Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeo

Volkswagen Golf R (320 cv). Este é o Golf de produção MAIS POTENTE de sempre

Depois de uma longa espera, o Volkswagen Golf R, o Golf de produção mais potente de sempre, já chegou a Portugal e nós já o pusemos à prova. Será que passou no teste?

Depois de vos termos apresentado todos os números do Volkswagen Golf R e de vos termos dito os preços para o mercado português, chegou (finalmente) a altura de “deitarmos as mãos” — em estradas lusas — ao Golf de produção mais potente da história.

Para alcançar este cartão de visita impressionante, o Volkswagen Golf R recorre ao nosso bem conhecido motor 2.0 TSI (EA888 evo4) de quatro cilindros em linha que aqui surge combinado com uma caixa de dupla embraiagem (sete velocidades) e com um sistema de tração integral 4MOTION com vetorização de binário.

Este é o mesmo bloco de 2.0 litros que encontramos no Volkswagen Golf GTI, mas neste Golf R, a marca de Wolfsburgo conseguiu extrair ainda mais “poder de fogo”, deixando este “hot hatch” com um desfile de números muito interessante: 320 cv de potência e 420 Nm de binário máximo.

A NÃO PERDER: Novo Volkswagen Golf GTI (245 cv) em vídeo. Continua a ser uma referência?

Volkswagen Golf R

Prestações dignas de um “hot hatch”

Graças a estes números, o Volkswagen Golf R é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 4,7s e atingir os 250 km/h de velocidade máxima, registo que pode ser elevado até aos 270 km/h com o pacote opcional R Performance.

Não faltam, por isso, motivos de interesse neste Golf “vitaminado”, que promete ser um verdadeiro gerador de adrenalina. Mas será que tudo isso se verifica em estrada?

Para vos responder a isso, passo a palavra ao Diogo Teixeira, que conta, no mais recente vídeo da Razão Automóvel no YouTube, como é conduzir o Golf de produção mais potente de sempre:

Primeiras impressões

8 / 10
Sem o pacote «R Performance» — e nomeadamente sem o modo «drift» — o novo Golf R perde parcialmente o encanto. É um opcional obrigatório para que pretender aumentar o prazer de condução naqueles momentos onde ir mais rápido não é o mais importante. Ainda assim, temos tudo o que é preciso para ir rápido (muito rápido...): motor, chassis, suspensões e travões. Mas sem este opcional o fator diversão fica prejudicado — nem o ESP é desligável. Excetuando este detalhe, o Golf R é aquilo que se espera da versão mais desportiva do Golf: um carro extremamente rápido e igualmente utilizável no quotidiano.

  • Performance do motor;

  • Design geral desta versão R;

  • Sistema de escape Akrapovič;

  • Conforto em condução «normal».

  • Preço dos opcionais (sistema de escape Akrapovič e pack R Performance);

  • Ausência de botões físicos para o controlo da climatização;

  • Sistema ESP demasiado interventivo mesmo em modo SPORT;

  • Impossibilidade de desligar ESP sem pacote «R Performance».

Preço

56.780

Data de comercialização: Abril 2021


Sabe responder a esta?
Em que ano a Volkswagen desenvolveu um Golf BiMotor para competir em Pikes Peak?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Quando a VW perdeu a cabeça e desenvolveu um Golf BiMotor

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto