Notícias Alfa Romeo 75 Turbo reforça a coleção do Museu do Caramulo

Museus

Alfa Romeo 75 Turbo reforça a coleção do Museu do Caramulo

Um de apenas três veículos que vieram para Portugal aquando do seu lançamento, este Alfa Romeo 75 Turbo junta-se agora à coleção do Museu do Caramulo.

Alfa Romeo 75 Turbo

O Museu do Caramulo até pode estar de portas fechadas devido à situação complexa que o país atravessa. No entanto, tal não significa que esteja “parado” e a prova disso mesmo é o mais recente membro a ser adicionado à sua coleção: o Alfa Romeo 75 Turbo.

Um de apenas três exemplares que vieram para o nosso país aquando do lançamento do 75 1.8 Turbo, este é hoje o único sobrevivente desse lote.

Destinado a integrar a coleção permanente do Museu do Caramulo, este Alfa Romeo foi doado por Fausto Vidal e após a reabertura do museu ao público já poderá ser visto em exposição.

VÊ TAMBÉM: Os futuros Alfa Romeo, DS e Lancia vão ser desenvolvidos em conjunto
Alfa Romeo 75 Turbo
O 75 Turbo foi uma das muitas versões do último dos Alfa Romeo desenvolvidos exclusivamente pela marca de Arese.

O Alfa Romeo 75 1.8 Turbo

Último modelo desenvolvido exclusivamente pela Alfa Romeo antes da sua aquisição por parte do então Grupo Fiat, o Alfa Romeo 75 viu a luz do dia em 1985, surgindo, ao mesmo tempo, como uma espécie de “prenda de aniversário” pelos 75 anos que a marca de Arese celebrava.

Foi também o último modelo de tração traseira a ser lançado pela Alfa Romeo (se excluirmos o muito especial SZ, derivado do 75), antes da chegada dos igualmente exclusivos 8C Competizione em 2007 e 4C em 2013. Já o seu sucessor natural com tração posterior, o Giulia, só seria revelado em 2015.

Substituto do então vetusto Giulietta, o Alfa Romeo 75 veria chegar em 1986 uma das suas mais interessantes versões: a Turbo. Equipada com um quatro cilindros em linha twin cam (dupla árvore de cames), com 1.8 l de capacidade, ao qual surgia associado um turbo Garrett T3, este oferecia 155 cv e 226 Nm. Um turbo à “moda antiga”, sem nada em baixas e a precisar de pelo menos 2500 rpm para dar tudo o que tinha para dar.

Os números permitiam lançar os menos de 1150 kg (DIN) do 75 Turbo até aos 100 km/h em menos de oito segundos e alcançar uma  velocidade máxima de 214 km/h. A tudo isto juntava-se uma dinâmica “danada para a brincadeira”, com as derivas de traseira a caracterizarem a sua atitude dinâmica.

O exemplar de que te falamos hoje data de 1987 e, como seria de esperar de um modelo que vai integrar a coleção permanente do Museu do Caramulo, apresenta-se em muito bom estado.

Agora, é só esperar que a situação no país melhore para podermos viajar até ao mais famoso museu automóvel de Portugal para podermos ver este Alfa Romeo 75 Turbo ao vivo.

Sabe esta reposta?
Em que ano foi lançado o Alfa Romeo SZ?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

Onde achas que está o pneu sobressalente do Alfa Romeo SZ?