris, mas adaptado para usar hidrogénio como combustível ao invés de gasolina.

Apesar do uso de hidrogénio, não se trata da mesma tecnologia que encontramos, por exemplo, no Toyota Mirai.

TÊM DE VER: Toyota, Subaru e Mazda formam aliança para «salvar» motor de combustão interna
Toyota GR Yaris H2

O Mirai é um veículo elétrico que recorre a uma célula de combustível a hidrogénio (armazenado num tanque de alta pressão) que, ao reagir com o oxigénio do ar, gera a energia elétrica necessária que o motor elétrico necessita (energia essa que fica armazenada numa bateria).

No caso deste GR Yaris H2, como também no caso do Corolla de competição, o hidrogénio é usado como combustível num motor de combustão interna, como se tratasse de um motor a gasolina.

O que muda?

Há, no entanto, algumas diferenças entre o G16E-GTS a hidrogénio e no G16E-GTS a gasolina.

Toyota GR Yaris H2
A diferença mais visível entre o GR Yaris a gasolina e o GR Yaris H2, a hidrogénio, prende-se com a ausência da segunda janela lateral. Os bancos traseiros foram suprimidos para dar lugar aos depósitos de hidrogénio.

Previsivelmente, o sistema de alimentação e de injeção de combustível teve de ser adaptado para usar o hidrogénio como combustível. Também o bloco foi reforçado, pois a combustão do hidrogénio é mais intensa do que a da gasolina.

Essa combustão mais rápida resulta também numa superior capacidade de resposta do motor e o rendimento específico já supera o do mesmo motor a gasolina, pelo menos tendo em conta as declarações da Toyota sobre a evolução do desempenho do motor usado no Corolla em competição.

Do Mirai, este GR Yaris H2 com motor a hidrogénio herda o sistema de reabastecimento de hidrogénio, assim como os mesmos tanques de alta pressão.

Quais as vantagens do motor a hidrogénio?

Esta aposta da Toyota faz parte dos crescentes esforços do gigante japonês na promoção do uso de hidrogénio — seja em veículos a célula de combustível como o Mirai, seja agora como combustível em motores de combustão interna, como neste protótipo do GR Yaris — para atingir a neutralidade carbónica.

Toyota GR Yaris H2

A combustão do hidrogénio num motor de combustão interna é extremamente limpa, não gerando qualquer emissões de CO2 (dióxido de carbono). Porém, as emissões de CO2 não são absolutamente zero, devido ao facto de usar óleo como lubrificante, pelo que uma “quantidade insignificante de óleo do motor é queimado durante a condução”.

A outra grande vantagem, mais subjetiva e certamente mais do agrado de todos os petrolhead é o facto de permitir que a experiência de condução se mantenha idêntica à de um típico motor de combustão interna, seja no seu modo de funcionamento, seja a um nível sensorial, sobretudo acústico.

O GR Yaris a hidrogénio chegará à produção?

O GR Yaris H2, por agora, não passa de um protótipo. A tecnologia ainda está em desenvolvimento e a Toyota tem usado o mundo da competição para a evoluir com o Corolla no campeonato Super Taikyu.

De momento a Toyota não confirma se o GR Yaris H2 será ou não produzido, e o mesmo poderemos dizer sobre o motor a hidrogénio em si.

No entanto, rumores indicam que o motor a hidrogénio será uma realidade comercial e caberá, muito provavelmente, a um dos modelos híbridos da Toyota estreá-lo:

VEJAM TAMBÉM: Toyota Prius e Corolla com motor a hidrogénio? Podem chegar já em 2023

Mais artigos em Notícias