Apresentação

Tipo Cross e Panda Sport. As maiores novidades da Família Funcional da Fiat

De uma assentada, a Fiat mostrou o reestilizado e atualizado Tipo, que ganhou inédita versão Cross, e um atualizado Panda, que também ganhou uma versão Sport.

Após recentemente termos conhecido — e conduzido — a terceira geração do Fiat 500, exclusivamente elétrica, a marca italiana não perdeu tempo e apresentou de uma vez só a sua renovada “Família Funcional”, a que correspondem os Fiat Tipo e Fiat Panda.

Família Funcional? Sim, porque a Fiat não começa e acaba no 500. Já há vários anos que a Fiat refere-se à sua gama como dois pilares: um mais aspiracional e mais apostado na imagem, protagonizado pelo 500, e um pilar mais prático e versátil, tendo o Panda como cabeça de cartaz. E se até agora tem sido o 500 o pilar que mais atenção tem recebido (500L, 500X, Novo 500), nos próximos tempos veremos um maior protagonismo por parte do pilar mais prático (Panda, Tipo), ou usando as palavras da Fiat, por parte da Família Funcional.

Ainda teremos de esperar mais algum tempo para conhecer um modelo 100% novo desta Família Funcional — influenciado pelo concept Centoventi —, pelo que, por enquanto, ficamos com a apresentação em simultâneo do atualizado Fiat Panda e do renovado Fiat Tipo.

VÊ TAMBÉM: 500 3+1. A porta surpresa na apresentação do novo Fiat 500

Life, Sport e Cross

A unir os dois temos ainda a estruturação da gama, que passa a ser idêntica, dividindo-se em três temas — Life, Sport e Cross — que afetam tanto o seu aspeto, como algumas características. O Life é o mais urbano, o Sport o mais dinâmico e o Cross o mais aventureiro. Cada tema pode ainda declinar em vários níveis de equipamento.

O Fiat Tipo Life divide-se em três níveis de equipamento, Tipo, City Life e Life: e em três carroçarias, de dois volumes de cinco portas, sedã de quatro portas e carrinha (Station Wagon). O Fiat Tipo Sport está apenas disponível no nível City Sport e nas carroçarias de cinco portas e carrinha. Por fim, o Fiat Tipo Cross, está disponível em dois níveis, City Cross e Cross, apenas na carroçaria de cinco portas.

Gama Fiat Tipo 2021
Fiat Tipo 2021: Cross é a grande novidade.

Já o Fiat Panda Life divide-se nos níveis Panda e City Life, o Panda Sport está apenas disponível num nível só, enquanto o Panda Cross divide-se em City Cross e Cross.

VÊ TAMBÉM: Modelos de segmento B da FCA mudam para plataforma PSA antes do tempo

Fiat Tipo Cross, proposta inédita

Separando os dois modelos, é o Fiat Tipo que concentra as maiores novidades. Lançado em 2015 (sedã) e 2016 (cinco portas e carrinha) já estava na altura de uma renovação mais aprofundada. Dito e feito.

O familiar compacto da Fiat foi alvo de um restyling que incidiu, sobretudo, na frente. Nela podemos ver novas óticas, agora em LED, uma nova grelha e um novo para-choques. Destaque ainda para o logótipo da Fiat, que passa a compreender apenas o lettering — como curiosidade, é o primeiro modelo da marca a usá-lo à frente, já que no novo 500 será usado apenas atrás. E atrás vemos óticas renovadas em LED e por fim há também jantes de novo desenho (16″ e 17″), alguns pormenores decorativos e novas cores.

No interior, se o design não recebeu grandes alterações — há novos revestimentos e o volante foi redesenhado —, o mesmo não se pode dizer dos conteúdos. Esta geração do Tipo recebe pela primeira vez um painel de instrumentos digital de 7″ — recuemos no tempo, quando o primeiro Tipo, conhecido em 1988, também tinha um interior digital  — e o novo sistema de infoentretenimento UConnect 5, estreado pelo novo 500, acessível por um generoso ecrã tátil de 10,25″.

A conectividade também foi reforçada ao vir equipado com Apple CarPlay e Android Auto, mas sem fios. Por falar em “sem fios”, passa a ser possível carregar o smartphone por sistema de indução.

O reforço tecnológico é também visível nos assistentes à condução, com o renovado Fiat Tipo agora a adicionar sistemas como Reconhecimento de Sinais de Trânsito, Assistência Inteligente à Velocidade, Controlo da Faixa de Rodagem, Deteção de Fadiga, Luzes de Máximos Adaptativos, Assistência de Ângulo Morto e ainda sensores de estacionamento à frente e sistema de entrada/arranque sem chave.

Mas a grande novidade, já mostrada na Razão Automóvel em ocasião anterior, é o novo Fiat Tipo Cross, o Tipo… crossover. Não só é dono de um estilo distinto, cortesia das proteções adicionais em plástico e para-choques distintos, como é também 7 cm mais alto, que se dividem em 4 cm adicionais na distância ao solo e os 3 cm das novas barras no tejadilho, antes um exclusivo da carrinha. Também as rodas que o equipam são mais largas.

A outra novidade está na revelação do Fiat Tipo City Sport, que chegará até nós durante o primeiro trimestre de 2021. Não só tem elementos de estilo distintos, como a cor Cinzento Metropolis será exclusiva a ele, assim como as jantes de 18″ com acabamento em diamante. O estilo próprio continua no interior, com o revestimento do teto a preto ou um volante de desenho desportivo.

As novidades continuam ao nível das mecânicas. O renovado Fiat Tipo estreia o 1.0 GSE T3 — 1,0 l de capacidade, turbo, 100 cv e 190 Nm às 1500 rpm — da família de motores Firefly que substitui o anterior 1.4 atmosférico de 95 cv e 127 Nm (às 4500 rpm). A disponibilidade acrescida — mais binário e disponível mais cedo — promete “casar” melhor com objetivos familiares do Tipo, ao mesmo tempo que diminui consumos e emissões.

Do lado dos Diesel, já cumpridores da norma Euro6D, o 1.3 Multijet de 95 cv mantém-se na gama, assim com o 1.6 Multijet, mas agora passa a oferecer 130 cv ao invés de 120 cv, como acontecia.

Firefly 1.0 Turbo 100 cv
O novo 1.0 Firefly turbo de 100 cv
VÊ TAMBÉM: E se o Fiat 126 regressasse como um citadino elétrico?

Fiat Panda Sport não faz esquecer Panda 100 HP

O Fiat Panda já tinha recebido uma atualização no início do ano, quando foi introduzida a nova motorização 1.0 Firefly de 70 cv com sistema mild-hybrid de 12 V — um modelo que já testámos —, pelo que agora, mais que uma atualização, o Panda ganhou, sobretudo, um reforço tecnológico.

Durante o teste notou-se a ausência de um sistema de infoentretenimento, lacuna que é agora colmatada. O Fiat Panda passa a oferecer um, acessível via um ecrã tátil de 7″, compatível com Apple CarPlay e Android Auto. Recorrendo a estas funcionalidades, passa a ser possível guardar o smartphone num novo espaço dedicado para o efeito.

Como já acontecia, o Panda revela a sua versatilidade ao estar disponível com vários tipos de motorização — desde a mais recente semi-híbrida de 1,0 l e 70 cv, à bi-fuel a GPL (1,2 l e 69 cv), passando pelo Twinair (0,9 l, turbo e 85 cv) —, e ainda com versões de duas e quatro rodas motrizes.

A maior novidade na gama passa a ser o Fiat Panda Sport que estará disponível apenas com a motorização 1.0 Firefly Hybrid, de 70 cv. Algo longe, para algo com o nome Sport, do mais aguerrido Panda 100 HP. Esta versão marcou a geração anterior, apesar de não ter sido comercializada em Portugal, criou uma legião de fãs por essa Europa fora, graças ao seu caráter divertido, firme (amortecimento) e vivaz (1.4 de 100 cv).

TUDO SOBRE O FIAT PANDA SPORT: O Fiat Panda renovou-se para comemorar 40 anos de vida

 

 

Mais artigos em Notícias