Desde 15 500 euros

FIAT Panda City Cross Hybrid 2020. O citadino MAIS LIMPO do mundo?

Testámos o renovado Fiat Panda City Cross Hybrid 2020. As novidades são discretas e há algumas que são literalmente microscópicas. Curioso, não é?

Fiat Panda. Lançado pela primeira vez em 1980 este simpático citadino é hoje um modelo que se confunde com a história da marca italiana.

Ao longo das suas três gerações, o Fiat Panda tem conseguido reinventar-se sem perder a sua essência. Prático, bem disposto, simples e até divertido de conduzir.

Argumentos que nesta ligeira atualização para 2020 foram reforçados. O destaque vai todo para o novo motor Firefly associado a um sistema mild-hybrid, mas as novidades não se ficam por aqui.

VÊ TAMBÉM: Low cost? Nem por isso. Testámos o Fiat Tipo 1.3 Multijet Sport
Fiat Panda City Cross Mild Hybrid

Motor novo, mild-hybrid e sistema de D-Fence

Neste vídeo, testámos o Panda City Cross Hybrid, o que se traduz num 1.0 de três cilindros atmosférico e 70 cv, que surge aqui parcialmente eletrificado ao vir com um sistema mild-hybrid de 12 V. O seu funcionamento é discreto, e não fosse a presença de um indicador de bateria, quase não dávamos pela presença deste sistema elétrico auxiliar.

Menos perceptível ainda é a presença do também novo sistema D-Fence, que surge como consequência da pandemia que ainda afeta o planeta. Este sistema é composto por dois filtros e por uma luz ultravioleta que segundo a Fiat, faz deste Panda City Cross Hybrid um paraíso para todos aqueles que sofrem de alergia, além de contribuir fortemente para a higienização do interior.

É que este sistema D-Fence é capaz de conter até 100% dos agentes alergénicos e reduzir até 99% a formação de bolor e bactérias no seu interior. Eu explico-te tudo neste vídeo:

Será este o citadino mais limpo do mundo? Pelo menos no interior, não será exagerado dizer que sim. De resto, é o Fiat Panda que nós já conhecemos. De aspeto simpático, continua a ser um citadino muito competente neste ambiente. Já em estrada, as limitações do motor fazem sentir-se sempre puxamos um pouco mais por ele.

Confere as especificações técnicas do Fiat Panda Cross Hybrid e vê a nossa avaliação.

Preço

unidade ensaiada

17.260

Versão base: €16.330

IUC: €103

  • Motor
    • Arquitectura: 3 cilindros em linha
    • Capacidade: 999 cm3
    • Posição: Dianteira Transversal
    • Carregamento: Inj. Direta
    • Distribuição: 1 a.c.c. / 2 válv. por cilindro.
    • Potência: 70 cv às 6000 rpm
    • Binário: 92 Nm às 3500 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Manual de 6 velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 3686 mm / 1662 mm / 1635 mm
    • Distância entre os eixos: 2300 mm
    • Bagageira: 225 l
    • Jantes / Pneus: 175/65 R15
    • Peso: 1130 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 5,6 l/100
    • Emissões de CO2: 126 g/km
    • Vel. máxima: 155 km/h
    • Aceleração: 14,7s
  • Garantias
    • Mecânica: 4 anos de garantia sem limite de quilómetros
  • Equipamento
    • Rádio UConnect Mobile
    • Volante e comando da caixa de velocidades em ecopele
    • Retrovisores eléctricos com desembaciamento e sensor temperatura exterior
    • Ar condicionado automático
    • Barras longitudinais porta-tudo
    • Jantes em liga leve de 15'' Style com centro de roda branco
    • Faróis de nevoeiro
    • Logotipo Hybrid Launch Edition no pilar B
Extras
Pintura Metalizada Verde Gota de Orvalho — 350 €; Vidros traseiros escurecidos — 100 €; Banco traseiro com configuração 3 lugares e rebatimento assimétrico — 200 €; Sensores de estacionamento traseiro — 280 €.
Avaliação
7 / 10
Competente e divertido. O Fiat Panda tem sabido evoluir ao longo dos anos. Apesar da sua fórmula não ser propriamente nova, as pequenas atualizações que recebeu mantêm-no na lista de opções de muitos consumidores. O aspeto simpático, o design feliz, o interior espaçoso e os motores competentes fazem o resto. Como nota negativa, temos de destacar o conteúdo tecnológico. O sistema de infotainment é inexistente, as ajudas à condução ficam-se pelo básico e a ergonomia de alguns comandos não foi bem conseguida.
  • Design
  • Facilidade de manobra
  • Espaço
  • Sistema D-Fence
  • Motor fora da cidade
  • Conteúdo tecnológico

Mais artigos em Testes, Ensaio