Patente

Patente revela como seria a versão de produção do desportivo da Yamaha

O Sports Ride Concept era a proposta da Yamaha e Gordon Murray para um compacto e leve desportivo. Já não vai acontecer, mas agora sabemos como seria a versão de produção.

Foi no Salão de Tóquio de 2015 que ficámos a conhecer o protótipo Sports Ride Concept da Yamaha. Tratava-se de um desportivo compacto — dimensões similares à de um Mazda MX-5 —, bi-lugar, com motor em posição central traseira e, claro, tração traseira. O tipo de automóveis que entusiasma qualquer entusiasta…

Para mais, o Sports Ride Concept era o resultado de uma parceria de desenvolvimento entre a Yamaha e um senhor chamado Gordon Murray — sim, esse mesmo, o pai do McLaren F1 e do seu verdadeiro sucessor, o T.50 — o que elevava as expetativas sobre as qualidades desta nova proposta.

Na altura, pouco ou nada se sabia sobre as suas especificações, mas um dos poucos números conhecidos destacava-se: 750 kg. Menos 200 kg que o mais leve dos MX-5 e até 116 kg mais leve que o Lotus Elise 1.6 existente na altura.

A NÃO PERDER: É assim que ruge o V8 Ford Cosworth do novo TVR Griffith
Yamaha Sports Ride Concept

Um baixo valor de massa só possível devido ao tipo de construção iStream da Gordon Murray Design, que no caso do Sports Ride Concept adicionava um novo material ao mix de soluções materiais e estruturais — fibra de carbono.

Yamaha, marca automóvel?

O Yamaha Sports Ride Concept era o segundo protótipo apresentado pelo construtor japonês em colaboração com a Gordon Murray Design. O primeiro, o Motiv (e o Motiv.e, a sua versão elétrica), um pequeno citadino com uma volumetria semelhante à de um Smart Fortwo, tinha sido revelado dois anos antes no mesmo salão japonês.

A Yamaha parecia estar empenhada em expandir a sua atividade para lá das duas rodas, entrando no mundo dos automóveis com a sua própria marca, e as soluções industriais propostas por Murray permitiam um investimento inicial inferior que outras mais tradicionais.

No entanto, apesar das promessas do pequeno Motiv chegar ao mercado em 2016 e do Sports Ride Concept chegar poucos anos depois, a verdade é que nenhum chegou à linha de produção… e não vão chegar, de acordo com Naoto Horie, porta-voz da Yamaha, em declarações à Autocar no último Salão de Tóquio:

“Automóveis deixaram de estar nos nossos planos a longo prazo. Foi uma decisão tomada pelo presidente (da Yamaha) Hidaka para o futuro previsto, porque não encontrámos uma alternativa sobre como desenvolver qualquer um dos modelos de modo a destacarem-se da concorrência, que é muito forte.

O desportivo em particular tinha um grande apelo para nós como entusiastas, mas o mercado é particularmente difícil. Procuramos agora novas oportunidades.”

Como seria o Sports Ride Concept na versão de produção?

Apesar de já estar mais que confirmado que não teremos automóveis da Yamaha, recentemente vieram a público imagens do registo de patente daquele que seria a versão de produção do Sports Ride Concept, retiradas do EUIPO (Instituto da Propriedade Inteletual da União Europeia).

É o vislumbre possível do que seria a versão final do desportivo caso fosse lançado.

Em comparação com o protótipo, o modelo de produção revela proporções gerais idênticas (observem o perfil), mas o desenho da carroçaria no todo é bastante distinto. Alterações necessárias para facilitar o processo de homologação e produção, mas também a dar um caráter distinto em relação ao protótipo, que era mais agressivo em atitude.

Outro pormenor visível é a ausência de saídas de escape — será que Yamaha estaria a planear uma variante 100% elétrica do seu desportivo? É que não faz muito tempo assim, vimos a Yamaha apresentar um novo motor elétrico de alta performance para a indústria automóvel — potências até 272 cv. Revelador foi o carro escolhido para servir de “mula de testes” — um Alfa Romeo 4C, outro desportivo mid-engine.

É de lamentar que esta parceria entre a Yamaha e a Gordon Murray Design não tenha chegado a bom porto — talvez alguém repesque este projeto?

VÊ TAMBÉM: Honda recria S660 com visual retro. Mas só para o Japão

A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Mais artigos em Notícias