Desde 22 354 euros

Com 115 cv, testámos o SEAT Ibiza mais potente à venda em Portugal

Depois de termos testado o SEAT Ibiza FR na variante Diesel, fomos descobrir o que este vale na sua versão mais potente equipada com o 1.0 TSI de 115 cv.

Confirmada a suspeita de que não vai existir um CUPRA Ibiza, o papel de versão mais “apimentada” do utilitário espanhol cabe ao SEAT Ibiza FR, equipada com o algo modesto 1.0 TSI de 115 cv — sim, nem o 1.5 TSI de 150 cv não se encontra em comercialização em Portugal…

Assim sendo, depois de o termos testado com o 1.6 TDI de 95 cv, chegou a altura de descobrir o que vale a versão… mais potente do SEAT Ibiza FR, com 115 cv e caixa DSG.

Esteticamente, continuo a apreciar o visual do Ibiza. Sóbrio e maduro, nesta versão FR o SEAT Ibiza ganha alguns detalhes mais desportivos, como as jantes de 18”, os para-choques desportivos ou a dupla ponteira de escape, mas sem “cair na tentação” de se tornar espampanante ou excessivamente adornado.

VÊ TAMBÉM: Testámos o novo Renault Clio. Rei morto, rei posto?
SEAT Ibiza FR © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

No interior do SEAT Ibiza FR

Quanto ao interior, tudo o que poderia dizer acerca deste já o disse anteriormente, nos testes a outras versões do Ibiza que já fiz à variante com motor Diesel e à equipada com motor a GNC.

Ainda assim, e correndo o risco de ser redundante, não posso deixar de elogiar a ergonomia, o sistema de infotainment simples de usar e com bom grafismo e ainda a robustez geral que emana.

VÊ TAMBÉM: Ao volante do renovado Mazda2. Afinal o que mudou?
SEAT Ibiza FR © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
No interior do Ibiza FR predominam os materiais rijos, a exceção é a faixa a imitar cabedal que atravessa o tablier, macia ao toque.

Quanto ao espaço, o que te posso dizer é que as cotas de habitabilidade do SEAT Ibiza FR continuam a ser referenciais no segmento — o Ibiza está entre os maiores segmento B em comercialização —, havendo espaço para quatro adultos viajarem com conforto. Já a bagageira com 355 litros “faz sombra” a algumas propostas do segmento acima!

VÊ TAMBÉM: Novo Toyota Yaris (2020). Primeiro teste em PORTUGAL
SEAT Ibiza FR © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
A bagageira tem 355 litros de capacidade.

Ao volante do SEAT Ibiza FR

Feitas as apresentações estáticas, chega a hora de te falar daquilo que, provavelmente, mais te interessa na análise à variante mais potente do SEAT Ibiza: o seu desempenho dinâmico.

Começando pelo comportamento, este revela-se seguro, previsível e eficaz, com o Ibiza FR a tirar proveito da suspensão de taragem mais desportiva para se manter “colado” à estrada, mesmo quando decidimos puxar mais por ele. No entanto, o conforto a bordo mantém-se em bom nível quando adotamos ritmos mais moderados.

Quanto à direção, esta tem um peso adequado, é direta e precisa, com o Ibiza FR a aproximar-se neste aspeto de referências inesperadas como o Hyundai Kauai.

SEAT Ibiza FR © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
O sistema de infotainment continua a merecer elogios.

Por fim, o desempenho do motor. Com quatro modos de condução à escolha (“Eco”, “Sport”, “Normal” e “Individual”), o Ibiza FR acaba por ser capaz de adotar diversas “personalidades”, muito por culpa da calibração do acelerador em cada um destes modos.

VÊ TAMBÉM: Já conduzimos o Ford Puma 1.0 EcoBoost de 155 cv e temos todos os preços

No modo “Eco”, as mudanças de relação chegam mais cedo (talvez até cedo demais, por vezes), a resposta ao acelerador torna-se mais “muda” e passamos a ter acesso a uma funcionalidade “roda livre” da transmissão, sem dúvida o melhor argumento deste modo “Eco”.

SEAT Ibiza FR © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
Eis o botão que permite selecionar os modos de condução.

Já no modo “Sport”, a resposta ao acelerador torna-se muito mais imediata, como que despertando todos os 115 cv e acedendo à totalidade dos 200 Nm, ao ponto de chegar a fazer com que estes pareçam até um pouco mais. Permite-nos não só imprimir um ritmo mais elevado como proceder a ultrapassagens com mais confiança sem ter de recorrer à caixa (que pode ser controlada através de patilhas no volante).

Neste modo, a caixa DSG de sete velocidades passa a “aguentar” durante mais tempo a mudança selecionada antes de a trocar e o tricilíndrico sobe com vontade e alegria até às zonas mais elevadas do taquímetro que, curiosamente, é onde se parece sentir melhor, uma vez que a baixa rotação acusa alguma “falta de pulmão”.

VÊ TAMBÉM: Opel Corsa GS Line contra Peugeot 208 GT Line. Qual o melhor?
SEAT Ibiza FR © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
O “Virtual Cockpit” é completo, fácil de ler, conta com um bom grafismo, e permite optar entre vários layouts.

No que aos consumos diz respeito, ao longo do teste consegui médias entre os 6,0 e os 6,4 l/100 km, tudo isto sem grandes preocupações e com alguns momentos dedicados a explorar mais expressivamente as capacidades do SEAT Ibiza FR.

VÊ TAMBÉM: Ao volante do novo Nissan Juke. Como o puto cresceu
SEAT Ibiza FR © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
O espaço pensado para o smartphone é uma mais valia ao nível da ergonomia.

É o carro certo para mim?

Depois de já ter testado o Ibiza com todas as motorizações disponíveis, não posso deixar de dar os parabéns à SEAT. Nesta quinta geração o utilitário espanhol está mais maduro do que nunca e apoia-se, acima de tudo, em argumentos racionais como as cotas de habitabilidade ou a oferta de equipamento para se apresentar como uma opção a ter em conta no segmento.

VÊ TAMBÉM: Testámos a SEAT Leon ST 1.5 TSI FR. Não é novidade, mas é ainda uma opção a considerar?

Por outro lado, face a concorrentes como o Opel Corsa GS Line, Peugeot 208 GT Line ou o Renault Clio RS Line 1.3 TCe, o SEAT Ibiza FR perde ao nível da potência — todos eles contam com 130 cv e motores 1.2 e 1.3 contra os 115 cv do espanhol, com o mais pequeno 1.0 TSI —, mas ganha ao nível da habitabilidade.

Já quanto ao preço, todos eles fazem um “jogo” muito parecido, o que tendo em conta a pequena, mas perceptível diferença ao nível da performance para os rivais, não contribui favoravelmente para a causa do SEAT Ibiza FR.

Bem construído, (muito) espaçoso e bem equipado, o SEAT Ibiza FR apresenta-se como uma boa proposta para quem quer um modelo com um visual mais “desportivo” mas ao mesmo tempo já tem algumas responsabilidades familiares ou precisa de espaço — mais que um utilitário, parece um pequeno familiar…

Preço

unidade ensaiada

28.211

Versão base: €22.354

IUC: €103

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: 3 cilindros em linha
    • Capacidade: 999 cm3
    • Posição: Dianteira transversal
    • Carregamento: Injeção direta + Turbo + Intercooler
    • Distribuição: 2 a.c.c., 4 válv. por cil.
    • Potência: 115 cv entre as 5000 e as 5500 rpm
    • Binário: 200 Nm entre as 2000 e as 3500 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: DSG de sete velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4059 mm / 1780 mm / 1444 mm
    • Distância entre os eixos: 2564 mm
    • Bagageira: 355 litros
    • Jantes / Pneus: 215/40 R18
    • Peso: 1164 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 6,1 l/100 km
    • Emissões de CO2: 140 g/km
    • Vel. máxima: 193 km/h
    • Aceleração: 9,5s
  • Equipamento
    • Caixa automática DSG
    • Suspensão desportiva
    • Para-choques desportivos
    • Perfis de condução SEAT
    • Volante multifunções desportivo em pele com tiptronic
    • Banco do condutor e passageiro reguláveis em altura
    • Banco traseiro rebatível assimetricamente
    • Jantes em liga leve 17" Dynamic
    • Vidros traseiros escurecidos
    • Espelho interior antiencadeamento automático
    • Vidros dianteiros e traseiros elétricos
    • Travão de mão em pele
    • Alavanca de velocidades em pele
    • Iluminação na zona dos pés na parte dianteira, na área da consola central e no painel das portas
    • Espelhos exteriores com regulação elétrica, aquecidos e recolhimento elétrico
    • Faróis Full LED
    • Luzes diurnas + "Coming home" + sensor de luz
    • Sensor de chuva
    • Seis altifalantes
    • LED's traseiros
    • Cruise Control com limitador de velocidade
    • Faróis de nevoeiro com função "Cornering" (desactivada em combinação com faróis Full LED)
    • Climatronic
    • Computador de Bordo "Medium"com display multifunções
    • Bluetooth
    • Sistema de deteção de fadiga
    • Sistema de som Media Cor 6,5"
    • Conexões USB e Aux In
Extras
Câmara de visão traseira (inclui sensores de estacionamento dianteiros e traseiros)(525 €); Quadro de Instrumentos Digital SEAT (308,56 €); Pacote Luxe (inclui: bancos dianteiros Comfort; bolsa no encosto dos bancos dianteiros; bancos Dinamica em velour (tipo alcântara); bancos dianteiros com regulação em altura)(450 €); SEAT Full Link (inclui: Mirror Link + Apple + Google)(150 €); Sistema de Som BEATS AUDIO (inclui: bagageira com compartimento revestido; amplificador de 300W; seis altifalantes premium; um subwoofer)(450 €); DAB (Digital Audio Broadcast)(160 €); Pacote Easy (incui: sistema Keyless sem função SAFE; Cruise Control adaptativo (ACC) com função "Follow to Stop")(450 €); Cintos de segurança com detalhe em vermelho e pinças dos travões em vermelho (362 €); Teto panorâmico de abertura elétrica (821 €); Mapcare (120 €); Regulação hidráulica dos amortecedores e jantes de liga leve 18" Performance (649,99 €); Sistema de Navegação (inclui: Bluetooth; antena de receção AM/FM com busca automática; conexão Aux-in e 2 portas USB; seis altifalantes; computador de Bordo "Medium"com display multifunções; ecrã táctil de 8"; reconhecimento de voz)(815,01 €); Alarme volumétrico (inclui: buzina de apoio e sistema SAFE)(244,99 €); Pacote inverno (inclui: bancos dianteiros aquecidos; bancos dianteiros com regulação em altura; jato de água do limpa para-brisas aquecido; espelhos retrovisores elétricos e aquecidos)(349,98 €).
Avaliação
7 / 10
Seja com que motorização for, o SEAT Ibiza é, por mérito próprio, uma opção a ter em conta no segmento B. Nesta versão FR e na "guerra" dos utilitários mais "apimentados", o modelo espanhol perde face à concorrência no que diz respeito à potência e às prestações — não por muito… —, mas compensa ao nível dos argumentos racionais. Espaçoso, bem equipado e robusto, o Ibiza FR é a escolha ideal para uma jovem família que não abdica de um espírito um pouco mais "racing".
  • Sistema de infotainment
  • Robustez
  • Espaço/capacidade da bagageira
  • Comportamento competente
  • Alguns materiais rijos menos agradáveis ao toque
  • Falta de força a baixa rotação
Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo da SEAT?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O primeiro SEAT da história faz 65 anos
Em cheio!!
Vai para a próxima pergunta

ou lê o artigo sobre este tema:

O primeiro SEAT da história faz 65 anos

Mais artigos em Testes, Ensaio