Testámos o Mazda2 Hybrid. O que vale o primeiro híbrido da Mazda?

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Desde 29 297 euros

Testámos o Mazda2 Hybrid. O que vale o primeiro híbrido da Mazda?

O Mazda2 Hybrid é o primeiro híbrido da Mazda e o segundo modelo da marca no segmento B. Mas será melhor que aquele que a marca já tinha?

Virtualmente não é mais que um Toyota Yaris com outros logótipos, mas o Mazda2 Hybrid é, ao mesmo tempo, a mais recente proposta da marca japonesa no segmento B e o primeiro híbrido (full hybrid) da casa de Hiroshima.

O outro Mazda2, apenas a gasolina e 100% Mazda, mantém-se curiosamente ainda em comercialização, o que nos fez logo questionar se este novo Mazda2 Hybrid é ou não um melhor utilitário.

E, claro, também queremos saber o que vale o primeiro híbrido da Mazda,

A NÃO PERDER: Novo Suzuki S-Cross. Testámos a alternativa 4×4 do segmento
Mazda Mazda2 Hybrid
Deste ângulo apenas as jantes diferenciam este Mazda2 Hybrid do Toyota Yaris. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Aprender com um dos melhores

Nesta estreia nos híbridos a Mazda juntou-se Toyota e, verdade seja dita, dificilmente encontrava um parceiro mais experiente neste campo.

Afinal de contas a Toyota tem mais de 20 anos de experiência na tecnologia híbrida e isso reflete-se na experiência de condução do Mazda2 Hybrid, que — sem surpresas — é em tudo idêntica à que temos ao volante da última geração do Yaris.

O sistema híbrido é suave na sua atuação, privilegiando a circulação em modo elétrico, sobretudo em meio urbano, onde facilmente consegui alcançar médias entre os 4,5 l/100 km e os 5,0 l/100 km.

Motor híbrido
O sistema híbrido da Toyota permite ao Mazda2 Hybrid ser um dos modelos mais frugais do segmento e do mercado. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

É verdade que a velocidades mais altas o motor se faz notar nem sempre da forma mais agradável, muito por «culpa» da caixa e-CVT, mas esta compensa por nos «poupar» a solavancos no para-arranca, fruto da sua agradável progressividade.

Mesmo a velocidades mais elevadas, a eficiência do sistema híbrido continua a ser uma constante, com o Mazda2 Hybrid a manter os consumos à volta dos cinco litros. Já com um andamento mais moderado e em «estrada aberta» cheguei a ver o computador de bordo marcar médias tão baixas como 3,2 l/100 km.

Quanto ao comportamento dinâmico, o Mazda2 Hybrid apresenta as mesmas qualidades reconhecidas ao Toyota Yaris. Ágil e divertido de conduzir, a nova proposta da Mazda acaba por estar em linha com os pergaminhos dinâmicos que a marca de Hiroshima tem vindo a estabelecer.

Mazda Mazda2 Hybrid
O Mazda2 Hybrid é um dos modelos mais divertidos de conduzir do segmento, tal como o Yaris. © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Pergaminhos dinâmicos que estão também presentes no Mazda2 «original», permitindo-lhe bater-se de igual para igual com a nova proposta. Já no campo da economia, o Mazda2 «original», mesmo estando equipado com um motor 1.5 associado a um sistema mild-hybrid, não tem hipóteses face à eficiência superior do sistema híbrido do Mazda2 Hybrid.

Descubra o seu próximo carro:

Mais Toyota do que Mazda

Se no campo dinâmico o Mazda2 Hybrid até segue em linha com as restantes propostas da Mazda, no interior torna-se evidente que este Mazda é realmente um… Toyota.

A robustez está em bom plano, a ergonomia também, mas este Mazda2 Hybrid não tem o refinamento a bordo a que nos habituámos nos Mazda mais recentes, inclusive no pequeno Mazda2 (só a gasolina), e que se tornou sinónimo de propostas quase premium.

VEJAM TAMBÉM: Testámos o MINI Cooper de cinco portas. Mais do que apenas estilo e imagem?

Depois, tanto o painel de instrumentos como o sistema de infoentretenimento relembram-nos de que este Mazda2 Hybrid não passa de um exercício de badge engineering.

Não é que a Mazda seja uma referência neste campo — o seu sistema de infoentretenimento é até menos completo que o da Toyota —, mas os grafismos herdados da Toyota são mais antiquados e menos atrativos do que os que estamos acostumados a ver na Mazda.

Quanto à habitabilidade, o espaço atrás é apenas mediano, estando abaixo do oferecido por propostas como o Volkswagen Polo, o Hyundai i20, o Peugeot 208 ou o Renault Clio e não se afasta o suficiente do Mazda2 «original», que também fica abaixo da média do segmento.

Também a bagageira do Mazda2 Hybrid, com 286 l, é das mais pequenas do segmento, mas ainda assim um pouco maior que a do outro Mazda2 que se fica pelos 255 l.

É o carro certo para si?

Se nos esquecermos, por um momento, que o Mazda2 Hybrid não é mais que um Yaris com outro símbolo, esta continua a ser uma das propostas mais interessantes do segmento.

Pode não ser aquele que oferece mais espaço, mas é um dos modelos mais económicos e está entre a «elite» do segmento no que diz respeito ao comportamento dinâmico, sendo um dos utilitários mais divertidos de conduzir.

O seu sistema híbrido é uma mais valia para quem anda muito em cidade, mas até em autoestrada este revelou ser um bom aliado para poupar gasolina — para mais nos dias de hoje em que os combustíveis nunca estiveram tão caros.

Face ao Mazda2 que a marca japonesa já oferecia representa uma evolução considerável a vários níveis, mas perde no capítulo do refinamento a bordo.

Jantes de 16" Mazda Mazda2 Hybrid © Thomas V. Esveld / Razão Automóvel

Mas claro, o «elefante na sala» é mesmo o seu gémeo de ocasião, o Toyota Yaris.

O Mazda2 Hybrid partilha tudo, mas mesmo tudo com o Yaris, mas o seu preço é superior entre 1500-2000 euros, dependendo da versão — a marca «arrisca-se» a ver os potenciais clientes optarem pelo original.

Preço

unidade ensaiada

30.187

Versão base: €29.297

IUC: €137

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: 3 cilindros em linha
    • Capacidade: 1490 cm3
    • Posição: Dianteira transversal
    • Carregamento: Injeção indireta
    • Distribuição: DOHC, 4 válv./cil., 12 válvulas
    • Potência: Motor combustão: 91 cv às 5500 rpm; Motor elétrico: 80 cv; Potência máxima combinada: 116 cv
    • Binário: Motor combustão: 120 Nm às 3600 rpm; Motor elétrico: 141 Nm; Binário máximo combinado: N.D.
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Automática (e-CVT)
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 3940 mm / 1745 mm / 1505 mm
    • Distância entre os eixos: 2560 mm
    • Bagageira: 286-935 l
    • Jantes / Pneus: 195/55 R16
    • Peso: 1180 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 4,0 l/100 km
    • Emissões de CO2: 92 g/km
    • Vel. máxima: 175 km/h
    • Aceleração: 9,7s
  • Equipamento
    • Chave inteligente
    • Travão de parque electrónico com assistente de imobilização.
    • Assistente de subidas
    • Detector de ângulo morto (BSM) com alerta de tráfego traseiro
    • Alerta de atenção do condutor
    • Sistema Monitorização de pressão dos pneus
    • Vidros elétricos dianteiros e traseiros
    • Câmara de auxílio ao estacionamento
    • Jantes de liga leve de 16”
    • Retrovisores exteriores eléctricos com rebatimento automático e aquecidos, em preto
    • Faróis dianteiros LED, faróis de nevoeiro dianteiros LED, Luzes Traseiras de mudança direção LED
    • Spoiler traseiro
    • Vidros traseiros escurecidos
    • Bancos desportivos em tecido /pele sintética
    • Iluminação interior LED
    • Volante e manípulo caixa de velocidades em pele
    • Volante multifunções regulável em altura e profundidade
    • Ecrã multimédia de 8" e velocímetro digital
    • Head-Up Display
    • Interfaces Apple CarPlay e Android Auto + USB
    • Ar condicionado automático dual zone
    • Sensor de luz e chuva
    • Espelho retrovisor interior eletrocromático
    • Carregador sem fios para smartphones
    • Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro com travão de emergência
    • Dynamic Radar Cruise Control e Limitador de velocidade ajustável
    • Sistema de Pré-Colisão com deteção veículos, de peões e ciclistas
    • Reconhecimento de sinais de trânsito
    • Assistente de manutenção na faixa de rodagem
    • Luzes de máximos com controlo automático
    • Assistente de mudança de direcção em intersecções
    • Assistente de direcção de emergência
Extras
Formal Red — 890 €.
Avaliação
7 / 10
Fruto de um exercício de badge engineering, o novo Mazda2 Hybrid foi uma forma rápida (e inteligente) de a Mazda oferecer um híbrido no segmento B. É verdade que é mais um Toyota do que de Mazda, mas as qualidades que tornaram o Yaris no Carro do Ano 2021 estão lá todas, o que assegura à Mazda mais uma proposta interessante no segmento B a par do seu «antigo» Mazda2, que se mantém em comercialização. 
  • Comportamento dinâmico
  • Consumos
  • Eficiência do motor 1.5 Hybrid
  • Oferta de equipamento
  • Sistema de infoentretenimento datado
  • Agradabilidade dos plásticos quando comparada com os dos restantes Mazda
  • Espaço e capacidade de mala
  • Preço
Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Mazda 323 GTi-R?

Mais artigos em Testes, Ensaio