Antevisão

Renault revela novo Mégane elétrico. Ainda camuflado, mas já com as primeiras especificações

Inspirado no protótipo Mégane eVision, o Renault Mégane E-Tech Electric vai começar a ser testado este verão e já se mostrou (com camuflagem).

Já presente nos segmentos A e B com propostas 100% elétricas — o Twingo E-Tech Electric e o ZOE — a Renault prepara-se para estender a sua “ofensiva elétrica” ao segmento C com o novo Renault Mégane E-Tech Electric.

Antecipado pelo concept Mégane eVision, temos descobrindo aos poucos o novo Mégane E-Tech Electric (aka MéganE) de produção. Primeiro foi um conjunto de teasers e agora as linhas e volumes da nova proposta elétrica da Renault deixam-se descobrir (na medida do possível) através de exemplares de pré-produção.

Com uma camuflagem inspirada no logótipo da Renault, estes exemplares de pré-produção do crossover elétrico gaulês (30 no total) vão ser conduzidos em estrada aberta durante o verão, por uma equipa de engenheiros da marca, para completar o desenvolvimento do modelo que está planeado começar a ser produzido ainda em 2021 e ser lançado em 2022.

A NÃO PERDER: No adeus aos Renault Sport, recordamos 5 dos mais especiais
Renault Mégane E-Tech Electric

O que já sabemos

O novo Mégane E-Tech Electric é um de sete modelos 100% elétricos que a Renault planeia lançar no mercado até 2025 e uma de sete propostas dos segmentos C e D que a marca gaulesa pretende colocar no mercado no mesmo período de tempo.

Baseado na plataforma CMF-EV (a mesma do seu “primo” Nissan Ariya), o novo crossover da Renault virá equipado com um motor elétrico com 160 kW (218 cv), um valor semelhante ao apresentado pela variante menos potente do crossover nipónico com o qual partilha a plataforma.

A NÃO PERDER: Fuga de imagens. A Renault 4L do séc. XXI vai ser assim?

Posto isto, não nos admirávamos se o novo Mégane E-Tech Electric viesse a contar com versões mais potentes e até com tração integral, à semelhança do Ariya. A “alimentar” o motor elétrico surge uma bateria de 60 kWh que lhe confere uma autonomia de até 450 km segundo o exigente ciclo WLTP.

Produzido na fábrica francesa de Douai, em França, a mesma de onde saem os Espace, Scénic e Talisman, o Renault Mégane E-Tech Electric será comercializado paralelamente às versões “convencionais” do compacto francês, juntando-se ao hatchback, sedã (Grand Coupe) e carrinha.

Sabe responder a esta?
Que equipa de Fórmula 1 recorreu a uma Renault 4F para estudar o efeito de solo?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Renault 4F. A carrinha que ajudou a revolucionar a Fórmula 1

Mais artigos em Notícias