Sucessor radical

Jaguar XJ. Fim de produção em julho, mas sucessor só para o ano

O Jaguar XJ, o topo de gama do construtor britânico, vê a sua carreira terminar sem um sucessor para tomar o seu lugar… para já.

É sem dúvida um veterano no mercado. O atual Jaguar XJ (X351) foi lançado em julho de 2009, e o seu 10º aniversário será também o seu último, com a produção a terminar no próximo dia 5 de julho, em Castle Bromwich — mais de 120 mil XJ saíram da linha de produção.

A sua carreira foi marcada inicialmente pelo “choque” da sua aparência, quando comparada com a do clássico antecessor, e ainda hoje prova ser divisiva, sobretudo quando observado de traseira — a revisão de 2015 foi bastante tímida, mantendo os elementos mais controversos, nomeadamente o pilar D e as óticas traseiras.

No entanto, apesar de ser um dos modelos mais antigos à venda no mercado — com mais idade, talvez só o Fiat 500 —, sai de cena sem deixar um sucessor. No entanto, não significa que a Jaguar vá deixar de ter um topo de gama digno desse nome.

VÊ TAMBÉM: Jaguar XJR renovado. Um «felino» com 575 cv de potência
Jaguar XJ

Jaguar… silencioso

De acordo com os últimos rumores, a nona geração do Jaguar XJ — o primeiro surgiu em 1968 — surgirá só no próximo ano em 2020 (possível apresentação ainda em 2019?)

E tal como o X351 foi um corte radical com o antecessor, também o futuro XJ o será em relação com o atual. Não apenas ao nível da sua estética, mas mais importante, ao nível do que se esconde por baixo da sua carroçaria.

Esqueçam os V8 ou os motores de seis cilindros, tudo aponta para que o próximo Jaguar XJ se torne 100% elétrico — um passo demasiado ousado? Talvez, mas ousadia ou até inovação não são termos alienígenas quando falamos do XJ.

VÊ TAMBÉM: Novo Jaguar XJ será elétrico. Rival do Tesla Model S a caminho?

O primeiro Jaguar XJ foi um marco em design automóvel, a geração X350 (2003-2009) inovou no campo dos materiais, tendo sido o primeiro Jaguar construído totalmente em alumínio — tecnologia distinta da que a Audi usou no A8 —, e a atual X351, graças ao seu radical desenho, levou o nome XJ numa direção nova libertando-se das amarras do passado.

De momento, pouco ou nada se sabe sobre esta reinvenção elétrica do XJ, mas considerando o que a “pequena” Jaguar conseguiu com o I-Pace, o multi-galardoado SUV 100% elétrico — Carro Internacional do Ano, Carro Mundial do Ano, entre outros… —, são altas as expetativas para o novo topo de gama.

Até lá, e após o término da produção do Jaguar XJ em julho, teremos de… esperar.

Sabes responder a esta?
Que motor equipava o Jaguar XJ220?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Jaguar XJ220 mostra a sua raça frente ao Bugatti EB110

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos