Indústria

Alfa Romeo Tonale. Lançamento do SUV foi “empurrado” para 2022

A apresentação estava prevista para o outono deste ano, mas o novo chefe da Alfa Romeo decidiu adiar para 2022 o lançamento do Tonale.

Previsto para ser revelado ainda este ano — a produção era para arrancar no próximo mês de outubro —, o lançamento do novo Alfa Romeo Tonale, um novo SUV posicionado abaixo do Stelvio, foi adiada por três meses, com o início de 2022 agora a ser a data prevista para o seu lançamento.

A notícia foi avançada pela Automotive News que, de acordo com fontes internas, justifica o atraso com uma decisão tomada pelo seu novo diretor executivo, Jean-Philippe Imparato, que não ficou convencido pela performance da variante híbrida plug-in.

Jean-Philippe Imparato era o anterior diretor executivo da Peugeot, mas após a fusão entre o Groupe PSA e a FCA estar concluída, originando a Stellantis, Carlos Tavares, o responsável máximo do novo grupo, colocou-o a liderar os destinos da marca italiana.

VEJAM TAMBÉM: Brennero. Será este o nome do novo mini-SUV da Alfa Romeo?
Alfa Romeo Tonale
Em 2019, numa fuga de imagens, vimos como seria o Tonale de produção. Será que algo mais mudou de então para hoje?

Já sabíamos que o futuro Tonale, antecipado pelo concept homónimo de 2019, assentaria sobre a mesma base do Jeep Compass, o que faria com que partilhasse com ele também algumas motorizações. Em particular, o grupo motriz híbrido plug-in da versão 4xe (usado também no Renegade).

São duas as versões híbridas plug-in do Compass, uma com 190 cv e outra com 240 cv de potência máxima combinada. Ambas partilham o eixo traseiro eletrificado que integra um motor elétrico de 60 cv, a bateria de 11,4 kWh e o motor 1.3 Turbo da família GSE. A diferença entre as duas variantes reside na potência do motor a gasolina, com este a debitar 130 cv ou 180 cv. A autonomia elétrica máxima é de 49 km para os dois.

O objetivo do novo diretor da Alfa Romeo é conseguir maior performance desta variante híbrida plug-in do Tonale. Fica por saber se este aumento de performance refere-se a acelerações/retomas de aceleração, ou à sua autonomia elétrica.

Alfa Romeo Tonale

Não esqueçamos que o agora “parente” Peugeot 3008 Hybrid4, que também será um dos rivais do Tonale, e desenvolvido sob o “reinado” de Imparato, casa um 1.6 Turbo com dois motores elétricos, resultando em 300 cv de potência máxima e 59 km de autonomia.

Atraso nada desejável

A Alfa Romeo está reduzida, de momento, a apenas dois modelos, o Giulia e o Stelvio. O Tonale, um SUV destinado a um dos segmentos mais competitivos e populares do mercado, iria tomar o lugar do Giulietta na gama, cuja produção terminou no final do ano passado.

Independentemente das razões para o atraso, não é difícil de compreender o quão é fundamental o Tonale para o reavivar da marca italiana, seja no plano comercial como financeiro. Apesar das atualizações feitas o ano passado ao Giulia e ao Stelvio, já são muitos anos sem surgir um modelo novo na Alfa Romeo. O último foi em 2016, quando apresentou o Stelvio.

Mais artigos em Notícias