Antevisão

Berlina de luxo elétrica da Audi em 2024?

Parece que sim. Uma nova berlina de luxo elétrica da Audi vem a caminho, sendo o resultado prático do anunciado Projeto Artemis.

Após a Audi ter revelado em maio o Projeto Artemis (Artemis Project), ganha substância a possibilidade de que este se traduzirá numa futura berlina de luxo elétrica que surgirá nunca antes de 2024.

De acordo com informações avançadas pela Autocar, o novo membro da família e-tron poderá receber o nome de A9 e-tron, posicionando-se no mesmo segmento onde reside o A8, mas assumindo os contornos de uma berlina de cinco portas com perfil fastback, à imagem do que vemos no Audi A7 Sportback.

A nova berlina de luxo elétrica seria, assim, um rival natural para o novo Mercedes-Benz EQS e também para o novo Jaguar XJ, que também passará a ser 100% elétrico.

VÊ TAMBÉM: Já conduzimos o Mercedes-Benz EQS, o Classe S dos elétricos

O desenvolvimento do projeto com o nome de código E6 ainda está na sua fase inicial, mas tem como objetivo ser o porta-estandarte elétrico não só da Audi como de todo o Grupo Volkswagen.

Pouco ainda se sabe sobre o novo modelo, mas dado o seu posicionamento, é forte a probabilidade que assente na futura plataforma elétrica PPE, desenvolvida a meias com a Porsche. Esta será estreada para o ano, com o novo Macan elétrico, mas será também a base para outros elétricos no grupo alemão.

A J1, usada pelo Taycan e futuramente pelo Audi e-tron GT, ficará, ao que parece, resumida a estes dois modelos — a PPE tomará o seu lugar —, enquanto a MBE estará focada no desenvolvimento de modelos elétricos mais acessíveis.

VÊ TAMBÉM: Porsche Macan Turbo. Testámos o Macan mais potente de sempre

Projeto Artemis, o que é?

O Projeto Artemis é, essencialmente, um grupo de trabalho que tem como objetivo acelerar o desenvolvimento de novos modelos de elevado conteúdo tecnológico — uma espécie de skunk works.

Este grupo de trabalho passa a ter acesso não só à equipa de desenvolvimento interna, como também a membros das equipas de desenvolvimento (engenheiros e especialistas em software) do restante grupo alemão de modo a “acelerar e desburocratizar a criação de tecnologias para elétricos e condução altamente automatizada”, como declara Markus Duesmann, CEO da Audi.

Audi Aicon
O Audi Aicon previa uma futura berlina elétrica autónoma.

É expetativa do CEO da Audi que os resultados do Projeto Artemis possam estender-se ao desenvolvimento de todos os futuros modelos da marca dos anéis.

Considerando a agilidade das startups automóveis que não têm de lidar com grupos automóveis gigantes e as suas complexas estruturas burocráticas, este grupo de trabalho deverá permitir à Audi ser também competitiva a este nível.

Não admira que Markus Duesmann tenha ido buscar Alex Hitzinger para liderar este grupo de trabalho. Atualmente é o chefe de desenvolvimento de condução autónoma no Grupo Volkswagen, mas é o seu currículo na competição que o tornam na pessoa certa para a função, um ambiente de trabalho de elevada pressão que obriga a rápidos desenvolvimentos.

Alexander Hitzinger
Alexander Hitzinger, líder do Projeto Artemis. VW Volkswagen Nutzfahrzeuge AG

A seu cargo esteve o desenvolvimento do vencedor Porsche 919 LMP1 e antes disso passou pela Fórmula 1 através da Red Bull Racing. Curiosamente também fez parte da equipa de desenvolvimento do projeto Titan, o já cancelado automóvel elétrico da Apple.

A aplicação prática do Projeto Artemis culminará na revelação desta nova berlina de luxo elétrica — existem rumores de outros projetos em paralelo — que poderá estrear não só nova tecnologia elétrica, como também um sistema de condução “altamente automatizado”.

Também a cargo desta equipa está o “desenvolvimento de um ecossistema extensivo à volta do carro em si, resultando num novo modelo de negócio para toda a fase de uso do veículo”.

Sabes responder a esta?
O Zagato Raptor derivava de qual modelo?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Zagato Raptor. O Lamborghini que nos foi negado

Mais artigos em Notícias